APLB

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Planejamento será de quatro horas e dentro da jornada de trabalho

Em assembleia realizada na tarde da última sexta-feira (14), os trabalhadores em educação da rede municipal de Ilhéus confirmaram mais uma vez a deliberação tomada na reunião anterior de não planejar fora da carga horária obrigatória, como garante a Lei 11.738 (Piso Nacional) e a Lei 9.394 (LDB). A categoria decidiu ainda que o planejamento será feito durante as quatro horas seguidas.

De acordo com a legislação, ninguém é obrigado a trabalhar em horas extras. Portanto, os gestores não poderão dar faltas e muito menos efetuarem nenhum desconto. A categoria decidiu ainda que caso a direção mande os alunos para a escola no horário do planejamento não se deixará intimidar e vai planejar normalmente. Nesse caso, caberá à gestão garantir o direito do aluno de ter aula e dos professores de terem o planejamento.