APLB

quinta-feira, 20 de junho de 2019

Sindicatos realizam bingo beneficente para ajudar servidores afastados


Um Bingo Beneficente em solidariedade aos servidores municipais afastados pelo prefeito Mário Alexandre, de Ilhéus, será realizado no próximo dia 2 de julho, a partir das 11 horas, no Centro de Convenções, na Avenida Soares Lopes, com mais de 20 prêmios. O evento tem como objetivo arrecadar recursos para subsidiar a compra de cestas básicas para os trabalhadores da categoria que estão mais vulneráveis à segurança alimentar.

Com o apoio da comunidade, o Bingo sorteará diversos prêmios, entre eles, um notebook, bicicleta, liquidificador, ferro elétrico, aparelho de climatização, churrasqueira, telefone celular, entre outros. A cartela custa apenas R$ 5 (cinco reais). O evento contará ainda com apresentações musicais de artistas da cidade, em solidariedade aos servidores.

Haverá também a venda de petiscos, cerveja, refrigerante e água, durante o evento. Um dos representantes dos servidores afastados, Luiz Machado, informa que o movimento representa a resistência às atitudes do governo municipal, que jogou cerca de 250 famílias numa situação extrema de necessidade para a sobrevivência. “Temos nos mantido unidos na defesa dos nossos direitos adquiridos que estão sendo historicamente desrespeitados”, afirma o sindicalista

Na última quarta-feira (19), mais 60 cestas básicas foram entregues a uma parcela desses servidores, que foram retirados da folha de pagamento da prefeitura, no mês de janeiro, após 34 anos de serviços prestados ao município e agora enfrentam, na Justiça, as ações do prefeito de Ilhéus. A campanha de apoio aos servidores é coordenada pelos sindicatos que representam a categoria - Sinsepi, APPI\APLB, Sindguardas e Sindiacs\ACE.



sábado, 15 de junho de 2019

IMAGENS – Greve Geral da classe trabalhadora em Ilhéus

Após concentração na Praça Cairu, no centro de Ilhéus, trabalhadores e representantes das principais centrais sindicais - CTB, Força Sindical, CGTB, CSB, Nova Central, CSP- Conlutas e Intersindical – saíram pelas principais ruas centrais em defesa da Educação Pública de qualidade, contra os cortes de verbas, pela aposentadoria e por mais empregos. O objetivo foi protestar e conscientizar a população para as ações do governo que prejudicam a classe trabalhadora.












terça-feira, 11 de junho de 2019

AGENDA – Greve Geral da Classe Trabalhadora


 

Em defesa da Educação Pública de qualidade, contra os cortes de verbas, pela aposentadoria e por mais empregos, os cerca de 4,5 milhões de trabalhadores do setor vão parar no dia 14 de junho na Greve Geral da Classe Trabalhadora. O movimento é organizado pelas principais centrais sindicais – CTB, Força Sindical, CGTB, CSB, Nova Central, CSP- Conlutas e Intersindical.

EM ILHÉUS, o ato público terá concentração a partir das 8h, na Praça Cairu.

A APLB-Sindicato orienta a paralisação da Rede Estadual nos dias 13 e 14 de junho.


Caruru Solidário dos servidores afastados recebe apoio da comunidade de Ilhéus

 
O movimento Caruru Solidário em apoio aos servidores municipais afastados pelo prefeito Mário Alexandre recebe o apoio da comunidade de Ilhéus. O evento realizado na sexta-feira, dia 7, com  o objetivo de arrecadar recursos para a compra de cestas básicas, vendeu os 250 pratos preparados pelos próprios servidores. Pelo sucesso da iniciativa, mais um Caruru Solidário será servido nesta quinta-feira, dia 13.

Através dos sindicatos que representam a categoria, os servidores admitidos entre 1983 e 1988 travam uma batalha jurídica com o governo que os afastou da folha de pagamento, desde o mês de janeiro último, e relegou esses trabalhadores, com mais de 33 anos de serviços prestados, a uma situação de extrema dificuldade, sem o respeito nem reparação de nenhum dos seus direitos.
 
Desde então, os sindicatos Sinsepi, APPI\APLB, Sindguardas e Sindiacs\ACE realizam uma campanha comunitária de arrecadação de alimentos para distribuição de cestas básicas aos servidores mais vulneráveis em termos de segurança alimentar. Cerca de 250 trabalhadores encontram-se sem salários, sem vale-alimentação, vivendo uma situação de miséria por culpa do prefeito Mário Alexandre e sua equipe.

Nesse sentido, os sindicatos agradecem ao apoio recebido de diversos segmentos da comunidade, dos servidores municipais da ativa, de outros sindicatos de trabalhadores, que têm colaborados com o movimento dos servidores afastados nesse momento em que sofrem a perseguição do prefeito municipal. “A união tem sido uma ferramenta de resistência que tem fortalecido nossa luta. Acreditamos na Justiça e vamos até o fim contra a atitude injusta desse prefeito”, afirma o presidente da APPI\APLB, Osman Nogueira.
 


segunda-feira, 10 de junho de 2019

AGENDA – Paralisação com Ato Público

As cinco entidades que representam o funcionalismo público do Estado da Bahia (SINTEST/BA, SINDSEFAZ, APLB-Sindicato, SINDSAÚDE e SINPOJUD) realizam grande manifestação na quinta-feira (13), às 9h, na Secretaria de Administração da Bahia (SAEB), no Centro Administrativo, em Salvador. O objetivo é fazer o Governo Rui Costa dialogar com o funcionalismo. A APLB-Sindicato orienta a paralisação da Rede Estadual nos próximos dias 13 e 14 de junho (este último, dia da Greve Geral Nacional contra o fim da aposentadoria).

ILHÉUS – Os sindicatos farão o ato na Praça Cairu, no centro, com concentração a partir das 8h de quinta-feira (13).



quinta-feira, 6 de junho de 2019

Caruru solidário arrecadará recursos para doação de cestas básicas aos servidores afastados

Para arrecadar recursos que serão destinados à compra de cestas básicas para os servidores municipais afastados pelo prefeito Mário Alexandre, os sindicatos representativos da categoria realizarão o 1º Caruru Solidário  Beneficente. O caruru acontecerá na sexta-feira (07), às 11h30, na sede da APPI. O valor da quentinha é  de R$12,00.

Os sindicatos mantêm, há cerca de cinco meses, a campanha de arrecadação de alimentos. A coordenação é do Sinsepi, APPI\APLB, Sindguarda e Sindiacs\ACE. A subseção local da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), também apoia a iniciativa. 

terça-feira, 4 de junho de 2019

“O nosso direito está vivo, forte e pujante”, dizem advogados dos servidores afastados

Com seis decisões judiciais favoráveis e apenas duas contra - incluindo a mais recente, esta semana, no Supremo Tribunal Federal (STF) -, os servidores públicos da Prefeitura de Ilhéus, contratados entre 1983 e 1988 e afastados pelo prefeito Mário Alexandre, no dia 7 de janeiro deste ano, continuam otimistas quanto à vitória na disputa judicial que travam com o município. Hoje, eles voltaram a se reunir na sede da APPI/APLB e debateram com os advogados que representam os sindicatos os rumos da estratégia jurídica.
“O nosso direito está vivo, forte e pujante”, assegurou o advogado Iruman Contreiras. Ele destaca o fato de que mesmo concedendo a liminar derrubando duas liminares do TJ que anularam os efeitos do decreto de afastamento, o presidente do STF, ministro Dias Tófolli, condenou o fato de que os atingidos pela medida não foram escutados no processo.

“Isso chamamos de o devido processo legal, ao direito ao contraditório, que não nos foi oportunizado”, destaca. Com a decisão do STF isso agora ficou claro, “limpo como água da fonte”, segundo Contreiras. “E isso traz a luz sobre o que defendemos desde o primeiro momento desta disputa judicial: nenhuma sentença é válida sem o devido processo legal”, assegurou.
O advogado Davi Pedreira explica que toda decisão individual de um julgador abre, automaticamente, oportunidade para recurso para que todo o colegiado formado pelos 11 ministros do STF julgue a decisão. “Esta decisão no STF foi apenas do ministro Tófolli, sem o parecer dos demais”, completa.

Pedreira destaca ainda que o que está em julgamento no supremo é apenas a liminar. “O mérito da ação será julgado no TJ, em Salvador, nas apelações apresentadas contra a sentença do juiz da Vara da Fazenda Pública de Ilhéus, que negou o devido processo legal aos servidores (atitude condenada pelo STF) e autorizou o prefeito a suspender o contrato de mais de 300 pais e mães de família”, afirma.
De acordo com Pedreira, “se no TJ ganhamos liminares para anular o decreto do prefeito, agora que o STF, na própria ação movida pelo prefeito, reconhece que o direito ao contraditório deve ser respeitado, o julgamento dos apelos deve nos assegurar esse direito, anulando a sentença que permitiu ao prefeito suspender os contratos dos servidores”.



segunda-feira, 3 de junho de 2019

Toma posse nova diretoria da Delegacia Sindical Costa do Cacau


  
Tomou posse hoje (03), a nova diretoria da Delegacia Sindical Costa do Cacau e dos Núcleos Sindicais de Canavieiras, Itacaré, Una e Uruçuca. Ao todo são 38 dirigentes. 
A comissão eleitoral finalizou o processo com a assinatura da Ata de Posse, na sede da APPI.  Cada núcleo, agora, fará uma posse festiva em seu município.