APLB

sábado, 26 de janeiro de 2013

Prefeito garante pagamento dos salários de janeiro da educação e 1/3 de férias

Em reunião com a diretoria da APPI/APLB-Sindicato, Delegacia Sindical Costa do Cacau, realizada na manhã desta sexta-feira (25), o prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, garantiu que a prefeitura estará efetuando, até a próxima terça-feira (29), o pagamento dos salários do mês de janeiro dos trabalhadores em educação da rede municipal, bem como o 1/3 de férias dos professores. A categoria conseguiu ainda do prefeito a garantia do pagamento do mês de dezembro para os trabalhadores em educação que recebem até R$ 916,00 líquido, com os recursos que foram bloqueados pela justiça. Também foi criada uma comissão que estará analisando dentre outras questões, o pagamento do 13º salário dos contratatos, a conclusão do pagamento da folha do mês de dezembro, a possibilidade da revogação do decreto 006/2013 que demitiu trabalhadores concursados e ainda a pauta da Campanha Salarial 2013.

Logo após a reunião com o executivo municipal, os trabalhadores em educação realizaram uma assembleia na Câmara de Vereadores para avaliar as propostas apresentadas pelo governo e decidiu fazer uma nova reunião na próxima quarta-feira (30), às 9 horas da manhã, no auditório do IME-Centro, para avaliar se as promessas feitas pelo prefeito foram cumpridas de fato. Na quarta-feira os trabalhadores em educação já saberão se realmente foi efetuado o pagamento dos salários do mês de janeiro e o 1/3 de férias dos professores, como foi garantido.

A categoria também decidiu realizar uma vigília em frente ao fórum Epaminondas Berbert de Castro na próxima segunda-feira (28), como forma de sensibilizar o juiz de direito substituto da 2ª Vara de Feitos de Relação de Consumo Civil e Comercial da Comarca de Ilhéus, Eduardo Gil Guerreiro, para que determine o desbloqueio dos recursos para o pagamento do salário do mês de dezembro dos trabalhadores em educação que recebem até R$ 916,00. Os arquivos contendo a folha de pagamento, uma das exigências para a liberação dos recursos, já foi encaminhada pela prefeitura de Ilhéus para o Banco do Brasil, restando apenas a decisão da justiça para a liberação dos recursos.