APLB

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Termina o 31º congresso da CNTE. Serão mais três anos de conquistas para os educadores



Roberto Franklin de Leão foi reeleito presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação com 82% dos votos dos quase dois mil delegados credenciados que votaram no 31º Congresso Nacional da CNTE, realizado em Brasília entre os dias 13 e 16 de janeiro.
Com a vitória, Leão permanecerá no comando da CNTE pelo próximo triênio. Em seu discurso de posse, ele destacou a implantação efetiva do Piso Salarial dos professores e o PNE como bandeiras imediatas de sua nova gestão. “Nossa luta é muito ampla. Temos que fazer valer o Piso e brigar junto a prefeituras, governos estaduais e em Brasília, para fazer com que vire realidade”, disse Leão. Segundo ele, a tarefa continua árdua. “Este ano teremos uma grande mobilização no primeiro semestre. Além do Piso, vamos fazer valer nossas propostas no PNE (Plano Nacional da Educação) para que ele fique à altura do povo brasileiro”, completou.
A nova diretoria possui representação de quase todos os estados do país. “Isso mostra que temos base e nossa chapa foi formada por professores e funcionários da educação do Brasil”, afirmou João Felício, Secretário de Relações Internacionais da CUT. A Chapa de Roberto Leão, intitulada ‘Por uma CNTE democrática, autônoma e de luta’, concorreu com outras duas - ‘Por uma CNTE autônoma, independente de luta’ e ‘Democracia, independência e autonomia na luta pelos diretos dos trabalhadores e das trabalhadoras em educação’.