APLB

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Trabalhadores em educação realizarão assembleia antes do início do ano letivo

Foto - Imprensa APPI
Os trabalhadores em educação da rede municipal de Ilhéus estarão realizando uma assembleia no próximo dia 14 de fevereiro, antes do início do ano letivo, para avaliar se as promessas de pagamento dos salários dos servidores, feitas pelo prefeito Jabes Ribeiro, estão sendo cumpridas e quais as medidas que serão adotadas para resolver as pendências com relação às quitações dos débitos. A decisão foi tomada pela categoria durante a assembleia realizada na manhã desta quarta-feira (30), no auditório do IME-Centro, onde foram discutidos assuntos como o pagamento dos salários de dezembro, quitação dos salários de janeiro, 1/3 de férias dos professores, revogação do Decreto 006/2013 que demitiu os concursados e ainda o pagamento do 13º salário dos servidores cotnratados.

Durante a assembleia, o diretor da APPI/APLB-Sindicato, Delegacia Sindical Costa do Cacau, Osman Nogueira Júnior, informou que o secretário de Administração da Prefeitura de Ilhéus, Ricardo Machado, garantiu que nesta quarta-feira (30) estariam na conta de todos os professores da rede municipal os recursos referente a 1/3 de férias, bem como os salários de janeiro de todos os trabalhadores em educação que recebem até R$ 2.065,00. Ainda de acordo com Osman Nogueira Júnior, o secretário Ricardo Machado se comprometeu a continuar efetuando os pagamentos dos demais trabalhadores em educação com os recursos que entraram na conta do Fundeb no dia 30 de janeiro. A previsão é de que até o dia 10 de fevereiro toda a folha de pagamento dos trabalhadores em educação esteja concluída.

Com relação ao pagamento dos salários do mês de dezembro, Osman Nogueira informou até o próximo sábado estarão sendo liberados os vencimentos para os trabalhadores em educação que recebem até R$ 916,00, com os recursos que foram desbloqueados esta semana pelo juiz de direito substituto da 2ª Vara de Feitos de Relação de Consumo Civil e Comercial da Comarca de Ilhéus, Eduardo Gil Guerreiro, através de uma ação movida pela APPI/APLB-Sindicato. Os demais pagamentos serão discutidos na reunião da comissão que está sendo criada para avaliar e resolver as pendências.

No que diz respeito aos contratados, a APPI/APLB-Sindicato estará reivindicando na comissão o pagamento dos salários desses trabalhadores em educação, que até o momento não foi efetuado. Também nessa comissão a APPI/APLB-Sindicato estará discutindo sobre a possibilidade da revogação do decreto 006/2013 que demitiu os trabalhadores concursados, as medidas que serão adotadas para garantir o retorno desses trabalhadores e ainda a pauta da Campanha Salarial 2013.

Foto - Imprensa APPI
Foto - Imprensa APPI