APLB

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Sindicatos fazem proposta ao governo para retorno de afastados à Prefeitura

 
A APPI/APLB aguarda até a próxima sexta-feira (09) a resposta da Prefeitura de Ilhéus a uma proposta feita pela entidade ao prefeito Mário Alexandre para que todos os trabalhadores do período de 83/88, afastados por ele via decreto, em 7 de janeiro, sejam imediatamente reintegrados ao serviço público.

Osman Nogueira, presidente da APPI, explica que, em contrapartida, os sindicatos que representam os servidores públicos municipais – dentre eles a APPI/APLB – aceitariam devolver parte do que a justiça bloqueia de recursos públicos para pagamento de precatórios. “De um milhão e 700 mil reais destinados a esta finalidade, devolveríamos 400 mil à Prefeitura, todo mês”.
 
O sindicalista informa que este abatimento chegou a ser feito por alguns meses. Mas, agora em julho, o acordo foi desfeito com o TRT e a Prefeitura passou a repassar integralmente o valor total, sem o abatimento inicialmente proposto. ”A gente aceita voltar a repassar. Mas os trabalhadores afastados retornam imediatamente as suas funções”, destacou.

A proposta da APPI foi entregue no dia 31 de julho ao secretário municipal de Gestão e Tecnologia, Bento Lima, que ficou de estudar a planilha. “Aguardaremos até sexta. Caso não haja uma resposta, iremos à Câmara de Vereadores, já na próxima semana, mostrar para os vereadores e para a sociedade civil organizada que estamos dispostos a resolver o entrave”, afirmou Osman.

Na quarta-feira (07) à tarde, durante uma assembleia realizada na sede da APPI, os dirigentes sindicais apresentaram detalhadamente aos servidores atingidos pelo decreto a proposta encaminhada ao governo. “São trabalhadores afastados com mais de 30 anos de serviço público, um tempo que precisa ser respeitado, oferecendo a todos eles o direito de obter o tempo necessário para a aposentadoria. É isso que a gente quer”, afirmou.

Servidores afastados de Ilhéus realizam mais um Caruru Solidário


Na luta contra as consequências negativas das ações do prefeito Mário Alexandre (Marão), os servidores municipais afastados realizam mais um Caruru Solidário com o objetivo de angariar recursos para a aquisição de cestas básicas em apoio aos trabalhadores em situação vulnerável de segurança alimentar.

O caruru acontece na sexta-feira (9), a partir das 11h, na sede da APPI\APLB, localizada na Praça do Tamarineiro. Os pratos são preparados por uma equipe dos servidores e vendidos ao preço de R$ 12 (doze reais), a quentinha, a diversas pessoas da comunidade. Os servidores afastados realizam outras promoções como bingos e rifas beneficentes para comprar cestas básicas.

O movimento agrega esses trabalhadores afastados do quadro de pessoal do município desde o último mês de janeiro por meio de decreto do prefeito. Desde essa época, encontram-se sem salário, sem vale-alimentação, relegados a uma situação de extrema necessidade, após 34 anos de trabalho na Prefeitura de Ilhéus. A questão está na Justiça e deve ser julgada em breve pelo TJBa, que já havia decidido pela reintegração dos trabalhadores ao quadro de pessoal do município.

O afastamento foi mantido em razão de recurso impetrado pelo prefeito no Supremo Tribunal Federal (STF) que obteve liminar favorável do presidente da corte, Dias Toffoli, embora o mesmo reconheça os direitos adquiridos dos trabalhadores. A luta pela reintegração dos servidores admitidos entre 1983 e 1988 é coordenada pelos sindicatos que representam a categoria - APPI\APLB, Sindguardas, Sinsepi e Sindiacs\ACE.