APLB

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

PM e APPI lançam concurso de redação e desenho sobre a violência nas escolas


Como parte das ações coletivas de combate à violência nas escolas e o uso de drogas por parte de alunos, a 68ª Companhia Independente da Polícia Militar em Ilhéus (CIPM), a APPI-APLB/Sindicato, Delegacia Sindical Costa do Cacau, e a Direc-6 lançaram na manhã desta quarta-feira (29), no Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães, o concurso de redação e desenho com o tema “”Ilhéus sem violência é bem melhor”. O lançamento contou com a participação de representantes da Polícia Militar e diretores da escolas estaduais e municipais sobre a jurisdição da 68ª CIPM.

De acordo com o regulamento, serão selecionados os melhores textos e desenhos originais dos alunos das escolas das redes pública e particular sobre a área de atuação da 68ª CIPM que alertem sobre o problema do uso das drogas e que tragam sugestões sobre como combater a violência e garantir a paz. Cada escola poderá participar com uma redação e desenho por categoria, sendo que os alunos da educação infantil e ensino fundamental I concorrerão com desenho e do ensino fundamental e médio participarão na categoria redação.

Durante o lançamento do concurso de redação e de desenho o comandante do 68ª CIPM, Major Câmara, falou sobre o papel da Polícia Militar e a necessidade da realização de ações conjuntas para combater a violência, além de mover esforços entre os mais diversos segmentos da sociedade civil organizada de Ilhéus para debater sobre o uso de drogas por parte dos jovens e adolescentes. A presidente da APPI, Enilda Mendonça, falou dos motivos que lavaram a Polícia Militar, o sindicato e a Direc-6 propor o debate e conclamar a sociedade civil organizada para a questão da violência, que não é apenas uma questão que envolve a escola, mas é também um problema social.

Além do concurso de redação e desenho, das palestras educativas e reuniões nas escolas, também ficou confirmado a realização de um amplo seminário sobre Segurança nas Escolas, no dia 04 de dezembro, no turno matutino, e uma grande caminhada contra a violência e pela paz, no turno vespertino, no centro da cidade, contando com a participação dos trabalhadores em educação, pais, alunos e a sociedade civil organizada. Também no dia 04, no final da caminhada, haverá a premiação dos vencedores do concurso de redação.