APLB

quarta-feira, 1 de maio de 2019

NOTA DE REPÚDIO


Ilhéus, 1º de Maio de 2019


Em virtude do transcurso do Dia do Trabalho, 1º de Maio, e considerando a grave crise do desemprego que assola o Município de Ilhéus e o País, nós, sindicatos abaixo assinados, acreditamos que a data nos leva a uma séria reflexão sobre a difícil situação dos trabalhadores e sobre as ameaças contra o Sistema de Previdência Social e os direitos adquiridos ao longo de tantas lutas. 

Considerando ainda a postura do prefeito Mário Alexandre, que afastou, através de um Decreto perverso, cerca de 300 servidores da estrutura da Prefeitura, que há quatro meses não recebem seus salários, empurrando suas famílias a uma condição de miséria social; 

Considerando que o prefeito Mário Alexandre descumpre as sentenças judiciais emanadas do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA), que suspendeu o efeito do Decreto e anulou a sentença da Primeira Instância, e protela os direitos dos servidores a uma vida digna, numa atitude de perseguição jamais vista na história de Ilhéus; Considerando a decisão do prefeito de reduzir os salários dos servidores concursados de 2016; 

Considerando a atitude do município que não responde à pauta de reivindicação dos trabalhadores em educação em campanha salarial. Vimos, por meio desta, manifestar o nosso repúdio a essa situação de desrespeito aos trabalhadores e, afirmar que a data não enseja nenhum tipo de comemoração junto ao governo municipal.


APPI/APLB
SINDGUARDA
SINDACS/ACE
SINPOJUD
SINDICACAU
SINDICATO DOS BANCÁRIOS
SIND.DOS METALÚRGICOS
SIND.DA CONSTRUÇÃO CIVIL
SIND. DOS TRABALHADORES RURAIS
SIND. DOS PORTUÁRIOS
SINDIBORRACHA
CTB