APLB

terça-feira, 18 de março de 2014

APPI realizará assembleia temática durante Greve Nacional da Educação

Trabalhadores em educação de todo o Brasil estão realizando nos dias 17, 18 e 19 de março uma greve nacional para exigir o cumprimento da lei do piso, carreira e jornada, investimento dos royalties de petróleo na valorização da categoria, votação imediata do Plano Nacional de Educação e a destinação de 10% do PIB para a educação pública.

Como parte das atividades de luta, em Ilhéus a APPI/APLB-Sindicato, Delegacia Sindical Costa do Cacau, estará realizando nesta quarta-feira, dia 19, às 09 horas da manhã, na Câmara de Vereadores, uma assembléia temática que tem como pauta o Plano Nacional de Educação e a Campanha Salarial 2014 dos trabalhadores em educação da rede estadual.

De acordo com a programação, logo após a abertura acontecerá a palestra sobre o Plano Nacional de Educação, tendo como palestrante a professora-mestra Gilvânia Nascimento, presidente da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME). Às 10h20min será a vez da discussão sobre a Campanha Salarial 2014. O encerramento está previsto para as 11 horas.

A presidente da APPI, Enilda Mendonça, informou que a mobilização foi anunciada pela CNTE após, ao arrepio da Lei, o Ministério da Educação orientar a atualização do piso em 8,32%, com a publicação, no dia 18/12 do ano passado, por meio da Portaria Interministerial nº 16 da nova estimativa de custo aluno do Fundeb para 2013, a qual serve de referência para a correção do piso salarial do magistério em 2014. 

Por conta disso, a CNTE antecipou sua decisão de organizar grande mobilização nacional da categoria no início do ano letivo, orientando suas entidades filiadas a ingressarem na justiça local contra os governadores e prefeitos que mantêm a aplicação dos percentuais defasados para o piso do magistério, como forma de contrapor os desmandos dos gestores públicos que têm feito caixa com os recursos destinados à valorização dos profissionais das escolas públicas.