APLB

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Trabalhadores participaram de assembleia em Ilhéus sobre Aposentadoria e Saúde


Trabalhadores em educação das redes públicas , Canavieiras e de Una participaram na manhã desta quinta-feira (25), no auditório do Centro Estadual de Educação Profissional (antigo Colégio Estadual de Ilhéus), da assembleia temática sobre Aposentadoria e Saúde, promovida pela APPI-APLB-Sindicato, Delegacia Sindical Costa do Cacau, com o objetivo de esclarecer a categoria sobre a questão da previdência.  O evento fez partes das ações de mobilização da 14ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, que aconteceu junto com a greve nacional da categoria, onde o foco foi a valorização dos profissionais em educação.



Iniciando as atividades, a presidente da APPI, Enilda Mendonça, falou dos objetivos e da importância da greve nacional, como forma de assegurar os direitos da categoria, garantir melhores condições de trabalho e buscar uma educação pública e de qualidade. Em seguida foi exibido um vídeo sobre o adoecimento no local de trabalho e as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores em educação. Também foi realizada uma pesquisa entre os participantes da assembleia para saber sobre como estão nos seus locais de trabalho e suas condições de saúde. Um detalhe interessante é que a grande maioria apontou que sentem dores por conta da falta de condições de trabalho.



Ainda como parte da assembleia temática foi realizada a palestra sobre “Aposentadoria por tempo de serviço e fator previdenciário”, tendo como facilitados os representantes da Previdência Social de Itabuna, Murilo Franco e Noélia Damasceno, que esclareceram dúvidas dos participantes. Os técnicos do seguro social do INSS falaram sobre o tempo para a aposentadoria, cálculos para a definição dos salários e a importante decisão sobre a hora certa de se aposentar. Enilda Mendonça alertou aos trabalhadores que é preciso estar atento à questão de aposentadoria e sugeriu que cada um faça os cálculos e as simulações antes de solicitar o benefício.



O advogado e assessor jurídico da APPI-APLB-Sindicato, Iruman Contreiras, falou sobre “Regime próprio da Previdência”, esclarecendo dúvidas com relação às mudanças do regime CTL para estatutário, conforme lei sancionada recentemente pelo prefeito de Ilhéus. Na avaliação do assessor jurídico, a mudança de regime foi um dos golpes aplicados pelo governo municipal contra os trabalhadores. Além dos prejuízos para os servidores, Iruman Contreiras também falou sobre os danos que essa medida vai trazer para os cofres públicos.



A presidente da APPI, Enilda Mendonça, informou que a assembleia temática cumpriu o seu objetivo principal de criar esse importante momento para o esclarecimento de dúvidas, não somente para os trabalhadores em educação que estão em fase de aposentadoria, mas também aqueles interessados em conhecer mais os seus direitos. O encontro também abordou outros assuntos ligados à questão da aposentadoria, como o perfil sócio-econômico, perfil funcional e participação sindical e social, além de questões motivacionais, como o envelhecimento com prazer.