APLB

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

PRESIDENTE DA APPI, PROFESSORA ENILDA MENDONÇA, DIZ QUE 2010 CAMINHA PARA UM ANO DIFÍCIL NO SETOR DA EDUCAÇÃO


A presidente da Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus, Enilda Mendonça, disse hoje que alunos e pais de alunos devem se preparar para um ano dificil na rede municipal de ensino. Em 2009, professores e servidores promoveram cinco paralisações ao longo do ano e, segundo a dirigente, tudo indica que 2010 será um período de novas e longas greves por conta da "desorganização e da incompetência generalizada" que tomam conta do governo municipal. A entrevista foi concedida ao radialista Gil Gomes, da Rádio Santa Cruz AM. "Tenho mesmo que reconhecer. Não sabemos onde iremos parar", disse.
Até o momento, apenas 30 por cento da folha de pagamento do mês de dezembro foram quitados pelo governo municipal. De férias, a categoria ainda não recebeu o terço de férias a que tem direito e o mês de janeiro já está próximo do vencimento. Enilda Mendonça também denunciou que o município se articula para terceirizar o serviço de alimentação escolar e faz uma acusação séria: o município pode perder recursos do Programa Nacional de Transporte Escolar, por falta de agilidade e iniciativa do governo.
A APPI realiza na quinta-feira (21) uma Assembléia Geral para discutir os rumos da categoria. Mas já está firmado um compromisso da entidade com a categoria. Se a Prefeitura de Ilhéus não quitar todos os débitos até o início de fevereiro - quando as aulas estão previstas para recomeçar - a categoria vai parar, por tempo indeterminado, prejudicando o calendário escolar de 2010.