APLB

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Servidores de Ilhéus farão assembleia segunda-feira para decidir sobre greve

Depois da paralisação de três dias de todos os serviços da Prefeitura de Ilhéus, os trabalhadores públicos municipais estarão realizando uma assembleia na próxima segunda-feira (22), às 8 horas da manhã, em frente ao Palácio Paranaguá, para avaliar o movimento e decidir sobre a realização de uma greve geral, por tempo indeterminado, de todas as categorias. Os trabalhadores aguardam a apresentação de uma proposta concreta de reajuste salarial por parte do governo municipal, mas caso até a manhã de segunda-feira essa proposta não seja feita, os servidores não descartam a possibilidade de uma greve com a interrupção de todos os serviços da Prefeitura, incluindo os setores de saúde, educação, serviços públicos, agentes de trânsito e guarda civil municipal.

Durante a manhã desta sexta-feira os servidores públicos municipais permaneceram concentrados em frente ao Palácio Paranaguá aguardando uma posição do governo com relação a proposta de reposição salarial. Representantes dos cinco sindicatos de todas as categorias dos servidores públicos municipais também participaram de uma reunião com os vereadores na tentativa de buscar uma solução para o impasse. Os líderes sindicais mais uma vez reafirmaram que os números apresentados pelo governo municipal não são verdadeiros e a cada momento são divulgados índices diferentes e contraditórios confirmando os erros da equipe da Prefeitura, o que acabou levando com que os trabalhadores não mais acreditassem nas planilhas apresentadas pelo prefeito Jabes Ribeiro.

O presidente da Câmara Municipal de Ilhéus, Josevaldo Machado, informou que já foram solicitadas cópias das folhas de pagamento dos cinco primeiros meses desse ano para avaliar os números reais e as despesas com pessoal, para a partir daí se buscar a definição de índices justos de reposição salarial. Os trabalhadores também apresentaram aos vereadores propostas e medidas que devem ser adotadas para reduzir a folha de pagamento sem que para isso seja necessário realizar a demissão dos servidores. Os representantes dos sindicatos garantiram que permanecerão vigilantes durante todo o final de semana aguardando a qualquer momento a convocação para a apresentação de uma proposta de reajuste. Do contrário, os líderes sindicais não descartam a possibilidade dos trabalhadores realizarem uma greve geral na Prefeitura de Ilhéus.