APLB

segunda-feira, 14 de março de 2016

Reunião da APLB-Sindicato com o secretário estadual da Educação

Em reunião com o secretário estadual da Educação, Osvaldo Barreto, dirigentes da APLB-Sindicato discutiram na sexta-feira, 19 de fevereiro, os seguintes assuntos: situação dos professores excedentes; o fechamento de turnos nas escolas; as nomeações das listas enviadas pelo colegiado; e a municipalização de escolas.

Em relação aos excedentes, reafirmamos que a SEC está dando um tratamento inadequado aos professores. A APLB ratifica que os professores merecem respeito e que a culpa de não haver alunos é do governo. Os dirigentes asseguraram ao secretário que se não for melhorado o acolhimento aos professores na SEC, vamos fazer uma manifestação e colocar faixas denunciando os atos de truculência da SEC. Diante dessa situação solicitamos que os professores assumissem todas as vagas do REDA, pois a prioridade total é do professor efetivo. 

Ratificamos que todo professor em situação de excedência, e que deu entrada no processo de aposentadoria, há pelo menos quatro meses, deverá enviar o número do processo para a APLB-Sindicato, pois a direção do sindicato vai entrar em contato com a SEC a fim de agilizar a sua aposentadoria.

 

Sobre o fechamento de turnos nas escolas, reafirmamos diversas denúncias de tentativas de abertura de salas nas escolas e a ação contrária da SEC; salas de aulas em alguns turnos acima do limite, e a ação da SEC tentando travar o processo, segundo informações de alguns diretores.

LICENÇA PRÊMIO

Ficou acordado com a direção da APLB-Sindicato que também será atendido um antigo pleito da APLB: A próxima listagem da licença pecúnia será feita por ordem de tempo de serviço.  

Ficou acertado que qualquer escola ou colégio da rede estadual que queira reabrir turmas, deverá informar à APLB, que enviará a solicitação à SEC, e imediatamente uma equipe da Secretaria de Educação irá à unidade escolar. Em relação às nomeações de diretores, a SEC afirma que o prazo para nomear e anunciar a lista enviada pelo colegiado é até 25 de março, e que irá agilizar isto o mais rápido possível. Reafirmamos que essa falta de ação da SEC está prejudicando o ano letivo em algumas unidades escolares em Itabuna, Teixeira de Freitas, entre outras. Estamos fiscalizando e não deixaremos que a indicação política prevaleça.

Quanto ao processo de municipalização estaria dentre as expectativas do convênio.

Nenhum comentário: