APLB

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

CATEGORIA DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO CONTINUA SEM DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO

Em assembleia realizada hoje pela manhã, 28/12/2009 no auditório do IME-Centro, a categoria dos Trabalhadores em Educação resolveu não entregar o resultado da 4° unidade dos estudantes da rede pública de ensino do município de Ilhéus. O motivo é a falta do pagamento do décimo terceiro salário dos profissionais da educação.
Após a assembleia, os docentes e funcionários de escolas fizeram uma caminhada pelas ruas do centro de Ilhéus rumo a praça da Prefeitura. O objetivo dessa manifestação era fazer com que o Prefeito Newton Lima recebesse a diretoria da APPI para resolver a situação caótica em que se encontram os trabalhadores.
Desde maio de 2009, a prefeitura vem atrasando os salários e vales transportes de seus funcionários alegando queda do recurso do FUNDEB. Mas isso não é verdade! Acompanhamos semanalmente esses repasses e sabemos que os recursos oriundos do Fundo de desenvolvimento da educação básica ( FUNDEB ) cobre perfeitamente a folha de pagamento do funcionalismo da Educação.
Hoje, a categoria está sem décimo terceiro e desacreditada de receber pontualmente o salário de dezembro e férias já que, o gozo de férias dos professores é coletiva e acontece em janeiro de cada ano.
Segundo o secretário de Finanças da PMI, Sr Gilvan Tavares, o décimo terceiro salário será pago até o dia 31 deste mês. Esperamos de fato que o governo cumpra com o acordo porque a categoria já está cansada de promessas. A categoria já não aguenta mais passar o seu cartão magnético no banco e encontrar sua conta vazia.
Precisamos nos mobilizar mais e mais, por isso convidamos pais e mães dos estudantes para participarem no dia 04/01/2010, às 9H, da primeira assembleia do ano de 2010 que acontecerá no auditório do IME-Centro.
Essa assembleia com certeza será de extrema importância porque além da categoria dos trabalhadores da educação , dos pais e mães dos alunos contaremos também com representantes de movimentos sociais de Ilhéus. Juntos decidiremos o rumo do movimento e tomaremos novas deliberações para que o ano de 2010 seja diferente e a educação do nosso município seja orgulho para toda a sociedade.
Educação é um direito de todos, salário é um direito do trabalhador.
Avante companheiros, a luta continua!