APLB

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Infiltrações e alagamentos da recém reformada Escola Municipal Perpétua Marques

Alunos, professores e trabalhadores em educação da Escola Municipal Perpétua Marques retornaram do recesso escolar nesta segunda-feira e foram recebidos com uma surpresa. A escola, reformada recentemente, estava com salas alagadas, com infiltrações no teto e baldes espalhados por todos os lados para aparar a água das pingueiras.

As paredes ficaram úmidas e no chão era possível observar poças de água. Os professores tiveram que colocar os alunos num dos cantos da sala onde não estava pingando. Mesmo assim, as educadoras informaram que as infiltrações acabaram prejudicando o desenvolvimento das atividades com os alunos.

O presidente da APPI/APLB-Sindicato, Osman Nogueira Junior, esteve no local e constatou que em uma das salas não havia condições de trabalho. O que chamou a atenção é que a escola consta como totalmente reformada. Na placa colocada em frente ao colégio diz que na Escola Municipal Perpétua Marques foram realizados os serviços de engenharia e reparos para a conservação e manutenção da unidade de ensino.