APLB

terça-feira, 31 de julho de 2007

MENSAGEM DE CARMELITA

Caros companheiros de muitas lutas e grandes batalhas

Em fim uma boa notícia: Dr. Karina ajuizou hoje(ontem 30/07), o pedido de afastamento do prefeito por 60 dias com base na denúncia feita por mim Jailson e Alcides, sobre os combustíveis – abastecimento – nos postos da família do prefeito. A juíza acatou o pedido.
Agora é esperarmos o desenrolar dos acontecimentos.

Carmelita

PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DE ILHÉUS EM GREVE

PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL
ENTRARAM EM GREVE, NESTA TERÇA-FEIRA

Com a quebra do Acordo Salarial pelo Prefeito de Ilhéus, que voltou atrás e recusa-se a assinar o acordado, a categoria dos professores da Rede Municipal de Ensino de Ilhéus iniciaram nesta terça-feira uma greve por tempo indeterminado.

A categoria fez três dias de paralisação de advertência na semana passada(26-27-28/Jul), comunicando as autoridades municipais que em caso do prefeito não resolver assinar o Acordo Salarial, seria iniciadas a partir desta terça-feira uma greve por tempo indeterminado.

Colocando em avaliação a situação da Justiça ter afastado o Sr. Valderico Reis do cargo, a categoria entende que a negociação da Campanha Salarial 2007/2008 é realizada com o ente Município de Ilhéus, do qual todos são funcionários, assim, independente do gestor que esteja a frente do Poder Executivo, se faz necessário o cumprimento do Acordo pelo Município.

APPI-APLB/SINDICATO ENTROU COM PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO DO CONCURSO DA PREFEITURA

APPI-APLB/SINDICATO ENTROU COM PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO
DO CONCURSO PÚBLICO DA PREFEITURA DE ILHÉUS

Depois de ter apresentado aos Secretários do Governo Municipal diversas irregularidades contidas no Edital nº 001/2007 para que o Governo realiza-se as correções, caso que não aconteceu, a APPI protocolou junto à Procuradoria geral do Município um pedido de impugnação do edital.
Na tarde de ontem(30/07), às 16:15 a APPI-APLB/Sinidcato protocolou cópia no Ministério Público da Bahia de documento enviado aos Secretário de Administração comunicando do pedido de impugnação.
Veja as irregularidades:

DAS IRREGULARIDADES

1) Na forma do art. 21, § 2º, letra “A” da lei 8.666/93 o prazo mínimo entre a abertura do Edital e a realização das inscrições não pode ser inferior a 45 dias.

Assim, encontra-se irregular a falta de prazo entre a abertura do Edital e o inicio das inscrições, sendo que no caso do Edital completo, a sua divulgação só ocorreu após o dia 09/07/2007.

2) A legislação municipal que trata da matéria relativa à contratação de pessoal e vencimentos dos empregados públicos são a Lei Orgânica Municipal e as leis municipal 2.272/88 (Plano de Classificação de Cargos, Careira e Salários) e 3.001/02 (Plano de carreira do Magistério), portanto deve constar do Edital as vantagens asseguradas pelos Planos de Cargos, Carreira e Salário e do Magistério como os adicionais de tempo de serviço, insalubridade, periculosidade, penosidade; gratificação de função; de lotação em escola de difícil acesso e adicional de dedicação exclusiva.

Assim encontra-se irregular o Edital ao omitir as vantagens de cada cargo.

3) O prazo de apenas quinze dias para a realização das inscrições de 09/07 (segunda) a 24/07 (terça feira). Item 4 do edital, contraria a própria lei 8.666/93.

Assim, estando o prazo a menor que aquele estabelecido na legislação, encontra-se irregular o Edital.

4) Conforme a lei 2.272/88, em seu Anexo I, os cargos no âmbito do município estão organizados em cinco Grupo Operacionais e cada cargo corresponde na Tabela Salarial a uma classe e a um nível, na forma do Anexo III, devendo a remuneração proposta obedecer esta classificação ou seja a remuneração inicial será a do Nível I da correspondente Classe em que o cargo estiver enquadrado no PCCS.

Assim, não estando o Edital no Item I – Das Vagas e Vencimentos em consonância com o PCCS, encontra-se irregular o Edital.

5) Sendo os empregos públicos regulados pelas leis 2.272/88 e no âmbito da Secretaria de Educação pela lei 3.001/02, as atribuições dos cargos a serem preenchidos pelo concurso estão definidas por esta legislação e não pelo Regimento Interno, por sinal um diploma inexistente;

Assim, encontra-se irregular também o edital neste ponto.

6) O regime jurídico adotado pelo município é da Consolidação das Leis Trabalhistas com FGTS, portanto deve ser este o regime a constar do Edital.

Assim encontra-se irregular o edital no Item 3, ao omitir sobre o regime de trabalho.

7) Prevê o Edital a realização do concurso para preenchimento do cargo Motorista “D”. O referido cargo não consta da lei 2.272/88, devendo a denominação “D” ser excluída do cargo e constar apenas dos requisitos para os candidatos.

Assim encontra-se irregular o Edital, no Anexo I, ao abrir inscrições para realização do concurso público para cargo inexistente no âmbito da administração municipal.

ESTADO - Rodada de negociação, no CAB

Rodada de negociação, no CAB

Em assembléia realizada na manhã do sexta-feira, 27 de julho, no Ginásio de Esportes dos Bancários, em Salvador, os trabalhadores em educação da rede estadual aprovaram um calendário de lutas e debateram os resultados das últimas rodadas de negociação entre o governo e a APLB-Sindicato. A categoria reconhece alguns avanços, mas quer vitórias mais expressivas, como a conquista do reajuste linear em 17,28% para os professores. A assembléia aprovou também moção de repúdio ao governo que exonerou o diretor Wendel Pinheiro Leal, do Colégio Estadual Odorico Tavares, e vários outros diretores de diversas escolas.

Nesta segunda-feira, 30 de julho, às 14h30, na Secretaria da Fazenda, no CAB, haverá rodada de negociação envolvendo o corpo técnico do governo (Secretaria da Fazenda) e da APLB-Sindicato e do DIEESE. Na pauta, análise dos números e documentos apresentados pelo governo e contestados pela APLB-Sindicato.

Na quinta-feira, 2 de agosto, provavelmente haverá o Seminário da APLB-Sindicato para debater a proposta de texto a ser apresentada no Grupo de Trabalho que tem discutido a reformulação do Plano de Cargos e do Estatuto do Magistério. No final da tarde desta segunda serão definidos local e horário.

No dia 06 de agosto – Reunião do Grupo de Trabalho para debater a primeira parte da reformulação do Plano de Cargos e do Estatuto do Magistério. Horário a ser marcado;

08 de agosto – Rodada de negociação da mesa setorial. Nesta reunião a conclusão dos estudos técnicos será apresentada. O percentual de reajuste será então debatido e, possivelmente, anunciado. Horário indefinido;

09 de agosto – Reuniões Zonais (os locais das reuniões serão divulgados posteriormente)

10 de agosto – Assembléia da APLB-Sindicato, às 9 horas, no Ginásio de Esportes do Sindicato dos Bancários, em Salvador;

13 de agosto – Início das reuniões zonais que debaterão as modificações do Plano de Cargos e do Estatuto do Magistério a serem apresentadas na segunda reunião do Grupo de Trabalho (os locais das reuniões serão divulgados posteriormente);

15 de agosto – Participação no ato da CUT, em Brasília, com saída de caravanas de todo o estado prevista para o dia 14 de agosto;

17 de agosto – Reunião da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) para definir data ou período da greve nacional pelo piso nacional de R$ 1.050,00.

Para Rui Oliveira, coordenador da entidade classista, a mesa setorial tem jogado papel importante; Temos discutido com o executivo estadual a pauta aprovada pela categoria. Já garantimos que o projeto de lei que regulamenta as eleições diretas para as direções das escolas seja apresentado ao legislativo ainda este semestre, conclui o dirigente que também enumera outras conquistas, como a que institui o grupo de trabalho para reformular o texto do plano de cargos e salários e do estatuto do magistério.

A APLB-Sindicato também informou que o governo vai publicar, no Diário Oficial, até o final de agosto, os nomes dos professores que se submeteram ao último processo de certificação. Os trabalhadores receberão toda a diferença, retroativa ao mês de maio.

A mesa setorial está em andamento. Avançamos em alguns pontos e continuamos debatendo outros. Temos que fazer todo o esforço para garantirmos vitórias importantes para a nossa carreira, relata Joel Câmara, dirigente sindical.


30/07/2007

APLB-Sindicato

APLB - NOTÍCIAS DO INTERIOR


Assembléia Geral em Ilhéus

Realizamos nesta quinta-feira uma Assembléia Geral em Ilhéus com a categoria. Os presentes deliberaram por:

1- reivindicar abertura de vagas para representação da base na Mesa Setorial;

2- garantia de vagas para o interior no Seminário Estadual PCCS e Estatuto do Magistério.

26/07/2007

APPI-APLB/Sindicato



30/07/2007

APLB-Sindicato

sexta-feira, 27 de julho de 2007

ROMPER ACORDO É VIOLÊNCIA

ILHÉUS - PROFESSORES APROVAM GREVE PARA 3ª-FEIRA

QUEBRA DE ACORDO PODE LEVAR A GREVE

Em concorrida assembléia geral, realizada dia 26(ontem), na CEPLAC, os professores da Rede Municipal de Ensino de Ilhéus deliberaram realizar paralizações nos dias 27, 28 e 30 de julho, deflagrando greve a partir da terça-feira(31), caso o prefeito não mude sua postura contrária a assinatura do Acordo da Campanha Salarial.

quinta-feira, 26 de julho de 2007

De: Roberto Santana - Re: PREFEITO DE ILHÉUS QUEBRA A CORDO

De: Roberto Santana
Re: PREFEITO DE ILHÉUS QUEBRA A CORDO COM APLB/SINDICATO-ILHÉUS

Isto é um absurdo, vamos nos unir na Luta de vocês professores.
O prefeito precisa respeitar as pessoas e assumir suas decisões.
Estamos com vocês!
Abraços do jornalista, Roberto Santanna - Folha da Praia.

quarta-feira, 25 de julho de 2007

PREFEITO DE ILHÉUS QUEBRA ACORDO DE CAMPANHA

ASSINATURAS DE SECRETÁRIOS DE ILHÉUS
NADA VALEM,


É o que parece entender o Prefeito de Ilhéus, Sr. Valderico Reis, que após ter autorizado os Secretários de Educação, Finanças e Administração, respectivamente Almir Gonçalves, Luciano Gomes Barros e Jerbson Moraes a negociarem a pauta da Campanha Salarial e firmar acordo, recusa-se a assinar deixando transparecer que os citados Secretários não tinham autoridade para assinar nada, e que suas assinaturas não têm valor.
A Diretoria da APPI-APLB/Sindicato está convocando toda a categoria para uma assembléia geral para amanhã (26/jul), quinta-feira, a partir das 14:00h no auditório da CEPLAC.
Vejam abaixo cópia do Acordo assinado pelos Secretários.






ESTADO - ASSEMBLÉIA ILHÉUS DIA 26 - 16H no CEI

ASSEMBLÉIA GERAL DA REDE ESTADUAL EM ILHÉUS
AMANHÃ, DIA 26, ÀS 16H NO COLÉGIO ESTADUAL DE ILHÉUS

PAUTA: INFORMES DAS NEGOCIAÇÕES EM SALVADOR

REJEITADO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA SEC/ILHÉUS

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REJEITOU
O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA SEC/ILHÉUS

A APPI participou de mais uma do Conselho Municipal de Educação-CME, ocorrida no dia 17 de julho, onde juntamente com ampla maioria dos conselheiros, rejeitou o Projeto Político Pedagógico apresentado pela Secretaria Municipal de Educação.

Para a Diretora da APPI, Selma Estrela, que faz parte do CME, entre os motivos que levaram à rejeição, apresentados no Parecer da Conselheira responsável por estudar e avaliar o projeto proposto pela SEC, destacam-se os seguintes itens:
* Falta de clareza sobre a Política Pública de Educação do Município;
* Falta de diagnóstico completo sobre a Educação do Campo e da Educação Infantil;
*A justificativa não apresenta nenhuma informação sobre o Projeto Speak English;
* Faltam dados estatísticos dos últimos 3 anos;
* Não há matriz curricular em nenhuma modalidade de ensino.

Na reunião ainda ficou acertado a realização de uma capacitação para os conselheiros sobre Legislaçao e Financiamento, nos dias 02 e 09 de agosto no auditório da FNS(antigo SESP), das 8:00h às 17:00h.

DEU NO JORNAL AGORA: Uma história sobre educação e censura

A trapalhada do Secretário de Educação de Ilhéus de censurar o Jornal dos alunos da Escola Municipal do Salobrinho continua rendendo. Vejam a matéria do Jornal Agora que circulou no último final de semana (21 a 23 de julho de 2007).
Uma história sobre educação e censura

Com apoio do Sindicato dos professores, o jornal foi reimpresso, sem o nome da Secretaria de Educação de Ilhéus

Em épocas de discussão sobre a possibilidade de retorno da censura, tendo em vista a tentativa do Governo Federal em avaliar previamente o conteúdo de toda a programação transmitida pelas redes de televisão no Brasil, a Prefeitura Municipal de Ilhéus reforça as fileiras dos maus exemplos, mesmo que a repressão tenha sido à versão impressa da liberdade de expressão. Mas vamos aos fatos:
Após vivenciar as diversas etapas da construção de um jornal impresso, ver somadas discussões sobre comunicação jornalística e a informação comercial, liberdades e necessidade de lucro, os estudantes da Escola Municipal do Salobrinho preparavam-se para o lançamento de um produto laboratório intitulado Jornal Interativo, com 12 páginas e formato ofício, seria esta a segunda edição...seria, pois não foi.
Chegado o dia 21 de junho, às 13he30min, o secretário municipal da Educação de Ilhéus, Almir Gonçalves Pereira, acompanhando de sua trupe, chegou à unidade escolar e, além de decretar a impossibilidade de circulação do Jornal, confiscou aproximadamente dois mil exemplares da edição. A truculência da ação chocou a população do bairro, margeado pela BA-415, e sede da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).
Não atendendo aos protestos dos professores, de alguns alunos e mesmo da coordenação pedagógica, que até então compunha sua própria equipe de trabalho naquela unidade escolar, o secretário da Educação deu ordens para que fossem recolhidos os exemplares, ao tempo em que utilizava um computador da própria escola para digitar, improvisadamente, o comunicado que informava a suspensão “temporária” da edição. Entre as justificativas, a não supervisão pedagógica do projeto por um membro da equipe administrativa da própria Secretaria. Com as incoerências e inconsistências expressas nas próprias ações e reações, resta a reflexão sobre o papel da educação e dos gestores municipais da educação, se é que a Prefeitura de Ilhéus comunga com a opinião sobre a esta mesma educação ser a única saída viável para um novo panorama nacional.
Mais que profissionais com currículos quantitativamente montados, é necessário gente. Gestores que entendam a pedagogia participativa, o marco referencial introduzido pela pedagogia de projetos, mas também o olhar transversal que rompe paredes e salas de professores e diretores, da mesma forma que transpõe muros e grades escolares em busca da comunidade externa. É necessário delegar poderes a quem tem poder de raciocínio e de sensibilidade, sem medidas diferenciadas, muitos menos forças sobrepostos. A presença ou o déficit de razão, executada muitas vezes pelo simples bom senso, e da sensibilidade crítica, nunca motivada pelo senso comum, são elementos responsáveis pela composição do caráter do homem e da mulher, mas também do gestor, do pesquisador e até mesmo daquele que censura. É preciso lembrar que a própria caneta que assina a liberdade, sentencia a morte, quando muito de sonhos e esperanças.
O fato no Salobrinho foi resolvido à revelia. Mesmo com a informação que a Secretaria Municipal, através de uma equipe especializada, iria reeditar o Jornal, que ironicamente chama-se Interativo, um grupo de professores uniu-se ao Sindicato dos Professores da cidade e custearam a reimpressão do exemplar. A nova versão chegou às ruas com o peso histórico de torna-se um alerta pela luta contra o retrocesso.

NOTA PÚBLICA DA CÂMARA DE ILHÉUS





REDE ESTADUAL - CARTA À ILHÉUS

CARTA À ILHÉUS

A Educação é um instrumento de promoção da pessoa humana, de transformação da realidade e de mudanças sociais. Por isso, é uma tarefa de todos os profissionais da educação, pais, alunos, em fim, de toda a sociedade defendê-la. Professores da Rede Estadual, entramos em greve por entendermos que este direito foi flagrantemente desrespeitado pelo governo estadual quando diferenciou os professores oferecendo 17,28% a um grupo e 4,5% a outro parcelados, quando age com estrema lentidão no sentido de equipar as escolas com pessoal(funcionários e professores) problema crônico deixado pelos anos do “carlismo”, mas enfrentado com timidez agora.

Portanto os nossos 56 dias de greve e trinta e dois dias letivos foram por conta de:

LUTAR por salário digno porque, além de nos manter, precisamos de condições para estudar, comprar livros, revistas, fazer cursos em fim, nos especializarmos;

LUTAR por condições dignas de trabalho porque nas escolas está faltando, papel, material didático, material de limpeza, etc;

Terminamos a greve por entendermos que o governo sinalizou em discutir o nosso pleito, implementando a Mesa de Negociação Setorial da Educação da Bahia e acenando em procurar resolver os problemas de distorção da nossa carreira e de funcionamento das escolas.

Nesta carta queremos agradecer a solidariedade, apoio e compreensão dos pais, alunos e comunidade.


APPI PARTICIPA DA 2ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DE MULHERES

APPI PARTICIPA DA 2ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DE MULHERES

A APPI participou no mês de julho da 2ª Conferência Estadual de políticas Públicas para Mulheres. A representante da APPI foi a nossa Diretora, professora Ruth, eleita Delegada para participar da 2ª Conferência Nacional que acontecerá de 18 a 20 de agosto em Brasília.








Segue abaixo mais informações das resoluções da Conferência, retiradas do site "O VERMELHO".

Defesa da vida considerando o aborto uma questão de saúde pública e a necessidade de sua descriminalização foi uma das decisões tomadas, no dia 5/7, pelas participantes da plenária final da etapa da Bahia, preparatória da 2ª Conferência Nacional de Políticas para Mulheres convocada pelo Governo Federal. No evento, foram eleitas as 143 integrantes da delegação baiana para a plenária nacional que ocorre em Brasília no mês de agosto

Em sua maioria do interior do estado, cerca de 900 mulheres, representando 260 municípios, discutiram durante três dias as políticas públicas para as brasileiras, participando de painéis e de sete grupos temáticos. Após análise das bases do Plano Nacional de Políticas para Mulheres (PNPM) do governo federal, foram propostas medidas complementares e de controle da aplicação do PNPM.

A aprovação da descriminalização do aborto, ainda que não seja a legalização defendida por várias correntes do movimento feminista, representa um avanço em políticas públicas. Significa que o governo deve assegurar que as mulheres não tenham que se expor a perigosos abortos clandestinos e à gravidez imposta. Por outro lado, a penalização do aborto ameaça uma série de direitos humanos, como os direitos à igualdade, à não discriminação, à vida, à saúde e à integridade física.

Outras decisões da Conferência da Bahia serão encaminhadas à plenária nacional da 2ª CNPM, a exemplo da implementação da Lei Maria da Penha envolvendo iniciativas a serem implementadas pelos governos estaduais para punir à violência sobre a mulher; políticas a serem desenvolvidas visando garantir a igualdade entre mulheres e homens no mercado de trabalho; política de valorização do salário mínimo; Reforma Política democrática com participação das mulheres; e políticas públicas visando maior inserção das mulheres nas instâncias de poder. Temas como direitos sexuais e reprodutivos, orientação sexual, além do recorte geracional abordando as políticas para mulheres idosas e mulheres jovens também foram debatidos.

quarta-feira, 18 de julho de 2007

ÔNIBUS PODERÃO LIGAR A UESC A BAIRROS

CARMELITA REIVINDICOU ÔNIBUS
LIGANDO BAIRROS DE ILHÉUS A UESC

Em reunão realizada na última terça-feira(17/Jul), a Professora Carmelita, presidente da APPI e Vereadora(PT), reivindicou junto ao Secretário Municipal de Transportes a colocação de linhas urbanas ligando os diversos bairros de Ilhéus ao Campus da UESC.

Na reunião, que teve a participação do Professor Osman, também Dirigente da APPI, Carmelita expôs que a existências destas linhas ajudarão os estudantes de nosso Município na realização do grande esforço que é concluir o Ensino Superior.

Esta iniciativa atinge diretamente os Trabalhadores em Educação que para atender o disposto na LDB(Lei de Diretrizes de Base) se deslocam diariamente até Universidade Estadual de Santa Cruz para concluir os seus estudos.

As linhas devem ligar os bairro da Zona Sul(N.Sr.ª da Vitória, Barreira, Hernane Sá, Nelson Costa e Pontal) e Zona Norte (Iguape, Barra, Parque Infantil, Malhado) à UESC.

O Secretário ficou de realizar um estudo para implantação das linhas, apresentando o resultado no prazo de 15 dias.

Estado/Ilhéus- ASSEMBLÉIA 5ª-FEIRA - 10H

ASSEMBLÉIA DA REDE ESTADUAL
5ª-FEIRA NO COLÉGIO ESTADUAL

Os professores da Rede Estadual, em Ilhéus, farão assembléia amanhã 5ª-feira, no Colégio Estadual de Ilhéus, a partir das 10h.
COMPAREÇA!

Tirando Dúvida: VALE-TRANSPORTES

CATEGORIA JÁ TEM POSIÇÃO SOBRE
VALE-TRANSPORTES: NÃO TEM, NÃO VAI!

Em Assembléia Geral da categoria, realizada já a algum tempo, ficou deliberado que quando ocorrer a falta de vale-transportes, em função da PMI não ter creditado os valores nos cartões de transportes, o trabalhador da educação não deve ir ao seu local de trabalho, devendo no primeiro dia de retorno à Unidade Escolar justificar ao lado do carimbo de falta, AUSENTE POR FALTA DE CRÉDITO NO CARTÃO DE TRANSPORTE.
Assembléia geral de 17 de julho

Reunidos em assembléia geral nesta terça-feira, 17 de julho, professores e professoras, no ginásio de esportes do Sindicato dos Bancários, na Ladeira dos Aflitos, em Salvador, afirmaram o descontentamento com o governo que, na opinião da categoria, não apresentou nada de concreto na reunião da Mesa Setorial, e decidiram a seguinte programação:
Nesta quarta-feira, 18 de Julho - Primeira reunião do Grupo de Trabalho para debater as reformulações do Plano de Cargos e Salários e do Estatuto do Magistério, 14 horas, na SEC;
25 de Julho - Paralisação para acompanhar na SEC, às 14h30min, a reunião da Mesa Setorial
26 de Julho - Reuniões das Zonais;
27 de Julho - Assembléia da APLB-Sindicato, às 9 horas, no Ginásio de Esportes do Sindicato dos Bancários;
02 de Agosto - Seminário para debater as reformulações do Plano de Cargos e Salários e do Estatuto do Magistério (local ainda não definido)
17/07/2007 APLB-Sindicato
NESTA QUINTA-FEIRA - 10H, ASSEMBLÉIA GERAL EM ILHÉUS, NO COLÉGIO ESTADUAL DE ILHÉUS

Ilhéus - A PALAVRA DA CATEGORIA

Campanha Salarial: A PALAVRA DA CATEGORIA

Caros Colegas,Obrigada pela informação. Sinto-me privilegiada por ser membro de um sindicato, em que os representantes levam a sério os anseios da categoria. Somos felizes por termos uma pessoa como Carmelita nos representando na Câmara Municipal. Daí a importância de pensarmos muito em presevá-la, pois, nela podemos confiar. Um grande abraço,Maria da Gloria Santos, 13/07/2007 23:36

Venho, agradecer aos companheiros do nosso sindicato a dedicação que tiveram, na nossa companha sindical, sabemos sim que unidos seremos forte. e vamos sim conquistar nossos objetivos.Obrigados a todos vocês. em especial a nossa companheira carmelita mulher guerreira e forte. abraços a todos. Aldino. 13/07/2007 19:08

Professores Conquistam Tiquete

Agradecemos a todos os companheiros pela luta e empenho no decorrer das negociações, aproveito a oportunidade para expressar uma grande dúvida a respeito do concurso público.
Atenciosamente,
Débora Barbosa. 13/07/2007 20:54

Parabéns a APPI por lutar também pelos contratados e também pela informação online, no dia 13 estava fazendo uma capacitação em Salvador e fiquei informada dos resultados da campanha. beijos, Edeuza. 15/07/2007 20:50

GRATA PELOS INFORMES.UM ABRAÇO AOS COLEGAS. Márcia Hoog de Sá. 15/07/2007 09:36

terça-feira, 17 de julho de 2007

Sindicatos de 5 países querem apóio de seus governos ao Brasil.

enviado por:www.tie-brasil.org

Sindicatos de 5 países querem apóio de seus governos ao Brasil.
A notícia abaixo é uma das mais interessantes coisas que eu li ultimamente. A disputa entre os países em desenvolvimento e as potências
no hemisfério norte começa a mobilizar e posicionar os representantes dos trabalhadores na América Latina. Os governos do Chile e Peru tentam
fragmentar a coesão conquistada pelo Brasil, Índia, África do Sul e outros do G20, mas não contam com apoio de seus trabalhadores. É um fato marcante que a classe trabalhadora se organize para pressionar seus governos na direção de uma coesão desenvolvimentista. Acho até que as centrais sindicais deveriam criar um fórum internacional paralelo à cada rodada de negocição da pauta de "Doha" para deixar claro o seu apoio e criar um fato político marcante. Se não fizer a turma do Bové vai fazer seu barulho lá para manter os injustos subsídios europeus. Acho que o governo brasileiro precisará de apoios institucionais de toda natureza, sobretudo dos trabalhadores, pois claramente os europeus e americanos identificam o Brasil como o líder nas negociações em curso. /Almir Américo/ *

Pedido é dos trabalhadores do Chile, Colômbia, Costa Rica, Peru e México

*/Por Jamil Chade/ GENEBRA - Sindicatos de trabalhadores do Chile, Colômbia, Costa Rica, Peru e México pedem que seus governos se unam ao Brasil nas negociações da Organização Mundial do Comércio (OMC). Esses países propuseram há duas semanas uma abertura dos mercados dos países emergentes para produtos industrializados que ia além do que o Brasil estava disposto a oferecer. A iniciativa foi considerada como um racha e uma demonstração da fragilidade da união entre os países em desenvolvimento da América Latina. O chanceler Celso Amorim chegou a ligar para as autoridades chilenas para tentar uma reaproximação. Agora, são os sindicatos de trabalhadores desses governos que decidem pedir que o grupo faça uma revisão de suas posições, alertando que a abertura proposta traria conseqüências "preocupantes". A proposta sugere que as tarifas de importação para bens industriais sejam reduzidas dos atuais 33,6% para 12,5%. "Não podemos apoiar essa proposta", afirmam os sindicatos em uma carta enviada aos governos. Já a proposta do Brasil, apoiada pela Argentina, África do Sul, Venezuela, Índia e outros governos, indica que o corte máximo que poderiam aceitar seria de 50% nas tarifas. Tanto os Estados Unidos como os europeus se recusaram a
negociar diante das bases da proposta do Brasil e o fracasso nas negociações da conferência de Potsdam, no mês passado, ocorreu em parte por causa dessas diferenças. Já as idéias de Peru, Chile e dos demais países latino-americanos foram consideradas como "positivas" pelos
americanos e europeus. *

Divergências
*Mas os sindicatos dos trabalhadores têm outra opinião. *"Não é o momento adequado de se apresentar propostas que sejam satisfatórias para os interesses dos Estados Unidos e Europa"*, diz a carta, assinada pela Central única do Trabalhadores do Chile, Confederação dos Trabalhadores da Colômbia e outras cinco entidades. Tanto Washington como Bruxelas estimam que somente poderiam apresentar propostas amplas de
liberalização do setor agrícola quando forem retribuídos com a abertura dos mercados emergentes. Para os sindicatos latino-americanos, porém, essa lógica não deve prevalecer:>br>* "O acesso aos mercados agrícolas não deveriam ser obtidos em troca de uma desindustrialização ou de compromissos que impeçam os países a se industrializar"*, afirmam.
Enviada por Almir Américo, às 08:59 11/07/2007, de São Paulo, SP

sexta-feira, 13 de julho de 2007

APPI CONQUISTA TIQUETE ALIMENTAÇÃO

APPI E PREFEITURA DE ILHÉUS ASSINAM ACORDO SALARIAL

Em reunião realizada no fim da manhã deste dia 13/07, após deliberação da assembléia da categoria, a Diretoria da APPI e o Governo Municipal de Ilhéus assinaram o Acordo da Campanha Salarial 2007/2008.

A Presidente da APPI e Vereadora, Professora Carmelita, disse que o acordo assinado garante a tranqüilidade para a continuidade do ano letivo: “Não foi o acordo dos sonhos da categoria, nossa pauta solicitava 15%, mas houveram avanços, a exemplo do tíquete alimentação e a revisão do plano de cargos e salários, que garantirá a gratificação de estímulo aos colegas que ampliem sua especialização com cursos de mestrado e doutorado. Concluída a campanha salarial os profissionais da educação e os alunos terão uma maior tranqüilidade para continuar o ano letivo,” concluiu carmelita. Ainda segundo a Professora Carmelita o destaque das conquistas desta campanha fica por conta da extensão dos direitos ao pessoal em regime de contrato emergencial: “ com este acordo os professores prestadores de serviço, “contratados” como são chamados, que ganhavam apenas o salário mínimo, passam a receber 7% a mais que o salário mínimo, 5% em julho e 2% em dezembro, além do TIQUETE ALIMENTAÇÃO. Os “contratados” são profissionais que cumprem suas funções e merecem o respeito de todos, por isso a APPI fez questão de garantir a extensão dos direitos aos colegas”, declarou carmelita.

Abaixo um resumo do acordo:

REAJUSTE SALARIAL – 7% = 5% retroativo a maio e 2% no salário de dezembro.
ADICIONAL NOTURNO - 25% a partir das 22 horas.
TICKET ALIMENTAÇÃO- Valor de R$ 100,00 para 40h/semanais e R$ 50,00 para 20h/semanais.
REPOSIÇÃO DE AULAS - professor substituto para reposição das aulas decorrentes de: Faltas justificadas por atestado médico; cursos de especialização;
LIMITE ALUNOS POR SALA - pré-escola no máximo 20 (vinte) alunos; 1ª a 4ª série no máximo 30 (vinte e cinco) alunos; 5ª a 8ª série no máximo 35 (trinta) alunos.
REFORMA E CONSTRUÇÃO DE ESCOLAS –construção de novas escolas e manter as existentes em condições ideais; construir espaço mobiliário de pré-escola, mesas e cadeiras adequadas para a idade das crianças.
SEGURANÇA NAS ESCOLAS - articular junto à Polícia Militar do Estado da Bahia reforço na segurança no perímetro das escolas municipais e disponibilização de membros da guarda Municipal.
VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO - 20% (vinte por cento) sobre o salário base do profissional em Educação especial ou similar no CRIE.
PCCS- Plano de Carreira Cargos e Salários- Gratificação de estímulo ao profissional de 20% aos portadores de cursos de mestrado e/ou doutorado.
PCCS – enviar até 30 de agosto de 2007 a revisão.
TABELA DE PAGAMENTO para os trabalhadores em educação.
DATA BASE - Fica estipulado o dia 1º de maio como data base para a categoria.
VIGÊNCIA - Este Acordo Coletivo terá vigência de 1 (um) ano, (de 01/05/2007 a 30/04/2008).

Para a Professora Jaciara, Diretora Social da APPI, valeu a força da categoria: “a assinatura do acordo garante direitos, traz melhorias para os Profissionais da Educação e confirma mais uma vez a força de nossa mobilização. Nossa categoria é unida e isso garantiu as nossas conquistas”, concluiu a Diretora da APPI.

Já a Professora Vilian, representante de base na Comissão de Negociação, valeu a união entre a categoria e a APPI: “Nossas vitórias nascem da integração que existe entre a categoria e a Diretoria do nosso sindicato. Os colegas que estão na diretoria da APPI são constantes no nosso cotidiano, é um sindicato que não se limita apenas a discutir salários. Discutimos a situação da Educação, a saúde do trabalhador, a situação física das unidades escolares. Este é o nosso sindicato, vivo e de luta”, afirmou Vilian.

Segundo Selma, Diretora Jurídica, a luta continua pois ainda há o que se conquistar: “Os Profissional da Educação têm suas conquistas por que lutam. Nada cai de graça no nosso colo. Houveram avanços nesta campanha, mas ainda há muito o que se melhorar. As condições de trabalho são péssimas, as escolas não oferecem condições ideais nem para quem ensina, nem para quem deve aprender. Ainda há muito a se conquistar!” disse.

APLB - RESULTADO DA 1ª REUNIÃO DA MESA SETORIAL

Resultado da primeira reunião setorial com o governo

A APLB-Sindicato na Mesa Setorial

Ata da reunião ordinária da Mesa Setorial Permanente de Negociação da Educação, realizada no dia 11 de julho de 2007

Pessoas presentes:

Adilson Brasileiro, Ana Grácia de Oliveira Teixeira e José Carlos Barreto Sodré - representantes da Secretaria de Educação

Maria de Fátima Brito Lima Rocha e Gilmar de A. Santos - representantes da Secretaria de Administração

Mary Cláudia C. Souza - representante da Secretaria de Relações Institucionais

Rui Oliveira, Joel Câmara, Jorge Washington Lopes de Souza, Jorge Carneiro e Olívia Maria dos Santos Mendes - representantes da APLB-Sindicato

Ficou decidido o seguinte:

1º) FOLHA ESPECIAL - todos os professores que tiveram descontos em decorrência da greve terão seus pagamentos restabelecidos até o dia 13 de julho de 2007;

2º) EDITAL - O jornal A Tarde de domingo, dia 8 de julho de 2007, divulgou a perspectiva de Curso de Pós-graduação em Gestão, para dirigentes escolares. A APLB-Sindicato solicita maiores esclarecimentos da SEC;

3º) ELEIÇÃO DE DIRIGENTES ESCOLARES - Projeto de lei será reencaminhado à Assembléia Legislativa neste segundo semestre de 2007, segundo informa o governo. A APLB-Sindicato reivindica ter conhecimento do projeto de lei do seu encaminhamento à Assembléia Legislativa. O governo afirma que responde a esta reivindicação no dia 25 de julho de 2007.

4º) Formação de Grupo de Trabalho para Estudo do Estatuto/Plano de Carreira. Indicação dos representantes: 3 titulares e 2 suplentes. A APLB-Sindicato encaminhará ofício à SEC informando quais os membros do referido Grupo de Trabalho. Cronograma do trabalho: 4 reuniões quinzenais. Prazo: 60 dias. Primeira reunião no dia 18 de julho de 2007, das 14 horas às 18 horas, na SEC, quando a APLB-Sindicato apresentará proposições e o cronograma para as próximas reuniões.

5º) INTERNÍVEIS - Discussão sobre a recomposição com base no orçamento do governo. Foi apresentado, pelos representantes do governo, um estudo sobre os impactos no orçamento de 2007, 2008 e 2009. A APLB-Sindicato solicitou um estudo técnico mais detalhado acerca dos cálculos apresentados, elecando: despesas de pessoal - provisionado e executado (2007/2008); receita corrente líquida provisionada e executada (2007/2008); relatório da gestão fiscal dos dois últimos quadrimestres e fonte pagadora dos inativos.

6º) A APLB-Sindicato pede para conhecer a receita destinada à Educação, além dos dados do Funprev e do Fundeb.

7º) A APLB-Sindicato reivindica o acompanhamento das definições das prioridades da Educação no Orçamento Geral do Estado.


12/07/2007

APLB-Sindicato

quinta-feira, 12 de julho de 2007

DIREC-6 EMPOSSA NOVOS SERVIDORES

DIREC-6 EMPOSSA NOVOS SERVIDORES

O auditório do Colégio Estadual de Ilhéus foi o local escolhido para a cerimônia de posse de 200 novos servidores contratados pela 6ª. Diretoria Regional de Educação (Direc-6), através de seleção do governo do estado para as funções de Merendeira, Serviço Geral e Assistente Administrativo. A partir das 8h de sexta-feira (13), os recém-contratados receberão, das mãos do diretor Ednei Mendonça, o ‘Termo de Assunção’, documento que configura o ato de posse oficial e já podem ocupar seus postos de trabalho nas escolas dos 8 municípios integrantes da Direc-6: Ilhéus, Una, Canavieiras, Arataca, Sta. Luzia, Mascote, Uruçuca e Itacaré.

Jornalista Responsável: RS DRT./Ba. 2460

quarta-feira, 11 de julho de 2007

Ilhéus - PROFESSORES REJEITAM PROPOSTA

Professores rejeitam proposta da Prefeitura! Assembléia dia 13/07
Com o auditório do Colégio Estadual de Ilhéus completamente lotado, os professores da Rede Municipal de Ensino de Ilhéus,
na assembléia desta quarta-feira(11/07), recusaram a proposta da Prefeitura de Ilhéus que ofereceu 7% divididos em duas vezes: 5% retroativo a Maio e 2% no salário de dezembro.



Após diversas avaliações dos presentes, a categoria deliberou por levar para mesa de negociação uma contra-proposta de 8%, sem parcelamentos. Ficou marcada uma nova assembléia para o dia 13/07, 9:00h, no Colégio Estadual de Ilhéus.

No início da assembléia os monitores do Projeto VidaViva realizaram a exposição de fotos da vivência de trabalhadoras da Indústria Garoto, onde são apresentadas profissionais lesionadas por doenças ocupacionais do trabalho.

sexta-feira, 6 de julho de 2007

CANAVIEIRAS: PERCENTUAL AINDA EM DISCUSSÃO

CATEGORIA EM CANAVIEIRAS
AINDA DISCUTE O PERCENTUAL

Ao contrário do que tínhamos informado anteriormente a respeito das negociações de Canavieiras, informação oriunda do próprio Núcleo Sindical, ainda não se chegou a um acordo na campanha salarial local. Veja abaixo o esclarecimento da Presidente do Núcleo Sindical de CANAVIEIRAS, Prof.ª Zezé Reis.
"Na verdade estamos discutindo o percentual de aumento dado aos professores de Canavieiras, uma vez que no Projeto de lei incide apenas em quem tem salário base de R$350,00. Sendo portanto a minoria dos professores contemplados. Fizemos reunião com a Comissão de Legislação da CÂMARA de Vereadores, que por sua vez convidou a secrtária de Educação que tem demonstrado sensibilidade de corrigir tais injustiças. Ficou para o dia 26 de julho nova reunião com a apresentação de nova proposta.", concluiu a presidente.

quinta-feira, 5 de julho de 2007

ESTADO - ASSEMBLÉIA ILHÉUS DIA 18

PROFESSORES E PROFESSORAS DO ESTADO
FAZEM ASSEMBLÉIA EM ILHÉUS DIA 18/07

Os professores e professoras da Rede Estadual, em Ilhéus, farão assembléia no próximo dia dia 18/07, no auditório do Colégio Estadual de Ilhéus, às 16:00h.

APPI apoia o VIVA CASA DOS ARTISTAS

APPI apoia o VIVA CASA DOS ARTISTAS

Dando mais um passo rumo a reabertura da Casa dos Artistas, o Grupo Teatro popular faz mais um grande evento, e a APPI conclama todos aqueles e aquelas que defendem a cultura popular de nossa cidade a participarem.

Vejam mais informações no R2Cpress

Grande expectativa marca show de Xangai no próximo sábado em Ilhéus

A expectativa para o show de Xangai, no próximo domingo, dia 8, às 20h, aumenta a cada dia. O evento, que integra a campanha Viva Casa dos Artistas, pretende atrair um grande público para o Teatro Municipal de Ilhéus. Muitos ingressos já foram vendidos e uma parte deles ainda está disponível na Casa dos Artistas, em Ilhéus, ou na loja BackDoor no Shopping Jequitibá, em Itabuna.

quarta-feira, 4 de julho de 2007

CARMELITA AJUDA A DERRUBAR PROJETO QUE COMPROMETIA FPM

CARMELITA REAFIRMA SEU VOTO E CÂMARA DERRUBA
PROJETO QUE RETIRAVA MAIS DINHEIRO DO FPM

A Câmara Municipal de Ilhéus derrubou na sessão desta quarta-feira(04/07) o projeto de origem do Poder Executivo que comprometeria ainda mais os repasses de FPM - Fundo de Participação dos Municípios recebidos pelo Município de Ilhéus.

O projeto solicitava autorização do Poder Legislativo para que o Governo de Ilhéus entregasse mais um percentual do FPM para renogociar dívidas acumuladas por não efetuar pagamentos de PIS/PASEP para com a União. O interessante é que o governo vive dizendo que atrasa pagamentos, principalmente salários por que os repasses do FPM são pequenos.

Para a Presidente da APPI-APLB/Sindicato, Vereadora Prof.ª Carmelita(PT), a proposição do governo municipal seria cômica se não fosse trágica: "A cada atraso de salário o Prefeito e sua equipe correm às rádios dizendo que os repasses do FPM têm caído ou que foram sequestrados para pagar precatórios de FGTS. Aí envia um porjeto querendo que a Câmara autorize ele a entreguar uma parte do que dizem ja ser "tão pouco", não dá para entender, se é pouco como quer entregar mais um pedaço?", concluiu a Professora Carmelita.

SERVIDORES MUNICIPAIS

A Câmara de Vereadores, nos anos de 2005 e 2006, autorizaram o Governo a renegociar dívidas de FGTS junto a Caixa Econômica, constando na Lei de autorização que o Prefeito não criaria mais débitos de FGTS, passando a depositar todos o mês o FGTS do Servidores Municipais. Pois o Sr. Prefeito não deu a mínima para está parte da lei e continua sem efetuar os depósitos dos Servidores de Ilhéus.

APOIO E PARABÉNS
A Diretoria da APPI declara total apoio e parabeniza os Vereadores que votaram pela derrubada deste projeto nefasto para a população de Ilhéus. Nossos parabéns aos Vereadores Jailson Nascimento, Marcus Paiva, Caranha, Joabs Ribeiro, Alcides, Zeri, Aldemir, Alisson e em especial à nossa representante, PROFESSORA CARMELITA.

terça-feira, 3 de julho de 2007

ILHÉUS - REDE MUNICIPAL DECIDE PARAR

REDE MUNICIPAL DECIDE POR
PARALISAÇÃO DE ADVERTÊNCIA


Em mais uma assembléia da Rede Municipal de Ilhéus, diante da falta de uma proposta viável da Prefeitura, a categoria decidiu por aumentar a mobilização e fará 3 dias de parada de advertência, de 5ª(dia 05) até sábado (dia 07). Serão, portanto, mais três dias letivos que o governo prejudica os estudantes ao não atender o anseio dos trabalhadores.

Na última reunião de negociação o Secretários Municipais mantiveram a ridícula oferta de 5,5%, divididos em duas vezes, 4% já e 1,5% em 30 de dezembro, e deram por encerrada a reunião sem marcar uma nova audiência. Um estudo preliminar da folha indica a possibilidade de chegar a 12%.
Moção de Repúdio a Almir Gonçalves - Sec. de educação pelo ato anti-democrático de apreender os exemplares do Jornal Interativo da Escola Municipal do Salobrinho, ato só visto igual nos anos de chumbo da ditadura militar.
Moção de Repúdio ao Governo do Estado pela postura anti-democrática ao efetuar o corte de ponto dos trabalhadores em greve.
Moção de Parabéns aos Professores da Rede Estadual que resistiram bravamente em greve lutando por um reajuste igual para toda a categoria.
Além das moções que serão enviadas e da paralisação de três dias, serão realizadas as seguintes atividades:
  • Ida a Câmara de Vereadores neste dia 03/07;
  • Dia 04/07 - A partir das 16:00h - Mobilização na Câmara de Vereadores durante depoimento do Prefeito na Comissão Especial de Inquérito que apura desvio de verbas na Secretaria de Saúde;
  • Entrega de documento ao Prefeito no Centro Administrativo(garagem da Águia Branca);
  • Nova ASSEMBLÉIA GERAL DIA 11/07, NA CEPLAC, ÀS 14:00H

GREVE ESTADO - TERMINA - ASSEMBLÉIA 17/JUL

Termina a greve na rede estadual

Os professores estaduais da rede pública de ensino da Bahia encerraram nesta terça-feira, 3 de julho, a greve iniciada em 8 de maio. A assembléia geral realizada no ginásio de esportes do Sindicato dos Bancários, na Ladeira dos Aflitos, em Salvador, definiu que a categoria ficará em estado de greve e vai acompanhar as negociações com o governo estadual.

No próximo dia 11 haverá reunião da Mesa Setorial de Negociação da Educação Básica, na SEC.

No dia 13, as zonais fazem reunião para avaliar o que foi discutido na Mesa Setorial.

No dia 17, às 9 horas, haverá assembléia geral no ginásio de esportes do Sindicato dos Bancários.

No dia 25, a Mesa Setorial de Negociação da Educação Básica faz outra reunião.

No dia 26, as zonais se reúnem para analisar a negociação.


03/07/2007

APLB-Sindicato

GREVE DO ESTADO - CARAVANA EM SALVADOR

PROFESSORES DE ILHÉUS PARTICIPARAM
DA ASSEMBLÉIA DE SALVADOR


A caravana de professores e professoras da Rede Estadual em Ilhéus participaram da assembléia estadual(dia 27) da categoria na cidade de Salvador. Na oportunidade os membros da caravana colocaram a posição de Ilhéus, pela continuidade do movimento.