APLB

terça-feira, 12 de agosto de 2008

QUARTA-FEIRA 13: AZAR DE QUEM?

É a pergunta que colocamos no ar, ao verificarmos que os Professores da Rede Municipal de Ilhéus fazem mais uma parada em função do Chefe do Executivo Municipal continuar a descumpirir as Leis que regem a Educação, o Acordo de Campanha Salarial e não credita os vales-transporte.

Segundo anda circulando nas escolas, o Sr. Prefeito anda dizendo que "Querem parar, AZAR!" Mas quer dizer "AZAR' de quem? Certamente, o azar não é dos professores! Se tem alguém que, por causa do Prefeito anda com azar, são os alunos das escolas municipais.

Pela irresponsabilidade do Prefeito, o caos instalou-se na Rede Municipal de Ensino. São alunos sem merenda, escolas sem merendeiras, escolas sem água potável e enérgia elétrica. Não atentaram para os prazos dados pelos Ministério Público Federal do Trabalho e Ministério Público Estadual, quando o concurso deveria ter sido realizado até outubro/2007.

Não se pode esquecer que o Município de Ilhéus foi denunciado por prática de trabalho escravo ao Ministério Público Federal do Trabalho, pois a administração municipal colocou vários pais de família para trabalhar sem assinar contrato.

Talvez, o Prefeito diga "AZAR" referindo-se aos trabahadores que agora ele se nega a pagar os direitos trabalhistas. Talvez, o "AZAR" seja dos pais de alunos que vêem seus filhos amargarem dias e dias sem aulas.

Uma coisa, entretanto, conforta os Trabalhadores da Educação, pais e alunos da Rede muncipal; se a quarta-feira 13 é dita "AZAR" certamente haverá um 05 de outubro que trará sorte!