APLB

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Servidores demitidos fazem panfletagem na Lavagem da Catedral em Ilhéus


Os servidores demitidos injusta e intempestivamente pelo prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, o Marão, após mais de 33 anos de serviço público, através do Decreto nº 128/2018, realizaram uma panfletagem durante a Lavagem da Catedral de São Sebastião, manifestação popular tradicional na cidade, promovida pelo Sindicato dos Estivadores. Durante o ato, os servidores receberam apoio e solidariedade de populares presentes ao evento.
 
Os servidores se dizem indignados com a atitude do prefeito, a quem acusam de traição, já que ele recorreu ao Tribunal da sentença judicial proferida em primeira instância, prometeu utilizar todos os recursos judiciais cabíveis e, na madrugada do dia 8 de janeiro, publicou o decreto que afastou do serviço mais de 400 servidores, ignorando todos os seus direitos.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Ilhéus (Sinsepi), Joaques Silva (Sinsepi), disse que o movimento de resistência ao ato do prefeito, feito conforme parecer do Procurador Geral, Jefferson Domingues, vai continuar todos os dias, no âmbito sindical, político e jurídico. Também integram a coordenação do movimento contra as demissões do Decreto 128, representantes da Associação Profissional dos Professores de Ilhéus, do Sindguarda e do Sindiacs/ACE.