APLB

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

PROFESSORES DE ILHÉUS DECIDEM MANTER PARALISAÇÃO

PROFESSORES DE ILHÉUS DECIDEM MANTER PARALISAÇÃO

Os Professores da Rede Municipal de Ilhéus decidiram manter a paralisação, inicialmente convocada por um prazo de 24h. A decisão, tomada durante a Assembléia Geral da categoria realizada na manhã desta terça-feira, se deu em função da Administração Municipal continuar sem pagar o reajuste salarial acordado entre o prefeito e o Sindicato.

Com o auditório da CEPLAC lotado, os professores se queixaram do desrespeito do Executivo e passaram a discorrer sobre outros problemas que vêm enfrentando. Destacaram que a falta da Prefeitura não é apenas o não pagamento do reajuste, falta também o reenquadramento no Plano de Carreira e Salário para o Professor C, os cartões de vales-transportes não foram recarregados, a data para recarga é o dia 10 de cada mês.

Num clima de muita insatisfação com o Governo Municipal, os professores se queixaram, ainda, de estarem sobrecarregados com a falta de professores nas unidades escolares, principalmente na zona rural do município. Os professores denunciaram também a violência nos distritos e a péssima condições das estradas vicinais, que acabam trazendo problemas de saúde aos trabalhadores que usam diariamente tais estradas.

Mobilizações

Além de estenderem a paralisação por mais 24 horas, os professores e professoras da Rede Municipal decidiram que vão usar da Tribuna Popular da Câmara de Vereadores, buscar espaços nas rádios e demais meios de comunicação para esclarecer a população sobre os motivos da paralisação e os desrespeitos que vêm sofrendo. Ficou também marcada nova Assembléia para amanhã, dia 14/08, às 14:00h, no auditório da CEPLAC.