APLB

sexta-feira, 31 de março de 2017

Imagens – CAMINHADA DA MOBILIZAÇÃO

A APPI/APLB teve participação decisiva na caminhada de mobilização desta sexta-feira (31/03), em Ilhéus, contra a Reforma da Previdência e pelo Fora Temer. Mobilizou trabalhadores em Educação e servidores públicos em um grande protesto pelas ruas do centro da cidade. “Nossa caminhada foi muito boa. Os trabalhadores estão unidos na construção da greve geral prevista para dia 28 de abril. Estamos mandando um recado a Brasília: os trabalhadores não aceitarão a Reforma da Previdência e trabalhista”, destaca o presidente da APPI, Osman Nogueira.







                                         
                                     



terça-feira, 28 de março de 2017

CONVOCAÇÃO – CAMINHADA DA MOBILIZAÇÃO NACIONAL (31/03)

A APPI/APLB convoca todos os trabalhadores em Educação para a Mobilização Nacional de sexta-feira (31/03) contra a Reforma da Previdência, preparatória para a Greve Geral em abril. Com saída às 14h, da Praça Miguel Alves, ao lado do estádio Mário Pessoa, via Cidade Nova (em frente à antiga clínica Sacro), o grupo segue em direção ao centro da cidade. “Vamos todos participar! Cada professor/a e servidor/a é indispensável na mobilização de pais e alunos”, convida o presidente da APPI, Osman Nogueira.

INFORMES SOBRE A AUDIÊNCIA DOS PRECATÓRIOS

A APPI/APLB teve participação determinante na audiência dos precatórios que aconteceu na manhã desta segunda-feira (27/03), no Centro de Convenções de Ilhéus. Com participação do TRT, o objetivo foi conciliar a proposta para o pagamento da dívida no município. Apesar de a expectativa geral ser de deságio por parte dos servidores, o sindicato conseguiu, em um esforço conjunto do setor jurídico do SINSEPI, TRT e prefeitura, construir um acordo no qual o município vai aumentar o aporte financeiro para o pagamento dos precatórios e destinar R$300 mil/mês para quem quiser, individualmente, abrir mão de parte do seu crédito (fazer deságio).

segunda-feira, 27 de março de 2017

COLETIVO DE JUVENTUDE TERÁ REUNIÃO MENSAL

A partir dos encontros realizados durante o período da Greve Geral, A APPI/APLB comunica que fará uma reunião mensal com os trabalhadores em Educação que tenham até 35 anos. A cada mês serão informados, aqui no blog, a data e horário de cada encontro do Coletivo de Juventude. A proposta é construir um espaço de debates para modernizar a prática sindical e preparar os jovens para assumir a luta pelos direitos dos trabalhadores. “Queremos estimular uma reflexão sobre a dignidade do trabalho docente. Eles são jovens e precisam dessa oportunidade para se inserir nesse contexto e fazer parte de uma categoria”, destaca a secretária intermunicipal da APPI, Enilda Mendonça. 

sexta-feira, 24 de março de 2017

AVALIAÇÃO DO MOVIMENTO - Greve Geral dos trabalhadores em Educação foi vitoriosa


Após o término da paralisação contra a Reforma da Previdência, em oito dias úteis de atividades, a APPI/APLB faz um balanço positivo de todo o movimento. “Nossa ação foi vitoriosa, pelo engajamento dos trabalhadores e a boa recepção que tivemos, nas ruas, por parte da população”, comemora o presidente da APPI, Osman Nogueira.



Durante a greve, os trabalhadores realizaram uma grande caminhada, sete momentos de panfletagens, uma participação na câmara, seis plenárias, oito reuniões com pais e alunos, dois momentos culturais, oito entrevistas de rádio para responder a dúvidas dos ouvintes sobre o movimento, participação em aula pública do Moysés Bohana e debate do Ceep Amev.  “O próximo item da nossa agenda de luta contra as reformas é a participação na grande mobilização de rua que será realizada no dia 31 de março pelas centrais sindicais”, afirma a secretária intermunicipal Enilda Mendonça.


quinta-feira, 23 de março de 2017

ATENÇÃO TRABALHADORES – Audiência de conciliação na segunda-feira (27/03) para quem tem precatórios

A APPI/APLB está mobilizando trabalhadores em Educação que têm precatórios para a reunião de conciliação que acontecerá no dia 27 de março, às 10h, no Centro de Convenções de Ilhéus. Convocada pela prefeitura, a audiência terá a participação do Tribunal Regional do Trabalho.

AGENDA DE MOBILIZAÇÃO - Sexta-feira (24/03)


14h - Avaliação do Movimento, na sede da APPI

16h - Sarau Cultural da Educação 

quarta-feira, 22 de março de 2017

“A reforma não leva em conta a natureza do trabalho docente”


Trabalhadores em Educação tiveram um momento importante de informações e reflexões sobre 'As reformas e as consequências na Educação Básica'. A palestra foi proferida pela professora Gilvânia Nascimento, na manhã desta quarta-feira (22/03), na sede do sindicato. “A reforma não leva em conta a natureza do trabalho docente, que vai além do esforço físico e exige afetividade, o que leva ao esgotamento físico e psicológico dos professores, não deixando em condições um professor atuar como docente aos 65 anos”, alertou a professora que dividiu a mesa com o presidente da APPI, Osman Nogueira.
                                  

AGENDA DE MOBILIZAÇÃO - Debates marcam a quinta-feira (23/03)

9h - Debate na sede da APPI/APLB 
19h - Debate sobre Reforma da Previdência organizado pela OAB e Faculdade de Ilhéus, na sede da faculdade.

AGENDA DE MOBILIZAÇÃO - PANFLETAGEM

Hoje (22/03), às 15h, em Ilhéus, haverá panfletagem nos bairros Nelson Costa, Urbis e Parque Infantil. A APPI/APLB convoca todos os trabalhadores em Educação para colaborar nesta importante atividade de conscientização popular.

terça-feira, 21 de março de 2017

AGENDA DE MOBILIZAÇÃO - Debate sobre Educação Básica

A APPI/APLB convida a todos os trabalhadores em Educação para participar do debate sobre 'As reformas e as consequências na Educação Básica'. O evento acontece nesta quarta-feira (22/03) às 9h, na sede do sindicato. A convidada é a professora Gilvânia Nascimento.

segunda-feira, 20 de março de 2017

REFORMA DA PREVIDÊNCIA É DEBATIDA ENTRE DEPUTADO E TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO


A manhã desta segunda-feira (20/03), na agenda de mobilização da APPI/APLB para a Greve Geral, foi marcada pela realização de um debate sobre a Reforma da Previdência entre Trabalhadores da Educação e deputados federais da região (foram convidados também os deputados de outras regiões que tiveram mais de mil votos pelo Sul da Bahia). Compareceram ao chamado os deputados Bebeto Galvão (PSB/Ba.) e a representação do mandato de Davidson Magalhães (PC do B/Ba.), através do presidente do Sindicato dos Bancários de Ilhéus, Rodrigo Cardoso. Além dos convidados, ocuparam a mesa do evento o presidente da APPI, Osman Nogueira, e a coordenadora regional da APLB, Ruth Menezes.



“Os fundamentos das reformas propostas pelo governo têm lugar no liberalismo econômico, na desregulamentação do mercado de trabalho e, nesse mesmo caminho, na Reforma da Previdência. Todas as mudanças atendem ao interesse de setores das elites e das representações patronais que querem ocupar o poder e, como consequência, os trabalhadores do Brasil serão atingidos individual e coletivamente”, alertou o deputado Bebeto Galvão.


O representante do deputado Davidson Magalhães - que não compareceu por compromissos de agenda já assumidos anteriormente - fez uma análise de como as reformas, bem como a emenda à constituição que proibiu o aumento real de investimentos públicos por vinte anos, inserem-se na política de estado mínimo, proposta pelo PMDB no projeto ‘ponte para o futuro’. “Esses eram os compromissos assumidos pelo atual presidente Temer com o grande capital financiador e avalizador do processo de interrupção do mandato de Dilma Rousseff. O deputado Davidson Magalhães é contra a Reforma da Previdência e, inclusive, editou uma cartilha sobre o assunto que foi distribuída no evento da APPI”, destacou o sindicalista Rodrigo Cardoso.


AGENDA DE MOBILIZAÇÃO - AULA PÚBLICA


sábado, 18 de março de 2017

AGENDA DE MOBILIZAÇÃO - Segunda-feira (20/03) em Ilhéus


•      9h - Reunião com Deputados Federais da região, na sede da APPI

•     15h - Panfletagem no bairro Teotônio Vilela - concentração na associação de moradores


quinta-feira, 16 de março de 2017

TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO ADEREM À GREVE GERAL


De acordo com a direção da APPI/APLB, o movimento de paralisação das escolas públicas - redes municipal e estadual - em Ilhéus em protesto contra a Reforma da Previdência proposta pelo governo federal, tem adesão significativa. Os números apresentados pelas lideranças do movimento dão conta de que 100 por cento dos professores do município aderiram à paralisação, que segue até dia 24. Na rede estadual, o índice chega a 80 por cento, segundo o sindicato.
Nesta sexta-feira (17) pela manhã, os professores farão panfletagem na região do Malhado, informando a população os motivos do movimento.  Às 14h, na sede da APPI, haverá um Coletivo de Juventude, com a participação de jovens lideranças engajadas nesta luta. E às 16h30, também na sede da entidade, haverá um Sarau Cultural.

Fonte http://jornalbahiaonline.com.br

AGENDA DE MOBILIZAÇÃO - Sexta-feira (17/03)


  • Panfletagem – 9h, no Malhado (concentração na APPI)

  • Coletivo de Juventude – 14h, na sede da APPI

  • Sarau Cultural da Educação – 16h30, na sede da APPI


MODELO DE DECLARAÇÃO DE OPÇÃO DO REGIME DE TRABALHO

ATENÇÃO TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO:

SEGUE MODELO DE DECLARAÇÃO DE OPÇÃO DE REGIME DE TRABALHO. LEMBRAMOS A TODOS QUE O PRAZO DE PROTOCOLO ENCERRA DIA 13/04. O TRABALHADOR DEVE COLOCAR JUNTO A DECLARAÇÃO CÓPIA DO RG E CONTRACHEQUE.



IMAGENS DA MOBILIZAÇÃO - Trabalhadores realizaram grande movimento em Ilhéus

Trabalhadores, estudantes e representantes sindicais participaram nesta quarta-feira (15/03) do protesto promovido pela APPI/APLB - em parceria com outras instituições - contra a Reforma da Previdência e em defesa do “Fora Temer”. Centenas de pessoas percorreram, à tarde, as principais ruas do centro de Ilhéus.


Manifestações de apoio ao movimento vindas das lojas, agências bancárias, postos de gasolina, dentre outros estabelecimentos, e de pessoas que transitivam na região comercial de Ilhéus, deram o tom de valorização ao movimento. 


O ponto final da caminhada foi a porta do Palácio Paranaguá, sede do governo municipal.Em seguida, lideranças como o presidente da APPI, Osman Nogueira, e a secretária intermunicipal da entidade, Enilda Mendonça, ocuparam o plenário da Câmara de Vereadores para falar sobre a importância do movimento. “Vivemos um momento especial. A classe trabalhadora passa por uma cruel tentativa do governo de privatizar a previdência. Passos que estão sendo dados pela privatização. Do jeito que está ninguém vai se aposentar”, criticou o presidente da APPI.


Na Câmara, Osman Nogueira lembrou que os trabalhadores em educação já paralisaram as suas atividades e vão permanecer em greve até o próximo dia 24, em protesto contra a Reforma da Previdência. Para o presidente do Sindborracha, Gerival Bispo, “o movimento ganha destaque porque o governo está aí para destruir conquistas do trabalhador e vamos continuar atentos”. O sindicalista Valdemir, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ilhéus, lembra que o trabalhador não deve nada ao governo. “Não podemos pagar o preço de um débito que não é nosso”, discursou.


quarta-feira, 15 de março de 2017

AGENDA DE MOBILIZAÇÃO - Reunião com pais de alunos do Colégio da Polícia Militar

Integrando a agenda de mobilização da APPI/APLB para a greve geral, prosseguem as reuniões com pais de alunos. Na quinta-feira (16/03), às 14h, em Ilhéus, a reunião será com pais do Colégio da Polícia Militar, na sede da escola, no Pontal. O objetivo é esclarecer sobre os objetivos da Greve Geral Nacional da Educação contra a Reforma da Previdência, iniciada hoje (15/03) e com duração até o dia 24 de março.


AGENDA DE MOBILIZAÇÃO - Na quinta haverá plenárias das redes estadual e municipal

A APPI/APLB realizará na manhã de quinta-feira (16/03), em Ilhéus, duas plenárias com trabalhadores em Educação. Às 9h, na sede do sindicato, no Malhado, acontece a plenária com os trabalhadores do estado para debater os objetivos da Greve Geral Nacional da Educação, que começou hoje (15/03) e prossegue até o dia 24 de março contra a Reforma da Previdência e pelo cumprimento da Lei do Piso Salarial Nacional. Também Às 9h, no Teatro Municipal de Ilhéus, no centro, os trabalhadores da rede municipal estarão reunidos para esclarecimento sobre as vantagens e desvantagens do regime CLT e do estatutário, com dois advogados convidados. Os servidores farão a opção por um dos dois regimes. O prazo para esta escolha termina no dia 14 de abril

terça-feira, 14 de março de 2017

GRANDE CAMINHADA CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Nesta quarta-feira (15/03), em Ilhéus, o início da Greve Geral Nacional da Educação, que prosseguirá até o dia 24 de março, será marcado pela realização de uma Grande Caminhada dos trabalhadores contra a Reforma da Previdência. Com saída às 14h, da Praça Miguel Alves, ao lado do estádio Mário Pessoa, via Cidade Nova (em frente à antiga clínica Sacro), o grupo segue em direção ao centro da cidade e finaliza o movimento na Câmara de Vereadores, onde os participantes farão uso do plenário para explicar os objetivos do movimento e conscientizar a população. Além dos trabalhadores em Educação, pais e alunos, participarão da caminhada os representantes de outras entidades como bancários, metalúrgicos, portuários, comerciários e Força Sindical e Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB).

AGENDA DE MOBILIZAÇÃO - Reuniões esclarecem pais de alunos sobre objetivos da Greve Geral

A APPI/APLB inseriu em sua agenda de mobilização da greve geral, diversas reuniões com pais de alunos de escolas em áreas como Teotônio Vilela e Maria Jape, em Ilhéus, realizadas nesta terça-feira (14/03). A proposta é esclarecer os pais sobre os objetivos da Greve Geral Nacional da Educação, que acontece de 15 a 24 de março, contra a Reforma da Previdência e pelo cumprimento da Lei do Piso Salarial Nacional.




AGENDA DE MOBILIZAÇÃO - Estudantes são conscientizados sobre Reforma da Previdência

A APPI/APLB marcou presença no Seminário de Estudantes do Centro Estadual de Educação Profissional (Ceep), em Ilhéus, realizado nos dias 13 e 14 de março, no auditório da escola. A participação do sindicato foi voltada para conscientizar os jovens sobre a Reforma da Previdência, principal item da agenda da Greve Geral Nacional da Educação, de 15 a 24 deste mês.


“Os estudantes foram muito participativos durante o debate e puderam compreender o que, de fato, vai acontecer com os trabalhadores por causa da Reforma da Previdência, o que gera uma certa indignação em todos os jovens que já estão no mercado de trabalho e ficam preocupados com o futuro”, explica o presidente da APPI, Osman Nogueira.


AGENDA DE MOBILIZAÇÃO – Assembleias em Itacaré reuniram trabalhadores em Educação

A APPI/APLB abriu a agenda de mobilização da greve geral com atividades na segunda-feira (13/03), em Itacaré, em assembleias com trabalhadores em Educação das redes estadual, no Colégio Aurelino Leal, e municipal, no Centro Educacional de Itacaré. Em pauta, a construção da agenda da Greve Geral Nacional da Educação, de 15 a 24 de março. O movimento é, principalmente, contra a Reforma da Previdência e, também, pelo cumprimento da Lei do Piso Salarial Nacional. 


TODOS CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA


AGENDA DA GREVE NACIONAL EM ILHÉUS


sexta-feira, 10 de março de 2017

APPI COBRA DO ESTADO A CONSTRUÇÃO DE ESCOLA NA ZONA SUL

Em sua terceira audiência com o Ministério Público para cobrar a construção de uma nova escola, na zona Sul de Ilhéus, que abrigará os alunos do colégio estadual Padre Luiz Palmeira - desativado este ano, no bairro Pontal - a APPI definiu, com o promotor Frank Ferrari, os próximos passos da ação: ficou acertado que as demandas da Educação da zona Sul serão sistematizadas e o MP vai solicitar uma audiência com o secretário estadual da Educação, Walter Pinheiro, para pedir a construção de uma escola naquela área. “Em nossa opinião, o estado deve isso a Ilhéus, após o fechamento de uma escola com mais de 50 anos de existência”, destaca a secretária intermunicipal da APPI, Enilda Mendonça. 

LUTA E RESISTÊNCIA


quinta-feira, 9 de março de 2017

ATENÇÃO APOSENTADOS DA REDE ESTADUAL


Em reunião realizada na tarde de terça-feira (07/03), na sede do sindicato, com a presença dos aposentados da rede estadual, foram repassados os informes do setor e definida uma periodicidade bimestral para as reuniões. Além disso, foram escolhidos dois representantes dos aposentados para participar da reunião estadual que também ocorrerá na sede da APPI (data e horário serão comunicados por telefone).



EMPODERAMENTO FEMININO É TEMA DE PALESTRA NA ESCOLA THEMÍSTOCLES ANDRADE


Na semana marcada pela passagem do Dia Internacional da Mulher, o tema Empoderamento Feminino ganha destaque. Em palestra na escola municipal Themístocles Andrade, na noite do dia 06/03, a Secretária Intermunicipal da APPI, Enilda Mendonça, falou sobre o tema ‘Os vários papeis que a mulher desempenha na sociedade contemporânea’. Dirigindo-se a uma plateia formada principalmente por estudantes ela destacou: “Nesse momento de aumento da violência e desafios sociais, como a falta de mais espaço em diversas áreas, as mulheres devem estar nas trincheiras da luta pelos seus direitos para garantir o que já foi conquistado de fato e alcançar novas metas”. 

Na terça-feira (07/03), a escola convidou o advogado Guilhardes Júnior da Uesc para falar aos estudantes homens sobre as mulheres, com o mesmo tema, e na quarta-feira (08) os professores e alunos fizeram um debate em sala de aula sobre o que ouviram nas duas palestras. 

LUTA E RESISTÊNCIA


quarta-feira, 8 de março de 2017

APPI INCENTIVA FORMAÇÃO DE NOVAS LIDERANÇAS SINDICAIS

A APPI/APLB convida os trabalhadores em Educação que tenham até 35 anos de idade para uma reunião na quinta-feira (09/03), às 17h, no auditório da sede do sindicato, na praça do Tamarineiro, no Malhado. A proposta é construir um Coletivo de Juventude da Educação que servirá como espaço de debates para modernizar a prática sindical e preparar os jovens para assumir a luta pelos direitos dos trabalhadores.

TRABALHADORES DA REDE MUNICIPAL TAMBÉM DEBATEM GREVE GERAL

A APPI/APLB convoca todos os trabalhadores em Educação da rede municipal para uma Assembleia Regional, na quinta-feira (09/03), às 15h, no auditório da sede do sindicato, na praça do Tamarineiro, no Malhado. Em pauta, a organização da Greve Geral Nacional da Educação que será iniciada no dia 15 de março. O movimento é contra a Reforma da Previdência e pelo cumprimento da Lei do Piso Salarial Nacional. 


DATA QUE REPRESENTA LUTA E RESISTÊNCIA.


terça-feira, 7 de março de 2017

ASSEMBLEIA DEBATE GREVE GERAL E REFORMA DA PREVIDÊNCIA

A APPI/APLB reuniu trabalhadores em Educação da rede estadual para uma Assembleia Regional, na manhã de terça-feira (07/03), no auditório da sede do sindicato. Com a presença da coordenadora regional da APLB, Ruth Menezes, o encontro debateu a organização da Greve Geral Nacional da Educação - que terá início no dia 15 de março - e apresentou os informes da campanha salarial da rede. Os trabalhadores aprovaram o calendário de mobilização e atividades para o período da greve.



Contra a Reforma da Previdência e pelo cumprimento da Lei do Piso Salarial Nacional, a assembleia teve a presença de trabalhadores dos 28 municípios da regional. “Nunca foi tão importante cada pessoa ter consciência de seu papel social. Estamos indo às escolas conversar com professores sobre as reformas trabalhista e previdenciária e vamos centrar a greve na discussão de como o trabalhador será o mais prejudicado, revelando que o que está por trás das mudanças, na verdade, é um amplo movimento de privatização da Previdência, Saúde e demais setores”, esclareceu Enilda Mendonça, Secretária Intermunicipal da APPI.   


Entre os participantes do evento que compuseram a mesa, a educadora Jorquelia Botelho, de Ubaitaba, destacou que as mulheres são a categoria que será mais prejudicada pela Reforma da Previdência. “Esse momento é fundamental para unificar ideias, partir para o enfrentamento e evitar perdas significativas”, alertou.


segunda-feira, 6 de março de 2017

SINDICATO COBRA PRESENÇA DE SECRETÁRIOS PARA AVANÇAR NA NEGOCIAÇÃO SALARIAL

Solicitada pela APPI/APLB, a audiência com o governo de Ilhéus para a rodada de negociações da campanha salarial dos trabalhadores em Educação da rede municipal não avançou na discussão da pauta por causa da ausência da maioria dos representantes da prefeitura. O encontro, na sexta-feira (03), teve apenas a presença do secretário de Fazenda, Elifaz Anunciação, apesar da necessidade de participação dos demais integrantes do governo chamados a debater: os secretários de Planejamento (José Nazal), Administração (Bento Lima Neto), Educação (Eliane Oliveira) e o Procurador Geral do município (Fabiano Resende).


O primeiro debate tratou de itens iniciais da pauta financeira e previdenciária, mas ainda sem aprofundamentos que necessitam da presença dos demais convidados. “Esta foi a segunda reunião agendada em que representantes do próprio governo não compareceram. Situação que nos passa a ideia de descaso para com os trabalhadores da educação”, afirma o presidente da APPI, professor Osman Nogueira. Um novo encontro foi marcado para a próxima sexta-feira (10), às 15h, na sede administrativa da prefeitura, no bairro da Conquista. “O que a cidade precisa é que, de fato, o governo leve a sério a nossa campanha salarial”, conclui a professora Enilda Mendonça, secretária intermunicipal da APPI.