APLB

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Servidores demitidos em Ilhéus iniciam campanha de arrecadação de alimentos

 
Os servidores municipais de Ilhéus demitidos injustamente pelo prefeito Mário Alexandre iniciaram, nesta segunda-feira (28), uma campanha de arrecadação solidária de alimentos que serão doados aos trabalhadores mais vulneráveis atingidos pelo decreto. Uma comissão dos servidores demitidos percorreu as ruas do Bairro do Malhado. Durante a caminhada, a população prestou solidariedade aos trabalhadores e doou dezenas de quilos de alimentos.

A campanha é coordenada pelos sindicatos que representam as categorias dos servidores municipais, a exemplo do Sinsepi, APPI\APLB, Sindguarda e Sindiacs\ACE. Desde o último dia 8, os servidores demitidos, sem qualquer garantia de direitos, realizam manifestações de protesto contra o prefeito Marão em diversos pontos da cidade para denunciarem a atitude do chefe do Executivo ilheense. 
A professora Enilda Mendonça, uma das coordenadoras do movimento, afirma que a realidade da grande maioria desses trabalhadores é de abandono. “Eles foram demitidos pelo prefeito, na calada da noite, após 35 anos de serviço, sem direito a rescisão, a parcelas trabalhistas, sem direito ao saque de FGTS, e estão totalmente abandonados pelo município, por quem lutaram todos esses anos”, afirma.

O servidor demitido Luiz Cláudio Machado, ex-presidente do Sinsepi, salienta que essa luta não vai parar enquanto os trabalhadores não forem reintegrados aos seus empregos. O sindicalista explica que a iniciativa de pedir alimentos à população é para proteger os mais vulneráveis, que representam a grande maioria dos servidores demitidos.

A campanha de arrecadação de alimentos recebe doações na sede da APPI\APLB, localizada na Praça do Tamarineiro, no Malhado, e na sede do Sinsepi, na Rua Carneiro da Rocha, próximo à Feirinha do Guanabara, no Centro da cidade. Outras informações sobre a campanha podem ser obtidas pelo telefone 73 3231-5931.