APLB

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Vice-prefeito faz cumprir a lei e reintegra 268 servidores demitidos

 
O vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal Soub, determinou, através de decreto publicado na edição impressa do jornal Diário de Ilhéus, a reintegração imediata, já determinada pela justiça, dos 268 servidores públicos demitidos pelo prefeito Mário Alexandre que vinha tentando evitar esse retorno. Ele assegura que administra a cidade enquanto o prefeito estiver em viagem ao exterior, até sexta-feira.

"Foi um ato normal do direito e do princípio administrativo", justificou, completando, emocionado: "A sensação é de dever cumprido. Ele foi  convidado pelos sindicalistas representantes dos servidores públicos e esteve às 11h30 na sede da APPI/APLB onde foi recebido pelos servidores.
 
 
“Cumprir a decisão judicial é o que sempre esperamos do gestor. Parabenizamos a Nazal por cumprir a decisão do TJ-BA, mesmo que contrariando a vontade política da gestão municipal, que ele ora substitui por força da lei”, afirmou a secretária intermunicipal da APPI, Enilda Mendonça. A reintegração foi imediata. Os servidores já se dirigiram nesta tarde aos seus postos de trabalho.
 
Como prefeito em exercício, José Nazal também decidiu exonerar o secretário de Administração, Bento Lima, por não cumprir uma determinação sua, sobre a reintegração dos servidores, e também a chefe do Diário Oficial do Município, que se negou a publicar o Termo de Assunção para que ele fosse empossado.
 
Em viagem ao exterior, por 10 dias, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, segundo Nazal, deveria ter feito a transmissão do cargo, o que não ocorreu, apesar de inúmeras promessas. Advogados que acompanham José Nazal asseguram que mesmo sem o ato, a transmissão é automática, pois a gestão do município necessita de poder de comando na ausência do prefeito.

José Nazal espera que, em seu retorno, o prefeito Mário Alexandre tenha equilíbrio e sensatez e mantenha a reintegração dos servidores.