APLB

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Atenção: Assembleia nesta sexta-feira

Assembleia dos trabalhadores em educação da rede municipal de Ilhéus nesta sexta-feira (16), às 7h30min, no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP), antigo Colégio Estadual de Ilhéus, para avaliar o movimento e decidir quais as medidas que serão adotadas pela categoria. PARTICIPE!

Pais de alunos reafirmam apoio aos trabalhadores em educação

Centenas de pais de alunos da rede municipal de Ilhéus foram às ruas da cidade na tarde desta quarta-feira (13) para manifestar o apoio aos trabalhadores em educação e denunciar a situação crítica em que se encontram as escolas. Preocupados com a educação de seus filhos, que correm o risco de terem o ano letivo inviabilizado, os pais dos alunos conclamaram o prefeito Jabes Ribeiro para que cumpra a legislação e pague não somente o piso salarial dos professores, como também a reposição anual dos demais trabalhadores em educação.

De acordo com os pais, a educação municipal em Ilhéus está numa situação caótica, com escolas destruídas, teto desabando, unidades funcionando em espaços improvisados, além da falta de merenda escolar e de transportes, mesmo com os recursos enviados mensalmente pelo Governo Federal. Eles citaram casos como o do distrito de Lagoa Encantada, onde dezenas de alunos estão sem estudar porque não existe um profissional para pilotar a lancha enviada pelo Governo Federal. Em outros distritos o ano letivo nem foi iniciado porque a Prefeitura resolveu fazer as reformas justamente no período de aulas, o que demonstra a falta de planejamento. “O que será das nossas crianças?”, questionaram.

Os pais também reconheceram a luta dos trabalhadores em educação como justa, já que estão defendendo os seus direitos a um salário mais digno. Na avaliação dos pais, uma greve trará prejuízos ainda maiores para a educação, daí a necessidade do governo municipal negociar com os trabalhadores e garantir o reajuste previsto na lei. “Nós não queremos greve, mas se não houver outra alternativa, nós estaremos apoiando os trabalhadores em educação na luta pelos seus direitos”, reafirmaram os pais.

Assembleia - De acordo com a presidente da APPI/APLB-Sindicato, Enilda  Mendonça, a data base da categoria é janeiro de 2014 e a pauta da campanha salarial, aprovada por unanimidade pelos trabalhadores em educação, foi protocolada na Prefeitura de Ilhéus em dezembro do ano passado, mas até o momento o governo municipal não assinou o acordo. Uma nova assembleia dos trabalhadores será realizada nesta sexta-feira (16), às 7h30min, no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP), antigo Colégio Estadual de Ilhéus, para avaliar o movimento e decidir quais as medidas que serão adotadas pela categoria.