APLB

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

APPI participa de protesto contra medidas adotadas pelo governo municipal

A APPI/APLB-Sindicato participou na manhã desta sexta-feira(06), no centro de Ilhéus, de um ato de protesto contra as medidas adotadas pelo governo municipal, principalmente com relação às demissões, aumento da tarifa de transporte coletivo e o aumento exorbitante dos impostos e taxas em Ilhéus.

Durante o evento, a diretora da APPI. Enilda Mendonça, falou da falta de diálogo do governo municipal com as categorias e com propostas sempre de beneficiar as grandes empresas. Um dos exemplos, segundo Enilda Mendonça, foi o projeto do Governo Municipal que reduz o imposto das empresas de transportes coletivos, enquanto isso aumentou os impostos das pequenas e microempresas da cidade.

O movimento foi organizado pelo Fórum em Defesa de Ilhéus, que reúne mais de 30 entidades. A manifestação foi iniciada às 8 horas, na praça Cairu, seguindo em passeata pelas ruas do centro da cidade, encerrando com um ato em frente ao Palácio Paranaguá (sede da Prefeitura) e à sede da Associação Comercial de Ilhéus.

De acordo com a organização do Fórum Permanente em Defesa de Ilhéus, a intenção foi manifestar o descontentamento da classe empresarial, da sociedade civil organizada, trabalhadores e população ilheense em geral, com os valores cobrados pelo Governo Municipal, após mudanças no Código Tributário do Município.

A manifestação foi organizada, após negociação com o prefeito Jabes Ribeiro “por dez meses”. Durante os debates com o governo, tentaram sensibilizá-lo quanto à “enorme diferença entre os valores de impostos e taxas praticados atualmente em Ilhéus e os valores dos mesmos serviços cobrados em outras cidades baianas de igual ou maior porte”.

O Fórum também critica a falta de participação e diálogo do município com as entidades e contribuintes. Para o fórum, a reforma tributária do município ocorreu “de maneira arbitrária, na calada da noite, pela Câmara Municipal”.