APLB

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

OAB doa alimentos para os servidores demitidos pelo prefeito de Ilhéus

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) - Sub-seção de Ilhéus, Martoni Maciel, fez a entrega de alimentos não perecíveis arrecadados pela entidade em solidariedade às centenas de servidores municipais demitidos por decreto pelo prefeito Mário Alexandre Sousa, contratados entre 1983 e 1988. A doação foi feita nesta quarta-feira, na sede da OAB, localizada no Bairro Boa Vista.

Os alimentos doados reforçam a campanha realizada pelas entidades sindicais representativas dos servidores municipais, no sentido de suprir a necessidade dos trabalhadores mais vulneráveis atingidos pelo afastamento abrupto da folha de pagamento da Prefeitura, no dia 7 de janeiro último.

Participaram do ato, os presidentes do Sinsepi (Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos de Ilhéus), Joaques Silva, da APPI\APLB, Osman Nogueira, e do Sindguardas, Pedro de Oliveira Santos, entre outros sindicalistas. Eles agradeceram ao apoio da OAB de Ilhéus aos servidores, que em sua grande maioria estão passando por necessidades para sobrevivência, após a decisão do prefeito de Ilhéus.

“A OAB é um espaço democrático e Casa da Cidadania, portanto, é justa e merecida a solidariedade à situação dos servidores públicos ilheenses, trabalhadores que precisam de apoio material para sustento próprio e familiar”, afirmou Maciel. Ele acrescentou que a ação manifesta atenção ao funcionalismo público do Município atingido pela extinção de vínculo em massa. 

O presidente da OAB local disse ainda que os servidores possuem “um direito bom”. “Todas as pessoas que sofrem a consequência de uma decisão judicial têm o direito de responder o contraditório antes do efeito da sentença”, declarou Martoni Maciel.