APLB

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Prefeito de Ilhéus apresenta proposta de redução dos salários dos servidores

Atenção servidores públicos do município de Ilhéus. O prefeito Jabes Ribeiro apresentou na tarde desta terça-feira uma proposta imoral de redução em 20% dos salários dos trabalhadores. Além de não conceder o reajuste, ele ainda quer reduzir os salários dos servidores. Por esse motivo é que convocamos todos os servidores públicos municipais para que participem da assembleia que acontecerá nesta quarta-feira, às 8 horas da manhã, no Ginásio de Esportes Herval Soledade, para discutirmos juntos a proposta apresentada pelo prefeito. Aceitar ou não a redução nos nossos salários dependerá também de você. Portando participe, dê a sua opinião e vamos discutir juntos, afinal essa luta por melhores salários e melhores condições de trabalho e de todos nós.

Servidores realizam assembleia nesta 4ª para analisar proposta do governo

Trabalhadores de todas as categorias dos servidores públicos municipais de Ilhéus, em greve a mais de 60 dias, estarão realizando uma assembleia geral nesta quarta-feira (25), às 8 horas da manhã, no Ginásio de Esportes Herval Soledade, para discutir a proposta que será apresentada pelo governo e decidir os rumos da paralisação. A expectativa é de que o prefeito Jabes Ribeiro decida cumprir Constituição Federal e a Lei de Responsabilidade fiscal que garante a reposição salarial anual dos trabalhadores e o piso nacional dos professores.

De acordo com os representantes dos cinco sindicatos dos trabalhadores públicos municipais, a greve só acaba com a assinatura do acordo de campanha salarial e o cumprimento da lei que garante a reposição de 5,8% para os servidores e de 7,97% para os professores, conforme prevê a lei do piso nacional. Os líderes sindicais informaram que o desejo dos trabalhadores é que o governo sinalize para o fechamento do acordo, para que os serviços na Prefeitura possam voltar à normalidade, garantindo o atendimento aos cidadãos.

Os presidentes de sindicatos reafirmam que a greve dos servidores só interessa ao prefeito, que vem transformando a cidade em um verdadeiro caos. Prova disso, conforme relatam os trabalhadores, é que a situação de Ilhéus estava crítica mesmo antes da greve. “Desde o início do ano os postos de saúde foram desativados, muitas escolas não iniciaram o ano letivo, a cidade está esburacada, a zona rural foi abandonada e nada vinha funcionando. E isso não é culpa da greve. A culpa é desse prefeito que já demonstrou que não tem mais condições de continuar governando Ilhéus”, complementaram.

Os líderes sindicais foram unânimes em afirmar que tem feito tudo que é possível para assinar o acordo e acabar com a greve, mas o governo municipal se recusa a cumprir o que manda a legislação, que é a revisão salarial anual prevista na Constituição Federal e na Lei de Responsabilidade Fiscal. Além de não reivindicar o reajuste e sim a reposição das perdas salariais, os servidores apresentaram a proposta de abrir mão de receber de imediato o pagamento da reposição retroativo à data base das categorias e negociar posteriormente a quitação dessas parcelas.

Os sindicatos dos trabalhadores também se comprometeram em continuar nas discussões com o governo para analisar os verdadeiros índices da folha de pagamento e buscar saídas para a crise gerencial que se encontra o município. “Os servidores querem trabalhar. Acabar com a greve depende apenas do prefeito. Mas isso ele não quer porque vai acabar ficando provada sua incompetência e vai mostrar que não vem fazendo nada pela cidade”, finalizaram os líderes sindicais.

Balancete do mês de JULHO de 2013


Sindicatos participam de audiência pública para entrega do relatório das contas da Prefeitura do segundo quadrimestre deste ano

Mesmo sem receber convites e ao tomar conhecimento da reunião minutos antes do seu início, os representantes dos sindicatos de todas as categorias de servidores públicos municipais de Ilhéus, além do Coletivo Reúne Ilhéus, participaram na manhã desta segunda-feira, na Câmara de Vereadores, da audiência pública para entrega do relatório das contas da Prefeitura do segundo quadrimestre deste ano.

Alegando que ficou sabendo da reunião de última hora e informando que os demais vereadores não tiveram condições de estar presentes pelo mesmo motivo, o presidente da Comissão de Finanças da Câmara Municipal, James Costa, solicitou o adiamento da audiência pública. Não houve a apresentação do relatório do quadrimestre.

A nova audiência está marcada para esta quarta-feira, às 14 horas, no Plenário na Câmara de Vereadores, e deverá contar com a participação dos servidores públicos municipais, integrantes do Reúne Ilhéus e demais membros da sociedade civil organizada. A audiência é aberta ao público.