APLB

quarta-feira, 4 de junho de 2008

PREFEITURA DE ILHÉUS: PERDAS DE RECURSOS JÁ SOMAM 43% NA EDUCAÇÃO

Omissão ou incompetência técnica? São os questionamentos que nos vêm à mente, ao ficarmos sabendo da quantidade de recursos que o Governo Municipal já perdeu em 2008, só na Secretaria de Educação.

No último dia 31 de maio, o Governo Newton deixou que Ilhéus perdesse mais uma verba disponibilizada pelo Governo Federal. Eram recursos destinados à construção de escolas na Zona Rural do Município. Num município aonde as crianças chegam a ter a merenda escolar preparada num estábulo, sob a vigilância permanente de morcegos pendurados no telhado, a perda de tais recursos demonstra toda a preocupação do Prefeito e seu secretariado.

Para os que desconhecem a verdadeira situação das escolas rurais em Ilhéus, informamos que nem de longe elas se parecem com as divulgadas pelo atual Governo em outdoor, jornais e revistas.

As escolas da zona rural são verdadeiras arapucas, depósitos onde jogam as crianças como se fossem bugigangas que podem ser dispensadas em qualquer buraco. Na zona rural de Ilhéus, apesar de todo esforço dos Profissionais, não se encontrará ambiente propício ao aprendizado. São saletas isoladas e casebres sem condições de mínimas de higiene. Quando tem eletricidade, não se tem água. Quando se tem água é de chuva. O mobiliário é o resto do que as escolas da zona urbana já não querem mais usar. Os gêneros para preparar merenda escolar ficam largados pelo chão ou em prateleiras abertas e resto de armários expostos a toda sorte de insetos, ratos e morcegos.

O que fazer com as nossas crianças da zona rural?