quarta-feira, 30 de julho de 2014

INFORMAÇÕES PARA ACESSO AO Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais

ATENÇÃO PROFESSORES
AQUELES QUE NÃO ESTÃO CONSEGUINDO TER ACESSO PARA INICIAR O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS, POIS SEU CPF ESTÁ DANDO INVÁLIDO, SIGA OS PASSOS ABAIXO:
PASSO 1 – CLIC NO CAMPO: Você ainda não se identificou (Acesso).  Vide tela abaixo.
Práticas Pedagogicas1



PASSO 2 – NA TELA ABAIXO CLIC: Esqueceu o seu usuário ou senha?
Práticas Pedagogicas2




PASSO 3 – PREENCHA NO QUADRO DA TELA ABAIXO UM DOS CAMPOS E DÊ ENTER (BUSCAR) E AGUARDE RESPOSTAS.
Práticas Pedagogicas3


  CASO NÃO TENHA CONSEGUIDO OU NÃO OBTIDO RESPOSTA, ENVIE EMAIL PARA: gestor.avasec@gmail.com  OU ENTRE EM CONTATO COM O CAT  ATRAVÉS DO NÚMERO: (71) 3116-9064

PROFESSORES EM ESTÁGIO PROBATÓRIO 2011/2012 QUE AINDA NÃO CONSEGUIRAM REALIZAR SUA INSCRIÇÃO NO CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2ª EDIÇÃO, POIS O CPF ESTÁ DANDO INVÁLIDO:
ENTRE EM CONTATO VIA EMAIL: cursopraticas2@gmail.com INFORMES SEUS DADOS: CPF, NOME E GRADUAÇÃO, CADASTRO E ANO DO PROBATÓRIO E O MOTIVO DA IMPOSSIBILIDADE.
LEMBRETE: ANOTAR A SENHA PARA EVITAR FUTURO BLOQUEIO.
QUALQUER DÚVIDA ENTRE EM CONTATO COM A APLB-SINDICATO.     

Notícias anteriores:

Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais tem inscrições prorrogadas até sexta (18). Quem se inscrever, garante a antecipação de 3,7% do valor da promoção

ATENÇÃO: As inscrições foram prorrogadas de 12 de julho a 18 de julho, de acordo com informações no Diário Oficial do Estado da Bahia de 12 e 13 de julho, página 43.

Quem tiver dificuldades no acesso deve entrar no endereço: www.avate2.uneb.br

Em seguida, faz login com seu próprio CPF e utiliza a senha que já possui.
Devemos ressaltar que este curso e o que ele gera – além do que será pago no final de julho, completando os 5,91%, os inscritos no curso terão uma antecipação de 3,7%- do valor da promoção – representam o esforço do seu sindicato, da APLB, em tentar elevar tanto a qualidade intelectual dos seus associados quanto o nível salarial. As reuniões, as discussões, tudo é feito com a intenção de melhorar sua vida, trabalhador em educação!
Leia, a seguir o que a SEC publicou:
A Secretaria da Educação do Estado da Bahia inscreve, a partir deste sábado (5/7) até 11 de julho, para o Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais. O curso, destinado a todos os professores e coordenadores pedagógicos em exercício no âmbito da Secretaria, é obrigatório para a promoção do magistério público do ensino fundamental e médio do Estado da Bahia para os anos de 2015 e 2016, conforme a Lei nº 13.185/14, publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (02/07). A medida beneficiária mais de 31 mil docentes.
As inscrições serão realizadas pelo portal da Uneb (www.uneb.br/cursoti) a partir do dia 5. A inscrição para o curso garantirá, automaticamente, a antecipação de 3,7% do valor da promoção, de acordo com o vencimento básico do servidor, na folha de pagamento deste mês de julho de 2014.
No ato da inscrição, o servidor deverá informar o número do CPF e um endereço eletrônico pessoal e ativo. Para o primeiro acesso ao ambiente virtual de aprendizagem, o servidor receberá, na finalização da inscrição, através do e-mail informado, o nome de usuário e a senha. Havendo dúvidas quanto ao nome de usuário e senha, o servidor deverá manter contato, via e-mail, no endereço indicado no Portal: www.uneb.br/cursoti
O curso, oferecido na modalidade Educação a Distância, por meio da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), visa aperfeiçoar e fortalecer o vínculo entre a prática pedagógica e a utilização das tecnologias da informação e comunicação aplicadas ao contexto. A diretora geral do Instituto Anísio Teixeira (IAT), Irene Cazorla, ressalta que a iniciativa visa preparar os professores para utilizar as tecnologias na organização de suas aulas.
“Vivemos em uma sociedade permeada pela tecnologia, e precisamos trabalhar essa questão também em sala de aula. Podemos, por exemplo, usar vídeos e games na educação e incentivar os professores a utilizarem esses recursos em sala de aula. Além disso, o curso está alinhado a outras ações da Secretaria da Educação, que já utilizam a tecnologia, como os projetos estruturantes”.
Metodologia
A capacitação será realizada em dois módulos ministrados em 2014 e 2015, totalizando 180 horas, fazendo uso de uma estrutura tecnológica e metodológica que possibilitará aos professores e coordenadores pedagógicos acessá-los por meio de ambiente virtual de aprendizagem. Os horários para acesso serão estabelecidos pelo próprio servidor, de acordo com sua disponibilidade, observados os cronogramas estabelecidos em cada módulo.
No primeiro módulo, serão realizadas quatro etapas sobre: As tecnologias da informação e da comunicação no contexto escolar; Educação e Redes Sociais; O uso pedagógico dos recursos tecnológicos no cotidiano escolar e Educação e conteúdos digitais. O segundo módulo constará das seguintes etapas: Currículo e avaliação: apropriação tecnológica, inovação e diversificação; Educação para a Diversidade e Inclusão; Memória, investigação científica e produção artística na perspectiva da prática pedagógica interdisciplinar e Produção colaborativa e compartilhamento de material didático-pedagógico com uso de conteúdos digitais. As aulas deverão ser iniciadas ainda neste mês de julho.

terça-feira, 29 de julho de 2014

REDE ESTADUAL: ATENÇÃO PROFESSORES EM ESTÁGIO PROBATÓRIO – Inscrições abertas na quinta-feira (24), a partir das 10 horas até 1º de agosto

práticas pedagógicas

Fruto do acordo 2012, estão  abertas as inscrições, a partir desta  quinta-feira (24/07), às 10h, seguindo até as 23h59 do dia 1º de agosto, para a segunda edição do Curso de Atualização em Práticas Pedagógicas conforme consta da Lei nº 12.603, de 03 de dezembro de 2012. ESTA  SEGUNDA EDIÇÃO  DESTINA-SE AOS PROFESSORES E COORDENADORES PEDAGÓGICOS  QUE CONCLUÍRAM  OU  CONCLUIRÃO, COM APROVAÇÃO, O ESTÁGIO PROBATÓRIO ENTRE O DIA 1º DE JANEIRO DE 2014 E 31 DE DEZEMBRO DE 2015.

A informação foi publicada no Diário Oficial do Estado da Bahia (DOE) de terça-feira (22/07).

Não perca o prazo! Clique e faça aqui a sua inscrição>>

Veja o extrato das Leis:

Art. 9º da Lei nº 12.603, de 03 de dezembro de 2012.

Art. 9º – Os atuais servidores integrantes da Carreira do Magistério Público Estadual do Ensino Fundamental e Médio do Estado da Bahia que vierem a concluir, com aprovação, o estágio probatório nos anos de 2014 e 2015, deverão optar, alternativamente, por:

I – Participar de nova edição do Curso de Atualização em Práticas Pedagógicas, a ser instituído por novo ato do secretário da Educação, caso em que poderão ser concedidas promoções, aplicando-se o regime previsto nos arts. 6º e 7º desta Lei, com efeitos financeiros a partir do mês subsequente ao término do referido estágio;

II – Submeter-se ao regime de promoção previsto na Lei nº 10.963, de 16 de abril de 2008.

Art. 8º da Lei nº 13.185 de 01 de julho de 2014.

Art. 8º – Os servidores referidos no art. 9º, da Lei nº 12.603, de 03 de dezembro de 2012, participarão de nova edição do Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, a ser instituído por novo ato do secretário da Educação, caso em que poderão ser concedidas promoções, aplicando-se os regimes previstos nos arts. 5º e 6º desta Lei, com efeitos financeiros a partir do mês subseqüente ao término do referido Curso.

- Para os professores que deverão concluir o estágio probatório em 2014 e 2015 (mais de 2.300), a Secretaria da Educação vai instituir nova edição do curso nesses anos para garantir a promoção a esse grupo de profissionais. O projeto regula, exclusivamente, as promoções concedidas nos anos de 2012 e 2013, ficando suspensa, neste período, a avaliação de desempenho.

Mais uma vitória para a categoria. Juntos, somos mais fortes!

Diretoria da APLB-Sindicato

APPI realizará reunião nesta 4ª feira para discutir sobre a acumulação de cargos



A APPI/APLB-Sindicato estará realizando nesta quarta-feira (30), às 16 horas, no Centro Estadual de Educação Profissional (antigo Colégio Estadual de Ilhéus) uma reunião com os trabalhadores em educação da rede estadual para esclarecer sobre a portaria publicada pelas secretarias de Administração e Educação que trata da acumulação de cargos. O objetivo é tirar todas as dúvidas e orientar sobre os procedimentos que devem ser adotados e os documentos que precisam ser apresentados dentro do prazo estipulados pela portaria.

A Portaria 036, de 24 de julho de 2014 convoca alguns os servidores públicos estaduais para compareceram ao Posto do SAC-Unidade Ilhéus, no período de 04 a 08 de agosto, para apresentarem documentos e esclarecimentos sobre a sua situação funcional. Vale ressaltar que a mesma portaria não aponta irregularidades, mas busca esclarecimentos. No documento os secretários estaduais colocam ainda que a Constituição Federal estabelece aos servidores o direito do contraditório e a ampla defesa.

REUNIÃO REDE ESTADUAL



TENDO EM VISTA AS VÁRIAS INTERPRETAÇÕES DA PORTARIA DE ACUMULAÇÃO DE CARGOS, REALIZAREMOS UMA REUNIÃO PARA ESCLARECER E ORIENTAR SOBRE OS PROCEDIMENTOS DA PORTARIA DE ACUMULAÇÃO.
CONVIDAMOS OS INTERESSADOS A PARTICIPAR DA REUNIÃO DIA 30/07, QUARTA FEIRA, ÀS 16H., NO CEEP.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Advogados confirmam que prefeitura não poderá demitir servidores efetivos

A Prefeitura de Ilhéus não poderá demitir os trabalhadores que ingressaram no serviço público municipal no período de 1983 a 1988 sem que antes observe a uma série de critérios, como a redução no valor da folha de pagamento com os cargos comissionados e função gratificada de no mínimo 20 por cento, suspensão de todos os contratos na administração municipal, inclusive tercerizados, além de outras medidas de ordem econômica. A confirmação foi feita durante uma mesa redonda realizada na última sexta-feira, no Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães, que contou com a participação de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), departamentos jurídicos da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e Faculdade de Ilhéus, além dos assessores jurídicos da APPI/APLB-Sindicato e Sinsepi.


Iniciando os debates, o representante do departamento de Direito da Faculdade de Ilhéus, Fábio Santos, afirmou que os servidores desse período possuem direitos de estabilidade assegurados pela Constituição Federal que precisam ser respeitados. O representante da OAB-Subseção Ilhéus, Pedro Sanches, complementou afirmando que a lei é clara quando estabelece critérios a serem seguidos para demitir os servidores que ingressaram no período de 1983 a 1988 e que o município precisa estar preparado, administrativa e financeiramente, para realizar as extinções dos contratos. Os participantes do debate não descartaram a possibilidade do prefeito estar adotando a estratégia das ameaças para intimidar os trabalhadores para não conceder os reajustes e reposições salariais.


Com base na Constituição Federal, o representante do departamento jurídico da UESC, Harrison Leite, explicou detalhes da legislação e reafirmou que o prefeito pode sim demitir os servidores efetivos, mas precisa observar todos os procedimentos previstos em lei, principalmente a anulação de todos os contratos feitos pelo atual governo municipal nos últimos anos nas áreas de saúde, educação, assistência social e outras secretarias e também os tercerizados, o que seria praticamente impossível e afetaria diretamente o funcionamento da Prefeitura. Ainda assim, o município precisa estar preparado financeiramente para garantir todos os direitos dos trabalhadores, como o pagamento das multas e recisões. O assessor jurídico do Sinsepi, Arnon Marques, confirmou que o município, perante a lei, não pode realizar as demissões e esclareceu uma série de dúvidas e questionamentos feitos pelos servidores.


O assessor jurídico da APPI/APLB-Sindicato, Iruman Contreiras, foi mais além e disse que antes de efetuar as demissões o município deve não somente observar todos esses critérios, mas também comprovar que a folha de pagamento está acima dos limites estabelecidos pela Lei e Responsabilidade Fiscal, o que até hoje não fez, inclusive em seu parecer na ação movida pelos sindicatos, a juíza do trabalho confirma que o governo municipal não apresentou provas concretas e suficientes sobre os gastos com pessoal.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Prefeitura paga mais um lote dos salários atrasados de dezembro de 2012

A Prefeitura de Ilhéus estará efetuando nesta sexta-feira, dia 18 de julho, o pagamento do segundo lote dos salários atrasados do mês e dezembro de 2012. De acordo com informações da Prefeitura, estarão na conta dos trabalhadores em educação os salários de dezembro de 2012 dos servidores que recebem até R$ 4.889,00.

Mesa redonda vai esclarecer sobre ameaças de demissões em Ilhéus



A Prefeitura de Ilhéus pode demitir os trabalhadores que ingressaram no serviço público municipal no período de 1983 a 1988? Esses são alguns dos assuntos que serão esclarecidos durante a mesa redonda que acontecerá nesta sexta-feira, dia 18 de julho, às 14 horas, no Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães. O evento vai contar com a participação de representantes Tribunal de Contas dos Municípios, Ordem dos Advogados do Brasil e dos departamentos jurídicos da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Faculdade Madre Thais e Faculdade de Ilhéus, além dos assessores jurídicos da APPI/APLB-Sindicato e Sinsepi.



Durante o encontro será discutido sobre a ameaça do prefeito Jabes Ribeiro de demitir os servidores contratados no período e os caminhos que devem ser percorridos pelo governo municipal até que ele possa de fato realizar as demissões. De acordo com o advogado Iruman Contreiras, a legislação mostra que o prefeito não poderá, em nenhuma hipótese, demitir os trabalhadores sem que antes adote medidas como a anulação de todos os contratos efetuados recentemente pela Prefeitura e a redução do quadro de cargos comissionados. Além disso, existem uma série de outros procedimentos que devem ser observados até que de fato o governo municipal possa realizar as demissões.



A presidente da APPI/APLB-Sindicato, Enilda Mendonça, explicou que o objetivo principal da mesa redonda é discutir sobre as demissões com quem de fato conhece a legislação e terá assim condições de esclarecer as dúvidas dos trabalhadores. Os diretores dos cinco sindicatos dos servidores públicos municipais reafirmaram que as ameaças feitas pelo prefeito não passam de uma tentativa do prefeito Jabes Ribeiro para intimidar e amedrontar os trabalhadores e se configuram como prova concreta de assédio moral. Os sindicatos já adotaram inclusive as medidas jurídicas cabíveis para que ele responda por mais esse crime.