APLB

sábado, 18 de agosto de 2007

Dirigente da Philips alia preconceito e ignorância

Nota oficial da CUT

Ideólogo do Cansei, dirigente da Philips alia preconceito e ignorância
Por: CUT

Ideólogo do Cansei, dirigente da Philips alia preconceito abissal e ignorância muar

A Direção Nacional da CUT, reunida nos dias 16 e 17 de agosto de 2007, em Brasília, aprova a seguinte resolução, a partir das declarações publicadas no Jornal Valor Econômico por Paulo Zottolo, dirigente da multinacional Philips e um dos ideólogos do movimento golpista Cansei, que disse "não se pode achar que o país é um Piauí, no sentido de tanto faz quanto tanto fez. Se o Piauí deixar de existir ninguém vai ficar chateado".

Com essa declaração, Zottolo escancara toda a sua aversão ao povo e ao país. Mais do que uma agressão à cultura e à história, a afirmação alia o preconceito abissal a uma ignorância muar.

Após a publicação de anúncios pagos pela Philips em exaltação ao Cansei, a CUT entrou nesta quarta-feira, em Brasília, com representação na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), que veda às multinacionais de interferirem em assuntos internos dos países.

Ao extravasar tanto preconceito e ressentimentos, o líder dos cansados acaba finalmente prestando um serviço ao país, pois dá a real dimensão intelectual e política dos novos paladinos da mídia.

Nenhum comentário: