APLB

terça-feira, 30 de junho de 2009

APPI-APLB FAZ SEMINÁRIO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA SUA DIRETORIA

APPI-APLB FAZ SEMINÁRIO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA SUA DIRETORIA

A Diretoria da APPI-APLB/Sindicato realizará seu Seminário de Planejamento Estratégico, dias 02 e 03 de Julho, com a presença dos dirigentes da sede da Delegacia e dos Núcleos de Canavieiras, Itacaré, Una e Uruçuca.

Um dos objetivos deste evento é discutir ações voltadas para políticas de formação sindical no contexto sócioeducacional. Esse Seminário é mais uma prova de que a APPI está centrada em diagnosticar e atender as demandas emergentes da educação e da sociedade através do estudo e da pesquisa.

O Seminário tem seu objetivo principal focado em planejar as ações e metas a serem atingidas na gestão 2009-2012, assim, ganha a categoria dos Trabalhadores da Educação e a sociedade.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

APPI ganha assento no Conselho Municipal de Saúde


O Conselho Municipal de Saúde de Ilhéus conta agora com a presença oficial da APPI. Em votação, a entidade conquistou uma das duas vagas reservadas a sindicatos no municípo de Ilhéus.
Com isso, a categoria se sente muito mais fortalecida pois a APPI sindicato além de lutar pelas causas dos trabalhadores em educação, ela vem trabalhando por várias causas sociais inclusive no que tange a saúde pública e a saúde do trabalhador.
A atual Diretora Geral da APPI, professora Enilda Mendonça que representa a entidade no Conselho Municipal de Saúde foi muito aplaudida em seu discurso na defesa de uma saúde pública de qualidade e acessível a todos os cidadãos. Ela disse que a APPI não apenas representa uma categoria mas sim a todos os segmentos socias.
Parabéns à APPI, à comunidade Ilheense e a todos os membros que hoje fazem parte desse Conselho.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO DE ILHÉUS APROVARAM INDICATIVO DE GREVE

TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO DE ILHÉUS APROVARAM INDICATIVO DE GREVE




A Assembleia Geral dos Trabalhaodres em Educação da Rede Municipal de Ilhéus aprovaram, na tarde de ontem (18/06), indicativo de paralisação a partir do próximo dia 06 de julho, caso o Prefeito não avance na pauta da campanha salarial.

Numa assembleia bastante representantiva, os Funcionários das Escolas e Professores se sentiram menosprezados pelo Governo Municipal ao ficarem sabendo que a proposta de reposição das perdas salariais é de 5% para os Funcionários.
Também criou muita insatisfação a proposta de apenas R$ 8,00 (oito Reais) para o Ticket de Alimentação dos Professores e o não fornecimento de Ticket Alimentação para os Funcionários.

Os Trabalhadores da Educação esperam que até o dia 06 de julho o Prefeito se sensibilize com a situação da categoria, evitando assim a suspensão do ano letivo no 2º semestre.

ASSEMBLEIA DOS TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO - DIA 06 DE JULHO






CATEGORIA FAZ FESTA NA POSSE DA NOVA DIRETORIA DA APPI

CATEGORIA FAZ FESTA NA POSSE DA NOVA DIRETORIA DA APPI

Na base de muito forró a categoria fez um festão na posse da nova Diretoria da APPI-APLB/Sindicato, no último dia 11/06. A cerimônia foi para marcar a integração entre a Diretoria, os Funcionários e os Professores, na consolidação agora mais do que nunca da categoria dos TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO!

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Lei garante merenda e transporte a alunos do ensino médio da rede pública no Brasil

Lei garante merenda e transporte a alunos do ensino médio da rede pública no Brasil
O presidente em exercício, José Alencar, sancionou nesta terça-feira a lei que estende a merenda escolar e o transporte escolar ao ensino médio e à educação de jovens e adultos da rede pública. Medida provisória nesse sentido já havia sido assinada em janeiro pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e os repasses já vinham sendo feitos aos Estados desde fevereiro.Com a nova lei, o orçamento para alimentação escolar foi ampliado em R$ 400 milhões, totalizando R$ 2,1 bilhões, sendo que 30% deverão ser aplicados na aquisição de produtos da agricultura familiar.Além dos 35 mil alunos de creches, pré-escola e ensino fundamental já atendidos pela merenda escolar, passam a ser beneficiados 9 milhões de estudantes do ensino médio e 3 milhões de alunos dos programas de educação de jovens e adultos.No caso do transporte escolar, o montante previsto para este ano passou de cerca de R$ 300 milhões para R$ 460 milhões, alcançando todos os alunos do ensino médio e jovens e adultos de zonas rurais."Antes o ensino médio não tinha nada e havia uma grande evasão. Com isso, estamos fazendo com que o aluno do ensino médio continue sendo assistido", resumiu o presidente do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), Daniel Balaban.Outra novidade da nova lei é a ampliação do Programa Dinheiro Direto na Escola, que contará com R$ 1 bilhão este ano para manutenção de mais 30 mil escolas, totalizando 180 mil estabelecimentos de ensino público.A nova lei será publicada amanhã (17) no "Diário Oficial da União". Fonte: Agência Brasil

terça-feira, 9 de junho de 2009

Pulou na hora certa (João Fraga se afasta do Governo Newton)

Pulou na hora certa
O servidor público municipal aposentado João Fraga Mello, o Fraguinha, é mesmo um advogado muito esperto pois pulou na hora certa ao entregar o cargo de secretário de administração de Ilhéus.
Tem muita gente que jura de pés juntos que essa história de se afastar do cargo por 15 dias para descansar não tem fundamento, pois o receio dele é porque o Ministério Público do Trabalho (MPT) ajuizou ação contra o município requisitando a nomeação dos aprovados no concurso de 2007 e a publicação de novo edital no prazo de 30 dias.
A ação das procuradoras Elisiane dos Santos e Maria Roberta Melo Rocha foi proposta à 3ª Vara do Trabalho de Ilhéus é em resposta ao descumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (Tac), firmado em novembro de 2007 entre o Ministério Público do Trabalho e a Prefeitura de Ilhéus.
E caso Fraguinha ficasse no de cargo de secretário toda essa bomba recairia nas suas costas.
Usou a esperteza e pulou fora pois quem assumiu o cargo está com “batata quente” nas mãos.
E o prazo dado pelo Ministério Público do Trabalho está se esgotando.

JUIZ DE URUÇUCA ANULA SESSÃO ONDE VEREADORES EXTINGUIRAM PLANO DE CARREIRA DOS PROFESSORES

JUIZ DE URUÇUCA ANULA SESSÃO ONDE VEREADORES EXTINGUIRAM PLANO DE CARREIRA DOS PROFESSORES

Em decisão divulgada hoje, o Juiz da Comarca de Uruçuca anulou a sessão da Câmara de Vereadores de Uruçuca que deliberou por revogar o PCCS dos Professores da Rede Municipal de Ensino.
No entender o M.M. Juiz, os senhores Vereadores precisam explicar melhor a Sessão realizada em 1º de Abril quando os Vereadores, que a cerca de 10 meses antes (junho/2008) aprovaram a Lei do PCCS do Magistério, resolveram ceder à pressão do atual Prefeito e revogaram uma Lei, sem colocar outra no lugar, deixando um verdadeiro vácuo legislativo.
Ora o PCCS do Magistério Público é exigência do Conselho Nacional de Educação e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. É o PCCS que regulamenta o funcionamento da Educação no Município, determina os critérios de ingresso na carreira, a estrutura organizacional e de gestão da Educação. O PCCS serve, justamente, para que o Prefeito consiga manter o equilibrio financeiro na folha de pagamento dos Servidores Municipais.
Pelo jeito, o aventureirismo de deixar toda uma categoria sem marco regulatório para o exercício da profissão não foi bem aceito pela Justiça. A decisão da Justiça também atinge a Sessão que ratificou em segunda votação o fim do Plano de Cargos, Carreira e Salários dos Professores Uruçuquenses.
Os vereadores, ainda, terão o direito de recorrer da decisão, mas nós estaremos acompanhando a movimentação.
Fé na luta Fé na Vida!

“OS TRAIDORES DA EDUCAÇÃO”

A APPI-APLB em Uruçuca fez circular um panfleto com os nomes de seis vereadores do município que derrubaram o Plano de Carreira do Magistério, atendendo pedido do prefeito Moacyr Leite. O sindicato aponta os nomes dos “traidores”: Eri do PT (presidente da Câmara), José Pedro, Carlos Magno, Magnólia, Duda da Serra e Valmary.
Mais do que isso, o panfleto revelou a mudança de posição de, pelo menos, três vereadores. Eri, José Pedro e Carlos Magno votaram a favor do Plano, ano passado. Lembremos, era ano eleitoral. Abaixo, a cópia do panfleto.
Fonte: Pimenta na Muqueca

SERIA ASSÉDIO MORAL EM URUÇUCA?

SERIA ASSÉDIO MORAL EM URUÇUCA?
O Prefeito Moacyr perdeu a noção do rídiculo e da anti-democracia ao colocar as ex-candidatas derrotadas na Eleição da APPI-APLB/Sindicato, Sr.ª Maria Dalva, Vitória Lopes e Zaíra Celeste, como as inquisidoras da Professora Divaritana (Coordenadora do reeleita a APLB/Sindicato).
Colocar adversárias declaradas, 15 dias após um pleito eleitoral, para avaliar a conduta da colega que lhes venceu, só pode ter um motivo:
1 - É para castigar as professoras derrotadas na eleição, numa forçassão de barra, tentando assim humilhar as companheiras que prontamente toparam a missão determinada pelo grupo político que administra a Prefeitura, como se estivesse dizendo, "se vocês não tiraram ela do sindicato por bem, vão tirar por mal."
Ora as Professoras em questão, nomeadas para a tal comissão, devem recusar-se a tal imposição do atual Governo, pois profissionais que são, com anos de carreira no magistério, sabem que os Prefeitos passam, mas os Funcionários Municipais ficam.
Professoras experientes, não entrariam numa dessa por vontade própria. Estriam sofrendo assédio moral por parte do atual governo?
Fonte: SICILIO FALA MARCIA

DESRESPEITANDO CONSTITUIÇÃO FEDERAL, MOCYR QUER DEMITIR LIDER SINDICAL DA APPI-APLB

Ora qualquer administrador público, em plena sanidade mental, que pense em administrar com seriedade, ficaria atento ao fato da Líder Sindical ter estabilidade garantida pela Constituição Federal. Para ser demitida a Profesora teria de ter sua demissão determinada por ORDEM JUDICIAL.
Assim, para evitar de tirar das salas de aula 3 professoras, sugerimos que o Sr. Prefeito revogue de imediato a Porcaria, digo Portaria da Secretária não alfabetizada em direito trabalhista. Para facilitar o coice, digo, a bronca na não alfabetizada jurídica, adiantamos uma Jurisprudência do TRT da 20ª Região:
"ESTABILIDADE SINDICAL – NULIDADE DA DISPENSA – Restando evidenciado nos autos que, à época da despedida, o autor era detentor de estabilidade sindical, por força de Lei (art. 8º, VIII da CF de 1988), sua demissão somente poderia ocorrer após cumpridos os requisitos do parágrafo terceiro do art. 543 da CLT, ou seja, a apuração de falta grave por intermédio de inquérito judicial (art. 494 da CLT) que autorizaria, ou não, a Resolução do contrato, o que não ocorreu na hipótese em referência, sendo nula de pleno Direito. (TRT 20ª R. – RO 2260/01 – (427/02) – Rel. Juiz Carlos de Menezes Faro Filho – J. 19.02.2002)"
Toma tendência na vida!

Fonte: Siciliofalamarcia.blogspot.com

terça-feira, 2 de junho de 2009

MEC HOMOLOGA RESOLUÇÃO DE NOVAS DIRETRIZES PARA PLANO DE CARGOS

Estados e municípios têm prazo até dezembro para criar plano
O governo federal, os 26 estados, o Distrito Federal e os 5.563 municípios têm prazo até 31 de dezembro deste ano para elaborar planos de carreira para os professores e os profissionais da educação básica de suas redes. A exigência, prevista na lei do piso nacional dos professores em 2008, agora tem diretrizes fixadas pela Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação (CNE) e homologadas pelo ministro Fernando Haddad, nesta quinta-feira, 28.
Os planos de carreira, explica o presidente da Câmara de Educação Básica, César Callegari, interessam diretamente a 1,8 milhão de professores e centenas de profissionais que trabalham nas escolas públicas, entre eles, diretores, coordenadores e os que fazem planejamento, inspeção e supervisão escolar. A resolução da Câmara de Educação Básica coloca em prática o que determina o artigo 6º da
Lei nº 11.738/2008, que estabeleceu o piso nacional dos professores.
O plano de carreira do magistério deve contemplar itens como a formação inicial e continuada, o processo de escolha de diretores das escolas, o número máximo de alunos por sala de aula, o sistema de avaliação, a progressão funcional.
De acordo com César Callegari, o plano de carreira vai muito além do compromisso dos sistemas da União, estados e municípios com a remuneração dos profissionais do magistério. O plano organiza a vida funcional da categoria, promove a qualidade da educação e atrai para a carreira bons profissionais.
Os planos são importantes, segundo Callegari, porque efetivam a valorização da profissão de professor no país. “Um bom plano de carreira vai atrair para o magistério os melhores entre os melhores”, diz. Para por em prática o que prevêem as diretrizes da resolução, governadores e prefeitos precisam elaborar projetos de lei e enviá-los para as assembléias legislativas (estados) e câmaras de vereadores (municípios).
Pais, professores, diretores, a comunidade devem participar das discussões das leis, diz o presidente da Câmara de Educação Básica do CNE, para assegurar a construção “de planos atraentes e de longo prazo” para que a educação avance na qualidade em todas as etapas. A resolução será publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira, 29.
Ionice Lorenzoni
Fonte: Portal do MEC

Funcionários de escola pedem apoio de senadores para profissionalização

Funcionários de escola pedem apoio de senadores para profissionalização

Cerca de um milhão e duzentos mil funcionários de escola em todo o país lutam há anos, pelo reconhecimento da profissão na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).
Merendeiras, porteiros, auxiliares de administração, zeladores que sempre contribuíram com o trabalho humilde para educação de milhares de crianças aguardam a aprovação do PLS nº 507/2003, que mais uma vez teve a votação adiada no Congresso Nacional.
Por isso, eles esperam o apoio de todos nessa luta.
Pela valorização dos funcionários de escola, clique aqui .