APLB

sexta-feira, 29 de maio de 2009

FUNCIONÁRIOS DAS ESCOLAS PARALISARAM ATIVIDADES EM ILHÉUS

FUNCIONÁRIOS DAS ESCOLAS PARALISARAM ATIVIDADES EM ILHÉUS

Os Funcionários das escolas das Redes Públicas de Ilhéus paralisaram suas atividades no dia de hoje (29/05), em atendimento a convocação da APPI-APLB/Sindicato e à deliberação do 13º Encontro Estadual dos Funcionários de Escolas de Educação Pública.
Em Ilhéus realizou-se uma assembleia que teve a participação maciça da categoria. Com quase 200 Funcionários presentes, entre Porteiros, Auxiliares de Serviços Gerais, Merendeiras, secretários escolares, a categoria debateu a extensa pauta de reivindicação (Abaixo o Regime Especial de Direito Administrativo (REDA) e a terceirização - Reajuste decente para os funcionários de escolas - Trabalho aos sábados só com acordo - Plano de Carreira unificado - Implementação do Profuncionário - Diminuição do CET - Realização de concurso público) dando ênfase a construção do Plano de Cargos, Carreira e Salários.
Para a Prof.ª Carmelita, Presidente da APPI-APLB/Sindicato, a paralisação deste dia 29 é mais um passo na construção de educação pública que não pode abrir mão de valorizar todos os seus Trabalhadores, "Tem gente que acha que a escola é feita só de alunos e professores, mas não é bem assim. Não existe escola de qualidade se não houver os trabalhadores que atuam fora das salas, para a escola funcionar precisamos do Porteiro, da Merendeira, do Auxiliar de Serviços Gerais, da Zeladora, da Auxiliar de Cozinha, da Secretária Escolar. Estes profissionais precisam ser reconhecidos e valorizados, a construção do PCCS se faz urgente", concluiu a Carmelita.
Além da pauta unificada para toda Bahia, os Funcionários das Escolas Municipais aprovaram também as seguintes lutas:
- Unificação da Carga Horária em toda Rede;
- Fim dos Desvios de Funções e sobrecarga de trabalho;
- Implantação imediata de Cursos de Formação;
- Trabalho aos Sábados só com Acordo;
- Prioridade de Atendimento nos Postos de Saúde, para evitar a falta ao trabalho;
- Regularização das recargas dos Vales-Transporte;
- Pagamento Integral do Salário Família.

CÂMARA DE VEREADORES PARABENIZA A CHAPA ELEITA DA APPI




APÓS DENÚNCIAS DO CAE, PREFEITO SE ENQUADRA NAS EXIGÊNCIAS DO FNDE

APÓS DENÚNCIAS DO CAE, PREFEITO SE ENQUADRA NAS EXIGÊNCIAS DO FNDE
Após várias denuncias do CAE - Conselho de Alimentação Escolar de Ilhéus, junto ao MPF, MPE e ao FNDE, sobre a Prefeitura não vir cumprindo o Termo de Compromisso de Controle de Qualidade dos Produtos adquiridos e servidos na merenda escolar, que determina inspeção dos produtos pela Vigilância Sanitária, finalmente o Prefeito Newton resolveu atender ao previsto na Resolução FNDE/CD nº. 32/06.
Esperemos que durante as fiscalizações a Vigilância Sanitária verifique outros pontos, a exemplo das condições dos utensílios utilizados no preparo da alimentação escolar.
Parabéns aos Conselheiros do CAE que apesar das dificuldades seguem firmes na fiscalização da execução do Programa Nacional de Alimentação Escolar em Ilhéus.

ENILDA É A NOVA PRESIDENTE DA APPI/APLB

Apesar da aparente tranqüilidade, o processo de eleição da nova diretoria da Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI/APLB Delegacia Sindical em Ilhéus), aconteceu em clima meio tenso quinta e sexta-feira da semana passada, na sede da entidade à Praça do Tamarindeiro, no Malhado, concorrendo duas chapas, uma encabeçada por Ana Maria e outra tendo à frente Enilda Mendonça, que sagrou-se vitoriosa, como era de se esperar, conseguindo 968 votos, enquanto sua concorrente teve apenas 361 votos.
A professora Enilda Mendonça foi eleita com toda sua diretoria para um mandato de três anos, (junho 2009 a junho 2012, recebe o mandato para suceder a educadora Carmelita Ângela, a qual deixa o cargo com a sensação do dever cumprido, tendo declarado, na oportunidade, que ‘’de todas as eleições essa foi a mais movimentada, porque extrapolou os limites da categoria, tomando proporções nunca visto, e, apesar do nível que os nossos opositores usaram na campanha, buscando revolta e divisão na categoria, isso não surtiu o efeito esperado”.
Segundo Professora Carmelita, não obstante o desespero da turma opositora, isso fez com que a categoria se unisse cada vez mais em torno da chapa liderada por Enilda, e a vitoria ‘’foi fruto de todo um trabalho sério que nós fizemos ao longo desses três anos, trabalho esse reconhecido pela própria categoria, que tem garantida a tranquilidade da continuação do nosso trabalho de união e adesão dos professores e servidores da educação’’.
Por outro lado, a professora Enilda Mendonça fez a seguinte declaração: “Foi uma vitória da categoria. Nossa Chapa não esperou chegar à eleição para dizer que tinha propostas, nós as realizamos durante três anos. Agora apresentamos propostas para avançar nas conquistas até aqui conseguidas. Os colegas que se integram na Diretoria, vêm somar nos novos desafios que temos pela frente. Venceu o respeito e o compromisso com a categoria! Estamos todos de parabéns!”

Fonte: Diário de Ilhéus/Coluna do Alberto/29/05/09