APLB

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Trabalhadores em educação do Couto participam de atividades do Vida Viva

Diretores, professores, servidores da secretaria e auxiliares de alimentação e portaria da Escola Municipal do Distrito do Couto, zona rural de Ilhéus, participaram na manhã da última sexta-feira de atividades da Rede Vida Viva, onde foram discutidas questões sobre a saúde do trabalhador, além de elaborar um plano de ações para combater os casos de adoecimento nos locais de trabalho. O plano da Rede Vida Viva foi aplicado por diretores da APPI/APLB-Sindicato, realizado através de dinâmicas em grupos, depoimentos e contribuições de cada participante.

Durante o encontro foram abordadas as causas de adoecimento em diversos setores da Escola Municipal do Couto e compartilhadas experiências e vivências em cada servidor. Através de dinâmicas, trabalhos em grupo, discussões e debates foram realizadas reflexões sobre o triângulo vida, saúde e trabalho, suas interrelações e sobre como combater esses casos de adoecimento. A partir dessas reflexões os trabalhadores passaram a ter uma nova visão do ambiente de trabalho e um novo olhar sobre as causas do adoecimento.

O presidente da APPI/APLB-Sindicato, Osman Nogueira Junior, destaca a importância de se levar essas atividades para outras unidades escolares não somente para se debater as condições de trabalho, mas também as consequências do adoecimento nos locais de serviço. Ainda durante o encontro foi elaborado um plano de ação para se buscar soluções para minimizar os principais problemas apontados pelos trabalhadores em educação da Escola do Couto. Um novo encontro já está agendado para o mês de novembro para avaliar os resultados e as melhorias realizadas após as discussões.

O Projeto Vida Viva, uma rede de sindicato e pessoas que se organizam para refletir, debater e construir propostas formativas que contribuam com a luta dos trabalhadores por uma organização efetiva no local de trabalho. Trata-se de uma rede que decidiu encarar o desafio de promover ações concretas nos locais de trabalho que modifiquem as condições de trabalho e a vida dos trabalhadores.