APLB

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

APPI participa de atos em apoio aos movimentos de ocupação das universidades contra a PEC 241


Em cumprimento à decisão da assembleia realizada no último dia 25 de novembro, a APPI/APLB-Sindicato participou na semana passada de uma série de atos em apoio aos movimentos de ocupação da Universidade Estadual de Santa Crus (Uesc), do IFBA e da Universidade Federal do Sul da Bahia contra a PEC 241.



Preocupada com os prejuízos que a PEC 241 traz não somente para a educação brasileira, como também para vários outros setores, a APPI/APLB vem realizando debates, seminários, rodas de conversas e encontros para alertar os trabalhadores.



A APPI também está realizando uma campanha para arrecadar alimentos e materiais de higiene para encaminhar aos estudantes que estão participando dos movimentos de ocupação das universidades contra a PEC. Os interessados em ajudar, compreendendo a importância da luta desses estudantes, devem encaminhar as doações para a sede da APPI/APLB.



Todos juntos contra a PEC 241.








terça-feira, 25 de outubro de 2016


APPI realizou assembleia temática para discutir os prejuízos da PEC 241


A APPI/APLB-Sindicato realizou na manhã desta terça-feira, no auditório da sua sede, uma assembleia temática com os trabalhadores em educação das redes municipal e estadual para discutir a conjuntura municipal e nacional, em especial os prejuízos para o Brasil caso seja aprovada no Congresso Nacional a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016 que congela os gastos públicos por 20 anos e afeta principalmente os setores da educação e da saúde. O encontro teve como palestrantes o presidente do Sindicato dos Bancários na Bahia, Augusto Vasconcelos, e a presidente da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME), Gilvânia Nascimento.



O presidente da APPI/APLB-Sindicato, Osman Nogueira Junior, falou da importância da categoria estar atenta e unida para acompanhar a tramitação desse projeto e mobilizada para evitar que essas propostas sejam aprovadas pelo Congresso Nacional, tendo em vista os prejuízos que trazem para os trabalhadores. De acordo com os palestrantes, a PEC 241/2016 prevê o congelamento de gastos públicos em setores básicos como a educação, durante vinte anos, aliada à vedação de concursos públicos. Considerada como a “PEC do desmonte”, a proposta tem mobilizado estudantes, servidores públicos e movimentos sociais em todo o país, especialmente das instituições públicas de ensino, com o objetivo de barrar um processo que busca precarizar a educação.



Os palestrantes chamaram a atenção para a importância de todos os segmentos da sociedade nesse processo de mobilização contra a PEC, não somente nas redes sociais, mas realizando e participando das atividades. Já os trabalhadores em educação que participaram da palestra fizeram questão de colocar que é preciso também incentivar os movimentos que estão nessa luta. Segundo eles, enquanto setores importantes da educação e da saúde, por exemplo, não se dão conta dos prejuízos dessa PEC para o Brasil, os estudantes estão dando uma verdadeira aula de cidadania ocupando as instituições de ensino para barrar a proposta.



APOIO - Na assembleia temática os trabalhadores em educação decidiram apoiar os estudantes das instituições de ensino que estão ocupando as unidades contra a aprovação da PEC. Já nessa quarta-feira, os trabalhadores em educação das redes municipal e estadual de Ilhéus estarão participando de um ato em apoio aos estudantes, às 16 horas, no Instituto Federal da Bahia, na rodovia Ilhéus-Itabuna. Já na sexta-feira, dia 28, às 8 horas da manhã, será a vez do apoio aos estudantes da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). . A proposta é realizar nesses locais um ato público e também levar alimentos para os estudantes que permanecem ocupando as unidades de ensino.







segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Caminhada pela paz em Ilhéus reuniu milhares de pais, alunos e professores

Cerca de sete mil pessoas, segundo estimativa dos organizadores, entre pais, alunos, professores, policiais militares e a comunidade, participaram na manhã de sábado (22) da Caminhada pela Paz, um evento que encerrou a III Semana de Segurança de Ilhéus. A caminhada fez parte da campanha “Ilhéus Sem Violência é bem Melhor”, promovida pela APPI/APLB-Sindicato, Polícia Militar e Secretaria Municipal de Educação, em parceria com o Grupamento de Bombeiros Militar.

Divididas em alas e com cartazes, faixas e adereços em defesa da paz, as escolas fizeram questão de levar para as ruas as mensagens trabalhadas dentro das salas de aulas com os estudantes, destacando a importância do envolvimento de todos nessa luta contra a violência e contra o uso de drogas. Participaram da caminhada mais de 40 escolas das redes pública e particular. A concentração foi na avenida Soares Lopes, em frente à sede da 68ª CIPM, seguindo pelas ruas do centro da cidade e com o encerramento na praça da Catedral de São Sebastião, com a premiação dos vencedores do concurso de Redação e Desenho.

Ainda como parte da campanha “Ilhéus Sem Violência é bem Melhor”, durante a semana foram realizados o passeio ciclístico, palestras e debates nas escolas sobre como combater a violência e o uso das drogas, além de um seminário sobre a violência. Também foi realizado um concurso de desenho com os alunos da educação infantil e ensino fundamental I e um concurso de redação com os alunos do ensino fundamental II e ensino médio, todos com temas ligados à paz e a segurança e contra o uso de drogas. A ideia foi envolver as escolas e orientar os estudantes para que possam dizer sim à vida e não às drogas e a violência.

Os três melhores trabalhados de cada categoria foram premiados logo após a caminhada pela paz, numa grande festa de confraternização entre as escolas que participaram da campanha. Confira a relação dos vencedores:

.
EDUCAÇÃO INFANTIL
1º Lugar - Pedro Maron de Andrade -Instituto N. Sra. da Piedade   
2º Lugar - Marcelo da Gloria de Souza Junior – Escola Municipal Pinóquio
3º Lugar - Katharina da Silva Soares – Escola Municipal Perpétua Marques  

Ensino Fundamental I

1º Lugar - William Jefferson Ribeiro Conceição - Escola Municipal Pinóquio
2º Lugar - Sara Oliveira Farnese – Escola Municipal Antônio Sérgio Carneiro
3º Lugar - Daniela Macedo Gonçalves – Escola Nucleada do Japu

Ensino Fundamental II

1º Lugar - Deiciane dos Santos Silva - Escola Municipal Princesa Isabel
2º Lugar - Laísa Carvalho dos Santos - Escola Nucleada Aritaguá I
3º Lugar - Juliana Santana Souza Mendes - Escola Nucleada Banco do Pedro

Ensino Médio

1º Lugar - Samantha Alves Almeida - CPM – Rômulo Galvão
2º Lugar - Paulo Antonio Santos do Socorro – CEEPAMEV
3º Lugar - Julia Silva Vieira – Colégio Estadual Antônio Sá Pereira