APLB

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Arrecadação de alimentos para servidores demitidos


Sindicatos distribuem cestas básicas para servidores demitidos pelo prefeito de Ilhéus



Os sindicatos que representam os servidores municipais de Ilhéus (Sinsepi, APPI\APLB, Sindguarda e Sindiacs\ACE) realizaram, na manhã de segunda-feira, 4 de fevereiro, nova assembleia geral com os funcionários demitidos injustamente pelo prefeito Mário Alexandre, há cerca de um mês. Além de tratar das novas atividades do movimento pela reintegração aos postos de trabalho, a reunião foi marcada pela distribuição de cestas básicas de alimento a dezenas de servidores que estão em dificuldades para a sobrevivência.


A campanha de arrecadação de alimentos, iniciada há uma semana, em alguns bairros da cidade, tem contado com o apoio e a solidariedade de dezenas de famílias e empresários de ilheenses diante da situação de necessidades a que foram relegados os servidores demitidos com mais de 30 anos de serviço público. A ação ganhou a solidariedade da subseção local da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).


“O culpado de tudo isso é o prefeito Marão, por ter jogado os servidores nessa situação de dificuldade e muito em estado de miséria. Mas nossa luta continua em defesa da dignidade do trabalhador”, afirmou o presidente da APPI/APLB, Osman Nogueira. Durante a reunião, foram lembrados também os servidores que adquiriram problemas de saúde, como hipertensão e depressão após a demissão em massa feita pelo prefeito de Ilhéus, sem garantir nenhum direito aos servidores após mais de 30 anos de emprego público.


A assembleia contou com a participação também do presidente do Sindguardas, Pedro Oliveira, da vice-presidente do Sinsepi, Claudiane Rodrigues, do diretor do Sindiacs/ACE, Roberto Lima, dos advogados Arnon Marques Filho e Davi Pedreira, entre outros. O sindicalista Pedro Oliveira, do Sindguardas, disse que “a força dos servidores está na união e na luta por seus direitos, e que os sindicatos permanecerão alinhados até o fim.”