APLB

quarta-feira, 29 de maio de 2013

2ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ILHÉUS


Ultrapassamos os 500.000 acessos.

O blog da APPI atingiu nesta terça-feira a marca de meio milhão de acessos. O que seria um sonho de apenas levar informações atualizadas para os trabalhadores em educação, transformou-se hoje num dos mais visitados blogs da cidade e num canal aberto de discussões e troca de experiências entre os trabalhadores em educação. E tudo isso devemos a você, caro leitor, que acessa a cada dia o nosso blog, que compartilha as informações e que acredita nesse trabalho sério que realizamos aqui na APPI-APLB/Sindicato.

E tenham a certeza que de nossa parte continuaremos fazendo do nosso blog um espaço sempre aberto, democrático e livre, levando para cada um de vocês informações atualizadas e com credibilidade, afinal esse espaço e nosso. É aqui que compartilhamos informações, trocamos experiências e contribuímos por um sindicato cada vez mais forte e com uma educação pública e de qualidade.

Chegamos ao meio milhão de acesso, mas nossa história não para por aqui. Temos novos sonhos, desafios, caminhos pela frente. Sonhos que realizaremos juntos. Meio milhão já se foi. Quem venha agora o nosso primeiro milhão de acessos.

APPI participa de conferências municipais de educação em Ubaitaba e Ipiaú

A presidente da APPI/APLB-Sindicato, Delegacia Sindical Costa do Cacau, Enilda Mendonça, participou nesta terça-feira (28) das conferências municipais de Ubaitaba e Ipiaú, que tiveram como tema central “O Plano Nacional de Educação na Articulação do Sistema Nacional de Educação: Participação Popular, Cooperação Federativa e Regime de Colaboração”.  O objetivo das conferências foi o de constituir um espaço social de discussão da educação brasileira e local, articulando os diferentes agentes institucionais, da sociedade civil e do governo local, em prol da construção de um projeto nacional de educação e de uma Política de Estado que será consolidada na conferência Nacional da educação em 2014.

Pela manhã Enilda Mendonça participou da II Conferência Municipal de Ubaitaba, onde apresentou como tema do eixo VI “Valorização dos Profissionais da Educação: formação, remuneração, carreira e condições de trabalho”. À tarde a presidente da APPI participou da II Conferência Municipal de Ipiaú, no auditório do Colégio Modelo Luiz Magalhães, onde mais uma vez debateu o tema com trabalhadores em educação, gestores, pais e alunos.

As Conferências Municipais, Intermunicipais e Estaduais são etapas preparatórias que norteiam para a II CONAE/2014, que será um espaço democrático de construção de ideias, valores e posições diversificadas sobre os aspectos culturais, políticos e econômicos para a contribuição e organização para o novo PNE (Plano Nacional de Educação). A segunda edição da CONAE será realizada de 17 a 21 de fevereiro de 2014, em Brasília, e terá como tema central, conforme prevê o Documento-Referência, O PNE na Articulação do Sistema Nacional de Educação: Participação Popular, Cooperação Federativa e Regime de Colaboração. 


terça-feira, 28 de maio de 2013

Atenção: Inscrições para a II Conferência Municipal de Educação vão até amanhã - Garanta já a sua participação

As inscrições para a II Conferência Municipal de Educação estão abertas e devem ser feitas até esta quarta-feira (29), na Seduc, situada na Avenida Soares Lopes, 840 (sala do Conselho Municipal de Educação), das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas. São disponíveis 400 vagas e qualquer cidadão pode participar do evento. A II Conferência Municipal de Educação acontecerá dias 3 e 4 de junho, no auditório da Faculdade de Ilhéus.

Sindicatos participaram de audiência para discutir o estatuto do servidor

Presidentes e representantes de sindicatos de todas as categorias dos servidores públicos do município de Ilhéus participaram na tarde desta segunda-feira (27) de uma audiência pública promovida pela Câmara de Vereadores com o objetivo de discutir a mudança de regime jurídico de CLT para estatutário e ainda a elaboração do estatuto do servidor. Durante a audiência os representantes dos sindicatos denunciaram a agilidade do governo municipal em aprovar em tempo recorde, na calada da noite, a mudança de regime dos servidores e ao mesmo tempo a demora na discussão sobre o estatuto, já que dois meses se passaram desde a aprovação da lei e até agora não foi nem mesmo criada a comissão que vai elaborar o documento.

A presidente da APPI-APLB-Sindicato, Enilda Mendonça, contestou as afirmações do procurador geral da Prefeitura de Ilhéus, Octávio Augusto Carmo, quando afirmou que a lei que propôs a mudança de regime jurídico não alterou em nada a situação do servidor. De acordo com a presidente da APPI, a mudança de regime nos moldes como foi feito pelo governo municipal teve como único interesse do governo fazer com que o município deixasse de pagar o FGTS. “Essa mudança não teve nenhum interesse em beneficiar o trabalhador”, disse a presidente. Enilda Mendonça também colocou como ponto de pauta a discussão sobre o fator previdenciário, uma das preocupações dos servidores que não sabem como ficará sua situação em caso de aposentadoria.

O presidente da Câmara Municipal de Ilhéus, Josevaldo Machado, propôs aos representantes do governo a imediata nomeação dos membros da comissão para discutir e elaborar o estatuto do servidor, garantindo a participação de todos os presidentes de sindicatos dos trabalhadores. O procurador Octávio Augusto Carmo confirmou a garantia da participação de todos os sindicatos nas discussões, mas afirmou que a comissão para elaborar o estatuto só deverá ser nomeada em cerca de 30 dias, uma medida que mais uma vez desagradou os trabalhadores. Os lideres sindicais chegaram inclusive a elaborar uma minuta do estatuto para servir como base para as discussões do documento final.


segunda-feira, 27 de maio de 2013

BALANCETE DOS MESES DE FEVEREIRO E MARÇO DE 2013

FEVEREIRO 2013
MARÇO 2013

Abertas as inscrições para a II Conferência Municipal de Educação


As inscrições para a II Conferência Municipal de Educação já estão abertas e devem ser feitas a partir desta segunda-feira (27) até quarta-feira (29), na Seduc, situada na Avenida Soares Lopes, 840 (sala do Conselho Municipal de Educação), das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas. São disponíveis 400 vagas e qualquer cidadão pode participar do evento. A II Conferência Municipal de Educação acontecerá dias 3 e 4 de junho, no auditório da Faculdade de Ilhéus.

Educação poderá ter paralisação de advertência no dia 05 de junho



 Os trabalhadores em educação da rede municipal de Ilhéus estarão realizando uma paralisação de advertência no próximo dia 05 de junho, caso o governo municipal não avance, até o dia 04, na discussão da Campanha Salarial 2013. A decisão de realizar o ato de protesto foi tomada pelos trabalhadores em educação em assembleia realizada na manhã da última sexta-feira (24), no auditório do Centro Estadual de Educação Profissional (antigo Colégio Estadual de Ilhéus), diante da demora do governo em firmar o acordo da campanha salarial com a categoria. Além da paralisação de advertência, os trabalhadores também estarão realizando uma assembleia no dia 05 de junho para avaliar o movimento e decidir sobre as medidas que serão adotadas caso o acordo não seja firmado.

A presidente da APPI/APLB-Sindicato, Enilda Mendonça, informou que em 03 de janeiro desse ano, logo após a posse do atual prefeito, o sindicato solicitou, através de ofício, uma audiência com o governo municipal para discutir a pauta da campanha salarial. Somente meses depois o governo sinalizou para iniciar as discussões, mas o acordo ainda não foi assinado. A APPI alerta ao governo que a data base da categoria dos docentes é no dia 01 de janeiro, daí a necessidade de discutir, em caráter de urgência, os itens da pauta da Campanha Salarial 2013.

De acordo com Enilda Mendonça, dos cinco municípios sob a jurisdição da Delegacia Sindical Costa do Cacau, somente Ilhéus ainda não assinou o acordo com a categoria para o pagamento do piso nacional. A demora no fechamento do acordo para o pagamento do piso nacional, segundo explica a presidente da APPI, pode trazer prejuízos para o município, já que a data base da categoria é no dia 1º de janeiro, o que significa dizer que o reajuste deve ser retroativo a esta data. Os trabalhadores em educação ainda aguardam a sinalização do governo municipal com relação ao índice de reajuste salarial dos servidores não docentes.