APLB

quinta-feira, 18 de maio de 2017

APPI/APLB já denunciou há 4 anos o descaso com escola do Japu, noticiado pelo Fantástico somente agora



Como demonstram as imagens acima, a APPI/APLB foi pioneira na denúncia sobre as condições precárias de funcionamento da Escola Nucleada do Japu, na localidade de Piaçaveira, zona rural de Ilhéus. O assunto foi pauta da última edição do Fantástico no domingo (14/05) em reportagem que retratou as condições lamentáveis daquela unidade escolar, que é feita de madeira e apresenta buracos no teto e paredes, expondo alunos e professores à ação do tempo e animais da mata ao redor. Sem banheiro decente, os alunos usam uma ‘cabine’ de madeira, ao lado da escola, com um buraco no chão funcionando como vaso sanitário.

“Todos estão tratando a questão como se nunca tivesse sido denunciada, como notícia nova, mas a APPI deu ampla divulgação ao tema, ao mostrar as condições da unidade da Piaçaveira”, afirma o professor Osman Nogueira, presidente da APPI.

A escola de madeira foi erguida naquele local há 25 anos, construída inicialmente para sede da Associação Riachão Piaçaveira, sendo doada depois para a prefeitura. Diversos prefeitos passaram pelo Executivo nesses anos e nada foi feito para mudar aquela realidade.