APLB

segunda-feira, 17 de maio de 2010

ILHÉUS FAZ PASSEATA CONTRA A PRÁTICA DE PEDOFILIA


O comitê ilheense contra pedofilia e violência sexual promove passeata contra a PEDOFILIA.
O evento está marcado para o dia 18/05/2010, às 14h. A concentração será na Avenida Bahia, na praça entre a SACRO e o Estádio Mário Pessoa.
A sua participação é de extrema importância!
Se intere sobre a temática lendo o texto abaixo.


A pedofilia é um transtorno de personalidade da preferência sexual que se caracteriza pela escolha sexual por crianças, quer se trate de meninos, meninas ou de crianças de um ou do outro sexo, geralmente pré-púberes ou no início da puberdade, de acordo com a definição da CID-10 - Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde -, compilação de todas as doenças e condições médicas conhecidas elaborada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Segundo informações do site www.censura.com.br - Campanha Nacional de Combate à Pedofilia -, a Internet é, atualmente, o principal meio de divulgação da pedofilia, que movimenta milhões de dólares por ano e forma verdadeiros clubes com o objetivo de unir os pedófilos, adquirir fotos, vídeos, fazer turismo sexual e tráfico de menores.As crianças pré-púberes ou no início da puberdade que são escolhidas pelos portadores do transtorno de pedofilia têm, geralmente, 13 anos de idade ou menos. O indivíduo com pedofilia deve ter 16 anos ou mais e ser pelo menos cinco anos mais velho que a criança, conforme os critérios estabelecidos pelo DSM-IV (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders), a classificação dos transtornos mentais feita pela Associação Americana de Psiquiatria.


Continue sua leitura acessando o link abaixo:


17 DE MAIO: DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA A HOMOFOBIA

O DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA HOMOFOBIA comemorado oficialmente no dia 17 de maio, tem como objetivo garantir aos homossexuais a cidadania plena, revogando as leis discriminatórias e todas manifestações de intolerância anti-gay. É um grito contra a intolerância, pela igualdade de direitos das minorias sexuais. E, 2007 foram assassinados um total de 122 homossexuais no Brasil, e mais de 50 só em 2008! Absurdo! Homofobia, conceituada como o ódio irracional contra os homossexuais, se manifesta através do insulto, preconceito, discriminação, violência psicológica e física, chegando até à morte. Mais de cem homossexuais são barbaramente assassinados no Brasil todos os anos, vítimas desta intolerância. Na Bahia todos os meses um ou dois gays e travestis são mortos, vítimas de crimes homofóbicos. O Brasil é o campeão mundial de homicídios contra gays, seguido do México e Estados Unidos.Segundo Marcelo Cerqueira, Presidente do GGB, “Homofobia é uma espécie de racismo sexual baseada na ignorância e na intolerância machista que só considera normal a heterossexualidade, desprezando e discriminando os gays, lésbicas, travestis e transexuais. Todo homófobo tem problemas sexuais: alguns matam para provar que são machos de verdade!” Como o racismo, a homofobia é considerada crime nos países mais civilizados do mundo, assim como nas principais capitais brasileiras, incluindo mais de 80 municípios e quatro Estados. Em Salvador a Lei Municipal 5275/97, proíbe e pune a discriminação anti-homossexual com multa de até 3 mil UFIRs.
No dia 19 de maio, acontece em Brasília a Primeira Marcha Nacional contra a Homofobia eo Primeiro Grito Nacional pela cidadania LGBT. A CNTE é parceiera desse evento com a Campanha: " Respeito a Diversidade e Educação Andam Juntos..."
Para ler mais sobre o assunto é só entrar no site do CNTE.
A APPI participou do seminário contra a homofobia promovido pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, campus de Jequié entre os dias 13 e 15 de maio. O objetivo desse evento foi de chamar a atenção da sociedade para questões de Direitos Humanos. Em breve estaremos promovendo uma discussão sobre essa temática.