APLB

segunda-feira, 7 de novembro de 2016


Calendário de Lutas em Ilhéus contra a PEC 241/55



Integrantes da Frente Brasil Popular (FBP-ILHÉUS) realizaram na última sexta-feira, dia 04 de novembro, no Sindicato dos Bancários, uma reunião para elaborar o calendário de atividades preparativas para o Dia Nacional de Lutas, Paralisações e Greves contra a PEC 241/55, as reformas trabalhista, da previdência e do ensino médio e a entrega do patrimônio nacional.

Estiveram presentes os sindicatos dos Bancários, Servidores do Judiciário, Policiais Civis, Construção Civil, Sindicacau, Sindiborracha, APPI/APLB, UJS, JPT, UJC, MLT, Raiz/PSol, Nós por Nós, PCdoB e representações do movimento estudantil da UESC, do IFBA e secundaristas.

Após os debates, foi deliberado que no dia 11 de novembro, Dia de Lutas, será realizada uma passeata com intervenções culturais. A concentração será na praça em frente ao estádio Mario pessoa. Também foi aprovado um cronograma de ações de mobilização com as seguintes atividades

- Segunda, dia 07, às 16 horas, aula sobre a PEC 55, no auditório da APPI. Todos estão convocados.

- Terça, 17 horas, assembléia dos bancários sobre a PEC 55, no sindicato dos bancários.

- Quarta, 9 horas, panfletagem no centro, concentração na praça da prefeitura;

- Quarta, 16 horas, reunião de controle no Sindicato dos Bancários;

- Quarta, 17 horas, panfletagem no centro, concentração no Sindicato dos Bancários;

- Quinta, 8 horas, panfletagem na Central de Abastecimento do Malhado, concentração no Big Meira;

- Sexta-feira, 9 horas, passeata com intervenções culturais, concentração em frente ao estádio Mario pessoa.

- Todos os dias: mobilização nas escolas e categorias,  divulgação por rádio em todos os espaços que conseguirmos, divulgação por carro-de-som.

Importante a participação de todos nessas atividades.
Precisamos fortalecer cada vez mais a resistência. Cada vez mais organizações se pronunciam contra a pec. A vitória é possível.
Sigamos na luta.

ATENÇÃO: DIA 11 DE NOVEMBRO É GREVE GERAL NACIONAL!

A APLB-Sindicato convoca os profissionais da educação para a greve geral nacional do próximo dia 11 de novembro, convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), CTB e demais centrais sindicais, em defesa dos direitos sociais e em protesto contra a reforma do Ensino Médio, as reformas da Previdência e Trabalhista, especialmente contra a PEC 241 e o PLP 257.

O ato fará parte da Jornada de Lutas Contra a Retirada de Direitos no país, um calendário nacional de mobilização e paralisações contra as reformas propostas pelo governo de Michel Temer.

Pauta

A mobilização é contra a terceirização, a Lei da Mordaça, a PEC 241 o PLP 257, a reforma da Previdência, a reforma do Ensino Médio, a flexibilização do contrato de trabalho, a prevalência do negociado sobre o legislado, e em defesa da lei do piso.
De acordo o presidente da CNTE, Roberto Leão, os educadores vão se somar aos demais trabalhadores e dizer que não toleram nenhuma perda de direito. “A luta é também contra a retirada de direitos dos trabalhadores/as, em defesa da escola pública de qualidade e da democracia”, ressaltou.

Leia mais em: