APLB

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

ILHÉUS SEDIA O TERCEIRO ENCONTRO BAIANO DE MUSEUS E A V PRIMAVERA DE MUSEUS


Ilhéus vai sediar o 3º Encontro Baiano de Museus, que este ano tem como tema principal “Museu, Território e Inclusão Sociocultural”. O encontro anual é uma ação da Secretaria da Cultura através da Diretoria de Museus do IPAC e tem como principal objetivo discutir políticas públicas que levem ao desenvolvimento e a melhoria do setor museológico, além de promover a troca de experiências entre profissionais da área.

De 21 a 23 de setembro, serão discutidos sobre temas diversos como inclusão sociocultural, acessibilidade e desenvolvimento comunitário. Além de palestras, serão realizados minicursos, reunião das Redes de Educadores em Museus e da Rede de Técnicos de Museus Universitários. O primeiro dia do encontro será dedicado à Conferência Setorial com a escolha dos delegados que irão representar os museólogos baianos na Conferência Estadual de Cultura.

Já de 19 a 25 de setembro, acontece também a 5ª Primavera dos Museus com o tema: Memória e Identidade Regional representados pelo Museu da Piedade, Casa de Cultura Jorge Amado, Museu do Mar e da Capitania, Espaço Cultural Goca Moreno, Casa de Arte Baiana, Memorial Unzó Tombenci Neto, Memorial Misael Tavares, Fazenda Primavera, Fazenda Irerê, Memorial Indígena Tupinambá de Olivença, Centro Cultural Casa Aberta e Centro de Documentação da Universidade Estadual de Santa Cruz apoiando a Associação filtro dos Sonhos, Curso Livre de Restauração, todos de Ilhéus e, ainda o Museu das Coisas Naturais de Barro Preto e o Memorial Adonias Filho de Itajuípe, além do Museu Amélia Amado, recém inaugurado, e do Terreiro Ilê Axé Ijexá, ambos de Itabuna.

As instituições participantes poderão mostrar parte do acervo material e imaterial, através de exposições diversas, apresentações indígenas e afro-brasileiras, exibições de vídeos dentre, apresentações musicais e teatrais.

A visitação será das 08H às 20H e as Escolas poderão agendar visitas guiadas para grupos de estudantes. Vale ressaltar que a entrada é franca. A iniciativa tem como objetivo sensibilizar toda a região para o debate sobre temas da atualidade, convidando, assim, a comunidade a refletir, discutir e trocar experiências.