APLB

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Coletiva de imprensa mostrou importância da união para combater violência



Uma manhã de confraternização, entre diversos segmentos da sociedade, e de exposição de ações para o combate à violência. Assim foi a entrevista coletiva promovida pela Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI/APLB) e entidades parceiras nesta terça-feira (12),na sede do sindicato, no Bairro Malhado.

No encontro foi apresentada a quarta edição do projeto “Ilhéus sem violência é bem melhor” que, este ano, traz o tema “Paz no trânsito: educando para uma cidade mais segura”. O objetivo é promover ações efetivas de educação e conscientização para a valorização da vida e combate à violência no trânsito. O projeto acontece nos meses de setembro e outubro, com encerramento previsto na Semana da Segurança entre os dias 4 e 21 de outubro.


Logo na abertura do evento o presidente da APPI, Osman Nogueira, e a secretária intermunicipal, Enilda Mendonça, agradeceram a presença dos jornalistas e, antes de iniciar a sessão de perguntas, abriram espaço para que parceiros pudessem justificar a importância do projeto e convidar a todos para somar esforços.


“No ano passado tivemos a adesão de sete instituições militares e civis. Este ano já são 18 entidades. Ninguém é uma ilha, ou a gente debate e combate, juntos, o problema, ou tudo tende a piorar”, afirma a secretária intermunicipal da APPI, Enilda Mendonça.


Parceiros
Além da APPI, o projeto tem a participação das unidades operacionais da 68ª, 69ª e 70ª Companhias Independentes de Polícia Militar (CIPM), 2ª Batalhão de Ensino, Instrução e Capacitação (BEIC), 5º Grupamento de Bombeiros Militares (GBM), Superintendência de Transporte e Trânsito (Sutran), Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Esquadrão de Polícia Montada, Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE/Cacaueira), 2º Companhia Independente de Polícia Rodoviária (CIPRV), Marinha, Polícia Civil, Defensoria Pública Estadual, Guarda Civil Municipal, Colégio da Polícia Militar e Secretaria de Educação de Ilhéus (SEDUC).


Atividades
- Concurso de redação e boas práticas e desenho
- Mutirões de assessoria jurídica nas escolas, pela Defensoria Pública Estadual
- Audiência pública com motoboys e ciclistas
- Pequenos seminários em escolas do Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA) sobre temas transversais
- Palestras em escolas de educação Infantil e Fundamental I, abordando o tema através de teatro e música (Guarda Civil Municipal)
- Exposição e minicidade - 2º Companhia Independente de Polícia Rodoviária (CIPRV)
- Exposição da unidade do esquadrão de Polícia Montada

Resultados esperados
Como ações concretas derivadas do projeto, seus idealizadores e executores esperam construir um diálogo interativo com o Governo Municipal para aprovação de projetos de lei que auxiliem na diminuição da violência no trânsito, como a regulamentação dos serviços de motoboys e mototaxistas e a adoção, por empresas, de faixas e travessias elevadas para pedestres, além da implantação de ciclovias e ciclofaixas.


Polícia Militar leva noções de Trânsito e Cidadania a alunos da escola Gisélia Soares



Um dia inteiro dedicado à informação e formação de crianças e jovens, de 4 a 14 anos, para importantes noções de Trânsito e Cidadania, além do combate à violência e às drogas. Foi assim a passagem da equipe de prevenção da 69ª. Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), ontem (11), na Escola Municipal Gisélia Soares, na Barreira. Com didática e alegria, a Subtenente Jaiane e a Cabo Carla interagiram com os jovens em palestras com cerca de 200 alunos da Educação Infantil e séries iniciais.



Atividades como a realizada na escola municipal integram o calendário do projeto “Ilhéus sem violência é bem melhor”, que acontece nos meses de setembro e outubro, com encerramento previsto na Semana da Segurança entre os dias 4 e 21 de outubro.



Diretores de escolas conhecem projeto “Ilhéus sem violência é bem melhor”



Gestores de escolas municipais, estaduais e da rede privada participaram, na sede da APPI/APLB, na tarde de segunda-feira (11), de uma reunião com diretores do sindicato e representantes de entidades parceiras do projeto “Ilhéus sem violência é bem melhor”. Durante a apresentação do escopo do projeto, os diretores foram informados sobre o tema escolhido para este ano - “Paz no trânsito: educando para uma cidade mais segura” - além das ações efetivas de educação e conscientização que serão executadas para aprovação de projetos de lei que auxiliem na diminuição da violência no trânsito, como a regulamentação dos serviços de motoboys e mototaxistas e a adoção, por empresas, de faixas e travessias elevadas para pedestres.


Além da APPI, o projeto tem a participação das unidades operacionais da 68ª, 69ª e 70ª Companhias Independentes de Polícia Militar (CIPM), 2ª Batalhão de Ensino, Instrução e Capacitação (BEIC), 5º Grupamento de Bombeiros Militares (GBM), Superintendência de Transporte e Trânsito (Sutran), Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Esquadrão de Polícia Montada, Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE/Cacaueira, 2º Companhia Independente de Polícia Rodoviária (CIPRV), Marinha, Polícia Civil, Defensoria Pública Estadual, Guarda Civil Municipal, Colégio da Polícia Militar e Secretaria de Educação de Ilhéus (SEDUC).