APLB

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

CARTA EM HOMENAGEM AOS SINDICALISTAS DA APLB ASSASSINADOS EM PORTO SEGURO















A APPI-APLB esteve presente durante o cortejo na cidade de Aurelino Leal onde Trabalhadores em Educação do estado da Bahia prestaram homenagem aos colegas sindicalistas que perderam suas vidas de forma estúpida.
Todos nós estamos consternados com esse acontecimento e continuaremos na luta pela celeridade no processo de investigação desse crime.
Não podemos permitir que essa tragédia seja mais uma na estatística de crimes não esclarecidos e esquecidos no tempo.
Lutemos companheiros ainda com muito mais força, e que prevalesça a justiça.

OBS: Siga o link abaixo para ler a carta da professora Mira Lemos em homenagem aos professores e companheiros sindicalistas.

CNTE EXIGE APURAÇÃO IMEDIATA E RIGOROSA DO CRIME CONTRA SINDICALISTAS EM PORTO SEGURO


O presidente da CNTE, Roberto Leão, enviou hoje ofício ao governador da Bahia, Jaques Wagner (PT/BA) no qual exige do governo estadual a apuração rigorosa dos fatos ocorridos no último dia 17, em Porto Seguro, que vitimaram dois professores e líderes sindicais da APLB/Sindicato. Roberto Leão solicitou também garantia de vida aos familiares das vítimas.
De acordo com relatos, os professores Elisney Pereira Santos (assassinado) e Álvaro Henrique Santos (internado em Salvador) sofreram emboscada, uma vez que os mesmos foram recebidos a tiros ao chegarem à residência da mãe de Álvaro Santos, o qual foi atraído por um telefonema que indicava problema de saúde com seus familiares.
Ao manifestar consternação diante do caso, Leão lamenta que, ainda nos dias de hoje, exista na Bahia a prática de atentados contra os trabalhadores, como forma de intimidação aos que lutam por uma vida digna e justa.
“É inaceitável que um crime como este ocorra no Estado Democrático de Direito sem que os criminosos sejam punidos. E destacou que a CNTE vai acompanhar de perto as investigações e espera que o inquérito seja concluído o mais breve possível”, acrescentou.
Os educadores de Porto Seguro iniciaram uma greve no dia 16 de setembro, e este pode ser outro indício que fortalece a tese de atentado aos sindicalistas.
Leão informou ainda que o crime será denunciado a CUT, ao Ministério da Justiça e às organizações internacionais, como a Internacional da Educação e a Organização Internacional do Trabalho, para que possam cobrar providências quanto à apuração dos fatos e punição dos culpados.
O Presidente da CNTE divulgou também moção de solidariedade aos educadores de Porto Seguro, na qual presta condolências aos familiares do professores Elisney e deseja que o professor Álvaro Santos se recupere bem dos ferimentos que sofreu.

Fonte: CNTE

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

PRESIDENTE DA APLB DE PORTO SEGURO, ÁLVARO HENRIQUE SANTOS, NÃO RESISTIU AOS FERIMENTOS E VEIO A ÓBITO



LUTO!!!!!
Depois de uma cirurgia feita na última sexta-feira (18) para retirada de uma bala da cabeça, o presidente da APLB de Porto Seguro, Álvaro Henrique Santos, 28 anos, ( foto à esquerda ) que estava internado no Hospital São Rafael, não resistiu aos ferimentos e morreu na tarde desta quarta-feira (23).
A familia de Álvaro informou que o corpo está sendo levado para Porto Seguro e será velado na escola onde o sindicalista lecionava.
Após o velório, o corpo será levado para a cidade de Aurelino Leal onde Álvaro será sepultado. A APPI- APLB e outras delegacias da APLB da Bahia estarão acompanhando o cortejo assim como se mobilizando para que as investigações ocorrram com celeridade e que os culpados sejam julgados e condenados.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

REDE ESTADUAL MOBILIZADA CONTRA A ENTURMAÇÃO.EM ILHÉUS, PRÓXIMA ASSEMBLEIA NO DIA 06 DE OUTUBRO

A assembleia geral realizada na manhã desta quarta-feira, 23 de setembro, no ginásio de esportes do Sindicato dos Bancários, decidiu que a categoria continua mobilizada contra a enturmação.
A APLB-Sindicato incentiva a realização de reuniões nas escolas para explicação aos alunos, pais de alunos e trabalhadores em educação sobre a enturmação e o que o agrupamento de turmas – como o governo decidiu – é ruim para a educação.
A categoria aguarda a votação do Tribunal de Justiça do mandado de segurança impetrado pela APLB-Sindicato contra a enturmação e no próximo dia 6 de outubro,às 9H, no Sindicato dos Bancários em Salvador, acontecerá uma nova assembleia.

Na Delegacia Regional da APLB Costa do Cacau, a APPI realizará neste mesmo dia uma assembleia às 15H, no auditório do Sindicato dos Estivadores.
A categoria dos Trabalhadores da Educação em todo o estado da Bahia está mobilizada para não permitir que a enturmação continue sendo uma prática comum em todos os anos comprometendo assim, o processo educacional.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

ESCOLAS TERÃO DE TOCAR HINO NACIONAL UMA VEZ POR SEMANA

A partir de hoje, as escolas de ensino fundamental públicas e privadas de todo o país passam a ser obrigadas a executar uma vez por semana o Hino Nacional. A lei, de autoria do deputado Lincoln Portela (PR-MG), foi sancionada ontem (21) pelo vice-presidente no exercício da Presidência, José Alencar.
A lei não prevê data e horário para a execução do hino, ficando a critério dos estabelecimentos de ensino. O projeto também não prevê punição a quem não cumprir a lei.
Tramitam em várias Assembleias Legislativas e Câmaras do país projeto de lei estabelecendo a obrigatoriedade. Com a sanção presidencial, a obrigatoriedade passa a valer automaticamente, sem necessidade de estar prevista em legislações estaduais ou municipais.
Na cidade do Rio de Janeiro, por exemplo, uma resolução obrigando à execução do Hino Nacional foi publicada pela prefeitura em junho deste ano.
Em 1936, o governo Getúlio Vargas determinou pela primeira vez a obrigatoriedade da execução do Hino Nacional nas escolas públicas e privadas de todo o país. Em 1971, durante o regime militar, passou a vigorar lei que trata dos símbolos nacionais, também obrigando à execução do hino nas escolas durante o hasteamento da bandeira, mas ela não definia a frequência com que ele deveria ser cantado pelos alunos.
Com a sanção presidencial, à lei 5700/71 é acrescido parágrafo obrigando a que ocorra uma vez por semana. Havia outros projetos tratando da obrigatoriedade de execução do Hino Nacional tramitando no Congresso.
Fonte:
Folha de S.Paulo



EDUCADORES SEM TERRA SE REÚNEM EM FEIRA

Começa nesta quinta-feira, dia 24 de Setembro, o 15° Encontro Estadual das Educadoras e Educadores do MST – BA. Promovido pelo Setor de Educação do Movimento, o evento reunirá cerca de 600 participantes de todo o estado da Bahia e acontecerá no campus da UEFS, em Feira de Santana, até domingo dia 27. O encontro pretende constituir um espaço de formação e confraternização, tratar das problemáticas especificas das escolas dos Assentamentos e Acampamentos e avançar nas possibilidades de enfrentamento e superação dos problemas da Educação do Campo.
“Pretendemos incentivar o aprimoramento da consciência crítica e pedagógica das educadoras e educadores face à realidade em que vivem e trabalham, proporcionando espaços para troca de suas experiências e fazeres pedagógicos”, explica a Profª Edineide Xavier, coordenadora do Setor Estadual de Educação do MST-BA. Com um amplo acúmulo de experiências em educação popular e uma forte influência de Paulo Freire, o MST desenvolveu uma concepção própria, denominada Pedagogia da Terra. Além dos ensinos infantil, fundamental e médio, o MST mantém na Bahia os cursos técnicos de Magistério, Agropecuária, Saúde da Comunidade e Gestão de Assentamentos; e os cursos superiores de Letras, Pedagogia, Agronomia e Direito (em negociação).
A quinta-feira trará temáticas mais gerais, com análise de conjuntura pela manhã e uma palestra à tarde sobre a Conjuntura Agrária Brasileira, com a participação do militante João Pedro Stédile. Na sexta-feira se aprofundarão os debates sobre a concepção pedagógica do MST, bem como as limitações e dificuldades do PRONERA (Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária). Em junho, cerca de 300 estudantes sem terra ocuparam o INCRA durante três dias em defesa do PRONERA, que tem sua continuidade ameaçada por profundos cortes de verbas e perseguição de setores conservadores. Professores da UFBA, UNEB, UEFS, UESC e UESB apoiaram a manifestação, com a realização de mesas redondas e aulas públicas.
Na sexta-feira haverá uma noite literária com o lançamento de quatro livros do filósofo político Leandro Konder pela Editora Expressão Popular. Criada em 1999, a Expressão Popular funciona na base do trabalho voluntário e militante. Com o slogan “Livros bons, de boa qualidade e a preços de custo”, conta com mais de 100 títulos publicados, com preços entre R$ 2,00 e R$ 30,00, que podem ser adquiridos através da página http://www.expressaopopular.com.br/.
O sábado será ocupado por 15 Grupos de Trabalho com diversos temas. A noite cultural fará uma homenagem aos 25 anos do MST. No domingo de manhã, dia 27, o encontro será encerrado com uma tradicional mística Sem Terra.


Maiores informações:
Edineide Xavier - Coord. Estadual Educação MST- BA
(73) 9965-9016
(75) 9182-5845

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA DIVULGA NO DIÁRIO OFICIAL PORTARIA DE PROCESSO DE MUDANÇA DE PADRÃO

Saiu hoje, no Diário Oficial do Estado da Bahia mais uma lista de professores e coordenadores pedagógicos que deram entrada na mudança de padrão.
Leia a portaria abaixo e acesse o link para verificar seu processo.

PORTARIA Nº 14883/2009

O SECRETÁRIO DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições e considerando o disposto no artigo 8 da Lei 10.963 de 16 de Abril de 2008 e Decreto 11.594 de 26 de Junho de 2006.
RESOLVE
divulgar o resultado em ordem de classificação do julgamento dos processos de Progressão Funcional por Avanço Vertical para o padrão E dos ocupantes do cargo de provimento efetivo de Professor da Carreira do Magistério Público Estadual do Ensino Fundamental e Médio.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

A APPI-APLB, CME, DIREC 06 E SEDUC OFICIALIZAM CULTURA AFRO-INDÍGENA NO CALENDÁRIO ESCOLAR DO MUNICÍPIO

RECONHECIMENTO DA IDENTIDADE INDÍGENA NO CALENDÁRIO

LETIVO NO MUNICÍPIO DE ILHÉUS-BA





















No próximo dia 30 de setembro, o Conselho Municipal de Educação, a APPI, DIREC- 06 e a Secretaria Municipal de Educação, estarão realizando em parceria, no Centro de Convenções de Ilhéus, um Seminário que visa legitimar no calendário letivo do município, o dia 30 de setembro, como o dia em que deverá ser comemorado com atividades culturais e pedagógicas, o reconhecimento da participação indígena na formação da cultura ilheense e nacional. O Seminário é resultado de uma proposição feita pelo professor Pascoal Santos, da APPI, através de requerimento ao Conselho Municipal de Educação, solicitando a inclusão da referida data no Calendário Letivo, em cumprimento à Lei Orgânica do Município, que estabelece a “inclusão no Currículo Escolar, de matéria que verse sobre a real dimensão da participação do índio e do negro na formação da sociedade baiana e brasileira”. E ainda, estabelece que “Fica instituído o dia 30 de setembro como Dia Municipal da Consciência Indígena, data que resgata a história do massacre indígena do Rio Cururupe”. Após estudos da Comissão Especial para análise da matéria, o CME (Conselho Municipal de Educação), aprovou a mudança no calendário letivo do município, de modo a propiciar tal inclusão, assim como a aprovação de uma Resolução específica, para o ordenamento pedagógico do dia em questão. Neste sentido, a presidente do Conselho Municipal de Educação, professora Gilvânia Nascimento, afirma que o Seminário de Reconhecimento da Identidade Indígena, tem como objetivo, dar publicidade a uma questão crucial de reconhecimento da diversidade, devidamente assegurada pela Constituição Federal de 1988, pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação e Legislação Municipal pré-existente, sobre a matéria. O evento contará com a participação de pesquisadores e representantes da questão indígena, representantes institucionais da Secretaria de Educação do Estado da Bahia, Representante da Universidade Estadual de Santa Cruz, representante da Secretaria de Educação, do Conselho Municipal de Educação e da Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus – APPI. Na oportunidade, os professores e demais convidados, terão a oportunidade de participar de um momento em que as questões da diversidade, tão necessárias ao reconhecimento de um Brasil essencialmente plural, onde cada etnia tem contribuições fundamentais para a construção das tradições e valores que constituem a cultura do povo brasileiro, serão amplamente discutidas e reconhecidas legalmente no Município. Após a publicação da Resolução, a Secretaria Municipal de Educação, deverá estabelecer os procedimentos necessários para a adequação do Projeto Pedagógico do Município, para assegurar o cumprimento dos dispositivos legais.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

LUTO!!!!!!!!



É com imensa consternação que a diretoria da APLB-Sindicato comunica a morte, por assassinato, do professor Elisney Pereira Santos. Ele e o professor Álvaro Henrique Santos, presidente da APLB-Sindicato, sofreram uma emboscada em Porto Seguro, Sul da Bahia. O professor Elisney morreu na hora em que recebeu os tiros. O professor Álvaro Henrique continua internado no Hospital São Raphael, em Salvador, para onde foi trazido, ontem à noite.
O crime ocorreu na localidade de Roça do Povo, região do bairro Baianão, no município de Porto Seguro. Segundo informações ainda não confirmadas, os dois professores foram vítimas de emboscada.
A diretoria da APLB-Sindicato, ao mesmo tempo em que se solidariza com as famílias dos dois professores, lamenta que a Bahia ainda sofra atentados contra sindicalistas que lutam por uma educação pública digna, de qualidade e gratuita.
A APLB-Sindicato exige que o Governo do Estado da Bahia, por meio da Secretaria de Segurança Pública, investigue esse crime e puna os responsáveis.
A APLB-Sindicato está de luto.

O crime

Álvaro Henrique teria recebido telefonema de que seu filho e sua mãe estariam passando mal e se dirigiu ao local, no carro do sindicato, em companhia do colega. Os dois foram recebidos a tiros por três homens. Os bandidos fugiram em um Uno preto, quatro portas. A placa não foi identificada.Álvaro Henrique tomou posse como presidente da entidade em 11 de julho deste ano. A APLB-Sindicato - Delegacia Costa do Descobrimento, com sede em Porto Seguro, atende a mais quatro cidades: Guaratinga, Itabela, Itagimirim e Santa Cruz Cabrália.

Publicação do Correio online de 17/09/2009

De acordo os vizinhos, quatro homens chegaram em um veículo ao sítio da mãe de Álvaro, na localidade conhecida como Roça do Povo. Os bandidos mantiveram reféns a mãe e o irmão do sindicalista.Em seguida, os homens exigiram que a mãe ligasse para Santos dizendo que o filho dele, criado no sítio, estava doente. Quando o professor chegou, acompanhado do amigo Eriney Pereira, foi recebido a tiros. Eriney, que estava na frente, morreu na hora. Álvaro ficou gravemente ferido e foi atendido por uma ambulância da Samu. Ele foi levado para o Hospital Luís Eduardo Magalhães, onde passa por uma cirurgia para retirada das balas. O estado de saúde dele é considerado grave. A polícia ainda não tem pistas dos assassinos.GreveNo final do mês de agosto, Álvaro esteve a frente de uma paralisação de professores da rede pública municipal de Porto Seguro.Cerca de mil professores, pais e alunos participaram do evento. De acordo com o site da APLB- Porto Seguro, 11 mil alunos estavam sem aula no município. A polícia investiga se o presidente possuía inimigos ou divergentes políticos.




Fonte: Imprensa APLB SINDICATO

ASSEMBLEIA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO

ATENÇÃO!!!!
ASSEMBLEIA GERAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO
PAUTA: ENTURMAÇÃO
LOCAL: SINDICATO DOS ESTIVADORES DE ILHÉUS
AVENIDA DOIS DE JULHO-CENTRO
DATA: 23/09/2009
HORA: 15H

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

PISO NACIONAL E REGRAS DE APOSENTADORIA FORAM TEMAS DISCUTIDOS NA ASSEMBLEIA DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE ILHÉUS

Na assembleia realizada ontem, 16 de setembro de 2009, no Teatro Municipal de Ilhéus, a APPI-APLB Sindicato discutiu dois temas de extrema importância para a carreira do Profissional de Educação: Piso Nacional e Regras de Aposentadoria do INSS e do FUNPREV ( Fundo de Previdência dos Servidores Públicos do Estado da Bahia ).
A presidente da APPI, professora Enilda Mendonça fez uma excelente exposição das regras de aposentadoria para os trabalhadores da rede municipal e para a rede estadual já que são formas de previdências diferentes. No ensejo, muitos profissionais aproveitaram para tirar dúvidas sobre o assunto e adquirir conhecimentos mais concretos acerca dos seus direitos.
Enilda Mendonça ressaltou ainda na assembleia que, estar sempre acompanhando os extratos de contribuição previdenciária e a sua atualização e ou correção diminuirá os prejuízos nos processos de aposentadoria.
Já a temática da implementação do Piso Nacional em todo território brasileiro é uma discussão que aflige a muitos profissionais do magistério público do país pois cerca de 75% das cidades brasileiras estão com salários abaixo do Piso.
Embora Ilhéus seja a primeira cidade da Bahia a ter implementado o Piso sem achatamento salarial, a categoria dos Trabalhadores em Educação sempre vem participando das ações mobilizadas pelo CNTE e consequentemente pela sua entidade representativa, no caso de Ilhéus, a APPI-APLB Sindicato que a cada Paralisação Nacional da Educação pelo Piso está sempre fomentando temáticas sobre direitos trabalhistas e processo educacional ao mesmo tempo que apoiando a luta dos companheiros ainda não contemplados.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Rede Estadual: paralisação quinta e sexta (17 e 18 de setembro)





A assembleia geral da Rede Estadual da Bahia realizada na manhã desta quarta-feira, 16 de setembro, contra a enturmação, decidiu paralisar as atividades por dois dias – nesta quinta, 17, e na sexta-feira, 18.

Definiu também as seguintes atividades:

Nesta quinta-feira, a partir de 9 horas, reuniões nas seguintes zonais:


Na sexta-feira, 18 de setembro – às 14 horas
Ato público em frente ao Tribunal de Justiça, na expectativa da votação do mandado de segurança impetrado pela APLB-Sindicato contra a enturmação.

Próxima assembleia geral: dia 23, quarta-feira, às 9 horas, no ginásio de esportes do Sindicato dos Bancários

terça-feira, 15 de setembro de 2009

DIA 16 DE SETEMBRO: PARALISAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO

PARALISAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO PELA IMPLEMENTAÇÃO DO PISO NACIONAL


16/09/2009




A APPI-APLB SINDICATO DE ILHÉUS CONVOCA ASSEMBLEIA GERAL DAS REDES ESTADUAL E MUNICIPAL DE ENSINO, DIA 16 DE SETEMBRO,ÀS 9H NO TEATRO MUNICIPAL DE ILHÉUS.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

PROFESSORES E FUNCIONÁRIOS DO CEOB EM CANAVIEIRAS PARALISAM SUAS ATIVIDADES POR FALTA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO



Os professores e funcionários do Colégio Estadual Osmário Batista em Canavieiras acionaram a APPI-APLB Sindicato por causa da situação crítica que a Instituição vem passando. Desde sua inauguração. o CEOB teve apenas uma reforma no ano de 1994 e atualmente o prédio está com a estrutura física debilitada. A sala de informática sem funcionamento; salas de aula sem carteiras para professores e alunos; a rede elétrica péssima com risco de curto circuito dentre outros problemas. Mas o pior de tudo é a falta de administração. O colégio está sem dirigente oficial para gerir os recursos que estão na conta bancária pois a diretora eleita está de licença maternidade e até hoje a Secretaria de Educação não tomou as devidas providências para nomear oficialmente a professora que responde pelo expediente em substituição a gestora licenciada. Enfim, é o caos total. Esses recursos podem até não mais chegar para a Unidade Escolar já que existe um prazo legal para que os mesmos sejam aplicados. Enquanto isso os estudantes ficam sem merenda, sem acesso a materiais pedagógicos e os professores tendo que custear produtos emergentes para o funcionamento do Colégio. Isso é um absurdo! Professores e Funcionários tendo que fazer a famosa " Caixinha " para cobrir despesas de uma Instituição Pública. Até que ponto vai chegar essa situação?
Mesmo diante dessa situação caótica os professores fizeram de tudo para evitar a paralisação de suas atividades buscando apoio da comunidade, fazendo reuniões de pais com a presença do corpo discente, acionando o Ministério Público e enviando ofícios para os órgãos competentes mas até agora nehuma medida foi tomada para regularizar esse quadro.
Por esses motivos aqui citados a Comunidade Escolar do CEOB se reuniu e pediu que a APPI-APLB Sindicato fosse ver de perto esse cenário lastimável e interceder junto ao Governo do Estado da Bahia para regularização imediata dessa situação e assim as atividades serem retomadas sem prejuízo ao ano letivo.




quarta-feira, 9 de setembro de 2009

APPI LANÇA NO BLOG TEXTOS PARA DISCUSSÕES

Com o objetivo de socializar textos e discutir sobre temas que estão ligados a Formação do cidadão através da Educação, a APPI-APLB Sindicato semanalmente estará lançando no Blog textos para análises e reflexão acerca do processo escolar. Esse é um instrumento facilitador para o entendimento e inserção no contexto educacional.
Essa iniciativa promove o acesso a informações que servirão de base para a atuação do Profissional em Educação frente a situações que permeiam o Sistema Educacional Brasileiro.
Para ter acesso aos textos é só seguir os links disponibilizados nesse espaço. Após sua leitura, é só clicar em comentários e deixar a sua opinião. Vale ressaltar que esse é um meio de socializarmos as nossas opiniões e também de promover uma interação através de idéias.


http://recantodasletras.uol.com.br/discursos/1022770

CÂMARA APROVA LIMITE DE ALUNOS EM SALA DE AULA

Uma das grandes queixas dos profissionais do Magistério é o número excessivo de alunos em salas de aula. Há anos essa luta é insistente por parte da categoria dos Trabalhadores em Educação. E, finalmente a Câmara dos Deputados Federais aprovou o projeto lei que regulamenta o número de alunos por sala de aula.
Leia a notícia abaixo retirada do Jornal o Globo no dia 3 de Setembro de 2009

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou na quarta-feira (2) proposta que limita o número de alunos por professor nas salas do ensino infantil, básico e fundamental. O projeto estabelece que turmas do ensino médio e dos quatro anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano) não ultrapassem os 35 alunos. Já turmas dos primeiros cinco anos do fundamental serão limitadas a 25 estudantes. Aprovada em caráter terminativo na comissão, a proposta vai agora para o Senado.
A CNTE apoia a proposta. De acordo com Roberto Leão, presidente da entidade, a medida é muito importante para acabar com o problema da superlotação nas salas de aula. “Espero que agora o Senado aprove rapidamente o projeto para que as escolas sigam a lei já em 2010 ”, afirma. O texto altera a Lei de Diretrizes e Bases, que não estabelece limite de alunos. Para creches e pré-escola, os novos parâmetros variam por faixa etária: cinco crianças de até 1 ano por professor; oito de 1 a 2 anos; 13 de 2 a 3 anos; e 15 de 3 a 4 anos. Para crianças de 4 a 5 anos, o limite é de 25 alunos por adulto. As mudanças valeriam para o ensino público e o privado.A proposta foi redigida na Comissão de Educação da Câmara pelo deputado Ivan Valente (PSOL-SP), com base em projetos de Jorginho Maluly (DEM-SP) e Leonardo Quintão (PMDB-MG). Eles dizem que a limitação de alunos por professor acabaria com a superlotação e garantiria mais qualidade de ensino.O MEC não comentou a proposta. Nos bastidores, especialistas da pasta dizem que ela é inconstitucional, por gerar novas despesas sem apontar fonte de custeio para a contratação de mais professores, entre outras medidas necessárias.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

PARALISAÇÃO DA REDE ESTADUAL DE ENSINO

ATENÇÃO!!!!
TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DA REDE ESTADUAL DE ENSINO PARALISADOS NOS DIAS 09 E 10 DE SETEMBRO/2009
ASSEMBLEIA GERAL
PAUTA: ENTURMAÇÃO
DIA 09 DE SETEMBRO
LOCAL: SINDICATO DOS ESTIVADORES DE ILHÉUS
AVENIDA DOIS DE JULHO-CENTRO
HORÁRIO: 14H

PARALISAÇÃO DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DA BAHIA

Em assembleia hoje, 08 de setembro de 2009, no Sindicato dos Bancários em Salvador-Bahia, a categoria dos Trabalhadores em Educação da Rede Estadual de Ensino resolveram paralisar suas atividades nos dias 09 e 10 de setembro.
Em Ilhéus, a assembleia acontecerá no dia 09 de setembro às 14H no auditório do Sindicato dos Estivadores de Ilhéus- Ba, situado à Avenida Dois de Julho- Centro.

FNDE ENCAMINHA RELATÓRIO DE AUDITORIA DO MUNICÍPIO DE ILHÉUS

De acordo com o ofício de número 287/2009 encaminhado pelo FNDE- Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação para a Presidente do Conselho de Alimentação Escolar, Professora Jaciara da Silva Santos, o Relatório de Auditoria 05/2009 realizada no dia 27 de agosto de 2009, resultado da inspeção feita entre os dias 16 e 20 de fevereiro do corrente ano.
No relatório, o FNDE encontrou várias irregularidades no PNATE, PDDE e CAE.
Agora, o município terá que devolver para os cofres públicos todo o dinheiro que não foi devidamente aplicado para a execução dos Programas Federais no que tange o sistema educacional de ilhéus.
O relatório está disponível na sede da APPI-APLB Sindicato em Ilhéus-BA para conhecimento de toda a comunidade.
Não podemos deixar R$ 296.123,65 sem ser aplicado nesses programas federais pois quem perde é toda a sociedade. Vamos juntos denunciar e cobrar do Governo Municipal a devolução imediata do recurso para que ele seja aplicado em prol de uma educação de boa qualidade.

APPI PARTICIPA DE SEMINÁRIO NA UESC SOBRE EDUCAÇÃO, MULTICULTURALISMO E DIREITOS HUMANOS

Nos dias 13, 14 e 15 de Setembro de 2009, acontece na UESC, um seminário que irá tratar sobre Desigualdade no Contexto Educacional Brasileiro.
Confira a programação através do link abaixo

http://www.uesc.br/eventos/multiculturalismo/

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

FIM DA PARALISAÇÃO DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE ILHÉUS

O acordo da Campanha Salarial 2009 finalmente foi cumprido por parte do Governo Municipal e a categoria em assembleia hoje, 03 de setembro no auditório do IME-Centro, resolveu por fim na paralisação. Foram muitas caminhadas, mobilizações, assembleias e reuniões entre a representante legal da categoria dos Trabalhadores em Educação, a APPI-APLB Sindicato e o Governo Municipal para que toda a pauta fosse devidamente cumprida.
Amanhã,04 de setembro, as escolas da Rede Municipal de Ensino de Ilhéus voltarão a funcionar normalmente e com a certeza de que a APPI, Secretaria Municipal de Educação e Conselho Municipal de Educação negociarão um calendário especial para a reposição das aulas sem comprometer o ano letivo dos estudantes.
Valeu a luta mas vamos continuar mobilizados!!!!

APPI PARTICIPA DE SEMINÁRIO SOBRE VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS

A APPI-APLB Sindicato participa nessa sexta-feira, dia 04 de setembro de um Seminário sobre Violência nas Escolas. O evento acontecerá às 14H no Salão do Júri do Fórum de Ilhéus-BA.
A temática a ser discutida contará com a participação de Diretores, Supervisores, Orientadores , Coordenadores das Escolas Municipais, Estaduais e Particulares de Ilhéus e Conselheiros da Sociedade Civil Organizada.
A Dra. Sandra Magaly, Meritíssima Juíza da Vara da Infância e da Juventude mediará as discussões e surgimento de propostas para tentar se minimizar o problema com a Violência nas Escolas.