APLB

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Material escolar terá selo de qualidade do Inmetro em 2011


Os materiais escolares vão ganhar selo de qualidade do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). A regulamentação vai ocorrer até o final de setembro, mas a medida só entra em vigor em 2011.
De acordo com o gerente de Conformidade do instituto, Gustavo Kuster, a medida será tomada devido ao grande número de ligações, no último ano, de pais preocupados com a segurança do material escolar dos filhos, como borrachas com aromas tóxicos que podem causar danos à saúde das crianças, lâmina de apontadores cortantes e arestas afiadas das réguas escolares.
Segundo Gustavo Kuster, a expectativa é que os produtos com selo do Inmetro comecem a ser vendidos em outubro de 2011 – já contando com o prazo de doze meses para que a indústria se adapte. A partir das datas estabelecidas no regulamento, o produto que não tiver o selo do instituto, vai ser retirado do mercado.
O Inmetro fez uma análise de risco entre os muitos artigos escolares a fim de verificar aqueles que realmente oferecem risco às crianças. De acordo com Gustavo Kuster, os 12 grupos de produtos escolares vão passar por, pelo menos, duas equipes de ensaio: os ensaios químicos, que visam a verificar a toxidade do artigo e o ensaio físico e mecânico, que tem como objetivo verificar os aspectos construtivos do produto, se eles apresentam algum tipo de risco às crianças.
“Principalmente no início da fiscalização, os produtos não conformes serão apreendidos e o fabricante e o lojista notificados. No caso da reincidência, aí sim, começa a aplicação da multa e esse valor é gradativo, a partir do momento em que as reincidências vão acontecendo”, ressaltou.
Ainda segundo ele, todo produto comercializado no país, nacional ou importado, vai ter que atender a essa regra
.

PARA ALGUNS ESPECIALISTAS DA EDUCAÇÃO, IDEB CRIA CULTURA DA AVALIAÇÃO

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) está criando uma cultura de avaliação no País. A opinião da pedagoga Mônica Samia é compartilhada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), que já realizou duas pesquisas sobre os impactos causados pela divulgação das notas que medem o ensino nos municípios brasileiros, desde 2007.
Leia a matéria na íntegra através do link abaixo.
http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/ideb+cria+cultura+de+avaliacao+opinam+especialistas/n1237760727232.html

SERVIDORES DO ESTADO DA BAHIA JÁ PODEM IMPRIMIR CONTRACHEQUE PELO BANCO DO BRASIL SEM ÔNUS


A partir de agora, o contracheque também poderá ser acessado nos caixas eletrônicos e no site do Banco do Brasil. A medida visa facilitar ainda mais a vida dos servidores estaduais, aposentados e pensionistas, ampliando as vias de acesso a este importante documento. O sistema foi implantado via parceria com a Saeb – Secretaria da Administração.
Veja como é fácil usar o sistema:
No caixa eletrônico: depois de entrar com o seu cartão do banco, na tela inicial clique em “Consultas”. Em seguida, em “Contracheque”. Na tela seguinte, em “Identificador/matrícula” você deve digitar o seu CPF, e aí é só escolher o mês e o ano do contracheque desejado.
O contracheque impresso no caixa eletrônico do banco do Brasil não terá ônus desde que seja um a cada mês. Caso seja retirado uma segunda via, será cobrado uma taxa.

MOBILIZAÇÃO PELO PISO NACIONAL

FAÇA VALER O SEU DIREITO. O PISO NACIONAL JÁ É LEI...
MOBILIZE-SE JUNTO AO SEU SINDICATO!!!